Giulia Be BBB
Fotos: Reprodução Instagram @giulia e @juliette.freire
in ,

BBB 21: Giulia Be quer convidar Juliette para colaboração

Será que vai acontecer?

A “menina solta” não poderia ficar trancada na casa do BBB, não é mesmo? Giulia Be já confessou que recusou convite para entrar no reality show, mas tem uma queridinha na atual edição 21. Trata-se da Juliette!

Conversando com um fã no Twitter, Giulia Be afirmou que gostaria de fazer uma colaboração com a pernambucana.

“Eu devia ter ido só pra poder conhecer e ficar amiga da Juliette, juro, mas vou esperar ela sair e convidar pro feat”, comentou.

Giulia Be não é a primeira famosa interessada em trabalhar com Juliette. Com uma voz afinada, ela tem tudo para emplacar carreira musical. Luan Santana mandou uma DM misteriosa para a sister e Chico César está grato depois que ela cantou “Deus Me Proteja” e viralizou nas plataformas de streaming.

Experts do mercado explicam o quê Juliette precisa fazer para se tornar uma cantora após o BBB

Advogada, maquiadora e cantora, será? Depois de soltar a voz dentro da casa mais vigiada do país, Juliette mostrou que tem potencial para seguir a carreira de cantora e chamou atenção não só do público, mas de diversos artistas que estão acompanhando o Big Brother Brasil. Teve quem dissesse que a participante cantava melhor do que muitos cantores que estão dentro da casa.

Segundo a família da paraibana, a vontade de cantar surgiu quando ela passou a frequentar os cultos de uma igreja evangélica em Campina Grande, sua cidade natal. A sister já tentou apostar na carreira artística no passado – e até chegou a gravar músicas gospel – antes de desistir dos planos por falta de dinheiro.

Foto: Divulgação/Tv Globo

Com a visibilidade do programa, a participante já recebeu até direct de Luan Santana dizendo que quer falar com ela quando sair da casa. Além disso, a música “Deus me Proteja”, de Chico César e Dominguinhos, viralizou nas plataformas de streams assim que a sister a cantou, no BBB.

A partir de agora, com a popularidade conquistada, se Juliette quiser se tornar uma cantora ela vai precisar ser estratégica e seguir alguns caminhos que só quem está no backstage da indústria da música sabe. Por isso, o POPline.Biz é Mundo da Música convidou alguns dos profissionais mais influentes e experientes do mercado, em diversos segmentos, para responder: “O que você acha, em termos estratégicos, que a carreira dela precisaria para ter um bom resultado publicitário a longo prazo?”

Bruno Esteves, Antonio Trigo e Marina Mattoso | Fotos: Reprodução

Bruno Esteves – Produtor Musical – fez o primeiro remix com uma música cantada por Juliette na casa.

“Eu acho que, em termos técnicos, a Juliette, pelo pouco que pude ver, tem musicalidade e talento suficiente para interpretar canções e ser um sucesso! Agora em termos de mercado é necessário um trabalho estratégico muito sólido, para não ser uma artista que surge e desaparece como muitos.

Envolve muitos detalhes, mas, ao meu ver, depois dessa repercussão toda, o público já a escolheu e a abraçou. Fico feliz por ter sido a música por trás disso e ver o quanto o público amou o que decifrei. Agora, o mais importante, é saber se o amor que ela tem por cantar, também é o mesmo por ser uma cantora. Deus queira que sim, porque nossos ouvidos agradecem!”.

Antonio Trigo – Assessor de Imprensa – Jornalista, relações públicas e criador da agência de comunicação de atores e cantores Trigo Press, que atende Projota, Ludmilla, Lázaro Ramos, Jéssica Ellen, Bruno Gagliasso, Lellê, Taís Araújo e outros.

“Eu acredito que a Juliette tem uma chance única nas mãos de transformar um sonho em realidade. Sabemos que as carreiras de cantores para além do talento – e muitos têm talento – são um misto de estratégia com talento. E falo muito em talento porque, o que a gente não sabe ainda é qual o talento dela para além da voz já que se manifestou dizendo querer ser cantora gospel. Qual o segmento? O que ela gosta de cantar? Como ela se enxerga? Esses são fatores determinantes para que ela possa seguir.

Juliette certamente vai ter, ao sair da casa e já com o respeito do público, a possibilidade de se lançar. Mas, ela vai precisar de mais que boa equipe, de decidir se quer se guiar pelo seu talento e dom, ou pelo momento que também pode construir um lançamento fabricado que, embora possa ter sucesso, costuma ser efêmero.

Em minha opinião, depois de identificar seu caminho, ela pode – e deve – se jogar na área, mas com algo menor para medir sua real aceitação e caminhar mais lentamente. São mais escassos na música mundial os casos de gente que explode e permanece. Mas, muito mais consistentes os casos de vozes que vão aos poucos e permanecem por saberem administrar seus desejos com os mercados”.

Marina Mattoso – CEO da Jangada – agência focada em Planejamento Estratégico e Marketing de Conteúdo que atende artistas como: Gilberto Gil, Adriana Calcanhotto, Maria Rita, Claudia Leitte, Kell Smith, entre outros.

“Eu acho que a Juliette teria um desafio nas mãos que é o de conseguir confeccionar um bom planejamento estratégico dentro de um prazo curto (para não perder o timing pós-bbb). Penso que sua equipe deveria buscar parceiros com os quais já poderiam iniciar o desenvolvimento do planejamento estratégico para apenas validar com ela e iniciar a execução assim que sua jornada na casa encerrar.

Este timing pós-programa é extremamente necessário para que ela não perca a oportunidade de explorar a principal força da matriz SWOT dela hoje, que é, obviamente, estar num dos programas de maior expressividade nacional e – o que nesse BBB é realmente uma conquista – ter desenvolvido vínculo com boa parte da audiência”.

Flavia Tendler, Hitmaker e Malu Barbosa | Fotos: Reprodução

Flavia Tendler – Advogada de Direito do Entretenimento com formação em propriedade intelectual, Direito autoral e especialização em Copyright e Vídeo Game Law pela universidade de Berkeley, Califórnia.

“Já considerando o início (ou retomada) de uma carreira artística, ela primeiro precisa ver sobre as restrições do contrato da Globo, checar também se já há previsão de carreira musical atrelada à gravadora do grupo. Em segundo lugar, separar os escopos dos tipos de trabalho para melhor direcionar os perfis musicais, artísticos, e etc.

Em terceiro lugar, analisar bem os contratos com propostas oferecidas que interfiram na carreira musical, restringindo uma cessão de imagem, por exemplo, ao job específico, ficando sempre liberado o Direito Autoral e Conexo. Em resumo: ter assessoria jurídica específica para melhor tratar os perfis existentes na artista como um todo e checar a exclusividade e restrições do contrato BBB”.

Hitmaker – Produtores Musicais – o trio queridinho do pop já emplacou hits com Anitta, Ludmilla, Luísa Sonza, Pocah, Lexa, Dj Rennan da Penha e Kevinho.

“Carisma e talento ela com certeza tem! Na correria da vida às vezes a gente pode acabar deixando passar detalhes que sempre estiveram com a gente. Mas, agora, todos conhecem essa potência e com certeza um mundo novo irá se abrir.

Ela nem imagina que tem até um feat com Luan Santana a aguardando aqui fora e está sendo lindo de acompanhar e torcer pelo crescimento dela como artista. Quem sabe até participar disso também!”

Malu Barbosa – Relacionamento com Marcas/Publicidade – Diretora Artística da Mynd empresa que tem em seu casting Pabllo Vittar, Cleo Pires, Elba Ramalho, Gilsons, Gustavo Miotto, Jão, Luan Santana, Lucas Lucco e muito mais.

“Juliette mostrou que tem muita honra da onde ela veio e das suas raízes, se mostrou uma pessoa muito verdadeira sobre a essência dela. Isso é super valioso, até para uma marca quando ela quer se associar a uma celebridade porque ela consegue atingir um público que essa pessoa traz e representa.

Outro ponto também é que ela é muito coerente. Uma marca em geral não quer se arriscar muito em uma carreira ou em uma personalidade que não é coerente. A Juliette traz muito da vivência dela com que ela fala, acaba que ela transmite uma verdade sobre o que ela fala e o que ela faz.

Eu acho que essa construção vem em parcerias sólidas e verdadeiras! Em parcerias que não contradizem a forma dela pensar e sejam mais próximas do público. Ela traz nela um carisma popular e seria lindo trazer para o discurso dela uma marca que explorasse a força de uma mulher forte e nordestina, por exemplo”.

Renan Augusto – Empresário do cantor Jão

“Ela está construindo uma base de fãs muito engajada, quase passional. Se desenvolver uma carreira na música for realmente um desejo dela, tem um potencial enorme desde que trabalhe com as pessoas certas e tenha um planejamento assertivo. A exposição trazida pelo BBB nem sempre é aproveitada da mesma maneira pelos participantes, infelizmente. Existem exemplos de muito sucesso e outros de grandes desperdícios. A escolha de uma boa equipe é 90% do caminho”.

Pablo Bispo – produtor musical, compositor e um dos fundadores do selo da Som Livre, Inbraza.

“No BBB a gente consegue enxergar a verdade de cada um, ninguém consegue sustentar o que não é por muito tempo. No meu escopo de trabalho, é a verdade, quem você é, o que você passa para os outros e como você consegue transformar isso em arte para tocar outras pessoas que importa. Acho que a Juliette tem muito disso, ela é verdadeira, engraçada, fofa, tem o jeito dela e fala as coisas de uma forma muito única.

Quanto a ser artistas, hoje em dia você não precisa cantar para ser artista. Mas, ela canta e a voz dela é linda, além de ter toda representatividade do Nordeste. Eu acho que artistas como ela deveriam ter mais visibilidade no Brasil para tocar mais corações. Aproveito para me deixar 100% à disposição: Juliette, se você ler essa mensagem e quiser um produtor, você tem aqui um produtor 200% feliz porque estou torcendo por você, Gil e Sarah”

Escrito por Caian Nunes

BBB 21: repórter da Globo faz campanha contra Karol Conka ao vivo em telejornal

MC Rebecca e Anitta divulgam fotos de “Tô Preocupada”