banner com link para rádio globo
Foto: Daniel DeSlover
in ,

Baterista do System of a Down diz que o Covid-19 “é e sempre foi sobre dinheiro”

John Dolmayan já foi bastante criticado por suas inclinações políticas de direita

John Dolmayan, baterista do System of a Down, disse que a pandemia de Covid-19 “é e sempre foi sobre dinheiro”. O músico já havia falado sobre o mercado de vacinas e recebeu críticas por suas opiniões sobre o movimento ‘Black Lives Matter’, seu apoio a Donald Trump e afirmou que as pessoas não trabalharão com ele agora por causa de seus pontos de vista.

Foto: Greg Watermann

LEIA MAIS:

Em fevereiro do ano passado, ele chamou Alexandria Ocasio-Cortez de “idiota” em uma entrevista, onde também explicou que não é fã da “agenda de muitas plataformas democratas”.

No início desta semana, Dolmayan foi ao seu Instagram para compartilhar um meme sobre Covid-19 relacionado a ‘Pokémon’, escrevendo: “E assim o Covid lentamente desaparecerá. Isso é e sempre foi sobre dinheiro, Covid era sobre dinheiro, Ucrânia é sobre dinheiro. Os recursos equivalem a riqueza, estabilidade e poder”.

Ele acrescentou: “Há um jogo de xadrez sendo jogado por aqueles que estão em posições reais de poder e gostaríamos de pensar que somos os peões, mas a verdade é que nem estamos no tabuleiro”.

Em entrevista à NME no ano passado, Serj Tankian falou sobre trabalhar ao lado de Dolmayan, afirmando que “uma boa banda sempre tem muita dinâmica”. O vocalista disse anteriormente que “nunca viu um presidente ser tão ruim” quanto Donald Trump, e criticou diversas vezes o ex-presidente dos EUA durante seu mandato.

“As diferenças políticas se tornaram pronunciadas entre John [Dolmayan] e mim no ano passado através da campanha de reeleição de Trump, mas é um fenômeno novo”, disse Tankian na entrevista. “John é meu cunhado, assim como meu companheiro de banda. Encontre alguém que não tenha um cunhado com uma visão política diferente, e eu encontrarei uma família interessante para você”.

Ele continuou: “Algumas das bandas que criam a música mais elástica e interessante são aquelas que têm uma dinâmica muito interessante entre os membros da banda. Eu não mudaria isso. É melhor do que quatro pessoas fazendo o que chamo de ‘música corporativa’, onde concordam em tudo e querem maximizar seus retornos. Essa é a Pepsi. System Of A Down nunca foi isso. Nós somos a porra do punk rock”.

Escrito por Daiv Santos

“Lost Ark”: Atualização traz novos conteúdos ao game

Pós-BBB22: Tiago espera retomar amizade com Naiara Azevedo