in ,

Britney Spears gastou R$ 5 milhões com advogados em processo sobre a tutela

Britney Spears gastou mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões) com o processo sobre sua tutela, no ano passado. A informação é do E! News.

A cantora de 38 anos teve seus gastos detalhados em novos documentos do tribunal. Eles revelaram que ela desembolsou um total de US$ 1.202.504,30 em 2019 com consultores e advogados (mais de R$ 6 milhões)

Britney Spears faz sucesso com música de 2016
Cantora declarou seus gastos à Justiça por causa de processo sobre sua tutela (Foto: Divulgação)

Os documentos revelam ainda que seu pai, Jamie, ganhou US$ 128 mil (aproximadamente R$ 697 mil) para cumprir seu papel como tutor, posição que ele renunciou em setembro de 2019 por motivos de saúde – a agente da cantora, Jodi Pais Montgomery, é sua tutora atualmente.

LEIA MAIS

>>> Britney Spears quebrará o silêncio em entrevista bombástica, afirma tabloide
>>> #FreeBritney: família de Britney Spears arma plano para acabar com tutela, diz revista
>>> Audiência sobre definição da tutela de Britney Spears é adiada por causa do coronavírus

Britney também gastou US$ 91,2 mil (R$ 486,5 mil) em viagens e também recebeu um subsídio semanal cujo valor não foi divulgado para ela gastar a seu critério.

As despesas residenciais da princesinha do Pop chegaram a US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões). Entre os gastos, estão reparos na academia da sua casa, que foi danificada em dois incêndios.

Pai de Britney Spears diz que movimento #FreeBritney é uma piada

Pai de Britney diz que #FreeBrutney é uma piada (Foto: Reprodução)

O pai e empresário da cantora Britney Spears, Jamie Spears, não está gostando nem um pouco da repercussão que o #FreeBritney está ganhando e disse ao NY Post que o movimento “é uma piada”. Chateado, ele negou os boatos de que rouba o dinheiro da filha desde que assumiu sua tutela, há 12 anos, e disse que tudo não passa de “teorias conspiratórias”.

“Essas teorias conspiratórias não sabem de nada. O mundo não tem a menor pista. A justiça da Califórnia é quem vai decidir o que é melhor para a minha filha. O assunto não diz respeito a mais ninguém”, desabafou o empresário.

Para se defender das acusações de que esteja desviando dinheiro da cantora, ele disse que é obrigado a prestar contas à Justiça. “Eu sou obrigado a reportar cada centavo gasto para a Justiça todo ano. Como poderia ‘roubar’ alguma coisa?”.

Jamie se queixou ainda da agressividade dos fãs, que pressionam por uma revisão da intervenção. “Tem pessoas me ameaçando morte, é horrível. Não queremos esse tipo de fãs”.

Durante a entrevista, o pai de Britney teria chorado ao falar de seu amor pela filha.

“Eu amo a minha filha, eu amo todos os meus filhos, mas isso é assunto nosso. É privado”, completou.

Movimento ganhou força na internet e apoio de artistas

O movimento #FreeBritney vem ganhando força, com apoio de celebridades, imprensa e de uma sólida base de seguidores que especulam sobre a situação da cantora.

Há 12 anos, Britney tem sua liberdade limitada por uma decisão judicial que concedeu ao pai sua tutela, alegando que a cantora sofria de problemas psiquiátricos. O ponto questionável é que a estrela pop seguiu trabalhando durante todos esses anos.

A hashtag #FreeBritney se transformou em um movimento depois que a cantora anunciou o cancelamento de seu novo espetáculo em Las Vegas, “Domination”, para centrar-se em seu pai, cujo estado de saúde era frágil na época.

Volta e meia os fãs reavivam o movimento nas redes sociais a fim de pressionar à Justiça para decidir pela liberdade da cantora da tutela.

O movimento ganhou apoio de celebridades como Miley Cyrus, Paris Hilton e Tinashe, amigas de Britney.

No dia 22 de agosto, haverá uma audiência para definir se a cantora permanecerá sob tutela.

Até o momento, não se sabe o quanto a própria Britney apoia ou não a campanha, que a colocou em evidência novamente.

Escrito por Victor Arris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assista ao show virtual de The Weeknd em parceria com o TikTok

Rihanna registra marca de utensílios de cozinha, como garfos, facas e colheres