10 artistas internacionais que já criticaram premiações importantes
(Foto: Instagram @nickiminaj)
in ,

10 artistas internacionais que já criticaram premiações importantes

Racismo, machismo e boicote são algumas das pautas levantadas.

As críticas de Ludmilla ao Prêmio Multishow – dizendo que o sistema a boicota por ser negra e bissexual – fazem lembrar casos de artistas internacionais que também já se indignaram com o sistema de votação e escolha dos vitoriosos em premiações como Grammy, VMA, Grammy Latino e American Music Awards.

10 artistas internacionais que já criticaram premiações importantes
(Foto: Instagram @ludmilla)

Leia mais:

1. The Weeknd x Grammy Awards

Depois de ficar sem nenhuma indicação por “After Hours”, apesar do sucesso estrondoso do álbum, The Weeknd foi claro: “o Grammy é corrupto”. Ele decidiu não submeter mais seu trabalho à avaliação da Academia da Gravação.

O diretor criativo dele também falou sobre isso. “Historicamente, Abel jogou o jogo, por assim dizer. Ele fez aquelas performances, conversou com essas pessoas de alto nível. Somos muito respeitados. Muitas pessoas nos conhecem, individualmente e como coletivo. Se você perguntar se eu acho que o Grammy é racista, eu acho que a única resposta real é que, nos últimos 61 anos de Grammy, só dez artistas negros levaram o troféu de Álbum do Ano. Não quero fazer disso algo sobre mim. É apenas um fato”, diz o diretor criativo La Mar C. Taylor.

The Weeknd é o novo embaixador da ONU no combate à fome
Foto: Rich Fury/Getty Images

2. Nicki Minaj x VMA

Em 2015, Nicki Minaj criticou o VMA publicamente depois de ficar de fora da categoria Vídeo do Ano. Ela esperava uma indicação por “Anaconda”, por conta do impacto cultural do clipe. “Se eu fosse um ‘tipo’ diferente de artista, ‘Anaconda’ seria nomeado para melhor coreografia e também vídeo do ano”, twittou.

Na época, Nicki Minaj falou de racismo. “Vocês não podem ver as redes sociais infestadas de pessoas fazendo a capa do single, a coreografia, roupas para o Halloween, um impacto desse porte e não indicar para Vídeo do Ano? Quando as ‘outras’ garotas lançam um clipe que quebra recordes e impacta a cultura, elas são nomeadas”, apontou.

VMA 2021: Nicki Minaj diz que não quis fazer performance
(Foto: Instagram @nickiminaj)

3. J Balvin x Grammy Latino

O astro colombiano frequentemente reclama da Academia Latina da Gravação, por reduzir tantos estilos musicais diferentes ao rótulo de “música urbana”. Para J Balvin, o Grammy Latino gosta de chamar artistas de reggaeton para cantar – porque dão audiência – mas não gosta de premiá-los.

“Os Grammy’s não nos valorizam, mas precisam de nós. É minha opinião e nada contra os outros gêneros, porque eles merecem todo o respeito. Mas o truque já é enfadonho. Nós damos a eles classificação, mas eles não nos respeita”, criticou neste ano.

Foto: Divulgação

4. Drake x Grammy

Drake criticou o Grammy e “ficou de mal” com a premiação por algum tempo, por considerar que havia racismo nos critérios de classificação das músicas. Ele não gostou de ver a música “Hotline Bling” indicada em categorias de rap. É como se, por ser preto, sempre fossem considerar rap o que quer que ele fizesse.

“A única categoria que eles conseguem me encaixar é uma categoria de rap. Talvez porque eu tenha feito rap no passado ou porque eu sou negro, eu não consigo descobrir o porquê. Eu ganhei dois prêmios, mas eu nem os quero, porque só me sinto estranho com eles por alguma razão. Não consigo entender porque ‘One Dance’ não foi sequer indicada. Eu amo a comunidade do rap, mas eu faço músicas pop por uma razão. Quero ser como o Michael Jackson, como os artistas que eu vi. Minhas músicas são pop, mas eu nunca ganho crédito por isso”, disparou.

Barack Obama aprova ideia de Drake interpretá-lo em filme
(Foto: Reprodução / Instagram @champagnepapi)

5. Halsey x American Music Awards

Halsey ficou incomodada com a falta de mulheres na lista de indicados ao American Music Awards em 2017. Ela foi nomeada por “Closer”, parceria com The Chainsmokers, mas criticou a premiação mesmo assim.

“Realmente honrada por ter recebido uma indicação ao AMA, mas muito decepcionada ao ouvir nomes exclusivamente masculinos… Uma oportunidade perdida. Tantas cantoras incríveis lançaram este ano. Esperando que os próximos prêmios deem o devido crédito a elas”, completou.

Halsey faz grande sucesso
Foto: Zoey Grossman

6. Lorde x Grammy

A cantora disse “não” ao Grammy em 2018, por considerar a produção machista (tema que depois foi discutido pela imprensa também). Todos os artistas indicados na categoria Álbum do Ano poderiam fazer performances solo na cerimônia, menos Lorde. Ela era, por acaso, a única mulher indicada. Os produtores queriam enfiá-la em uma performance coletiva e, por sentir-se injustiçada, Lorde declinou a oferta. Não cantou no Grammy.

Lorde não está nem aí para nº1 na Billboard
(Foto: Reprodução / YouTube)

7. Pink x VMA

Em 2015, a cantora assistiu à premiação de casa e achou o nível das performances muito baixo. Ela criticou a premiação pela falta de qualidade. “Eu me sinto envergonhada e triste. E velha. Nós estamos envelhecendo, mas falando sério. Sinto-me triste porque a música deveria inspirar. Salvou a minha vida. Este lixo não vai salvar a vida de ninguém”, avaliou.

“Em um mundo que está mais assustador e com vidas que valem ser salvas, quem irá salvar a alma? Os desprivilegiados, talvez. Além do Macklemore e do Pharrell e Bieber e The Weeknd, Tori Kelly também foi muito bem. O resto foi um tosco e embaraçoso e difícil para esta velha do pop acreditar”, comentou.

10 artistas internacionais que já criticaram premiações importantes
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

8. Zayn x Grammy Awards

O ex-One Direction criticou o Grammy neste ano. Ele disse que, para ser indicado, é preciso fazer a social com a Academia da Gravação. Tudo não passaria de um jogo de networking. “Fo**-se o Grammy e todos os associados. A menos que você aperte as mãos e envie presentes, não é considerado para indicações. No ano que vem, enviarei uma cesta de doces para vocês”, twittou.

One Direction
Foto: GQ Magazine

9. Fiona Apple x Grammy

A reclamação de Fiona Apple não teve a ver com falta de indicações para ela. A cantora ficou indignada de ver Dr. Luke nomeado – com o pseudônimo Tyson Trax, por seu trabalho em “Say So” da Doja Cat. Ele foi acusado de estupro pela Kesha.

“O Grammy teve Kesha lá cantando ‘Praying’ e agora eles vêm com ‘oh, mas é Tyson Trax!’. Eles colocaram Kesha no palco, como quem diz ‘nós acreditamos em você’, e eu acredito nela. Dois anos depois, a bosta de Tyson Traz… é uma bosta”, disparou a cantora.

Fiona Apple critica Grammy por indicar Dr. Luke
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

10. PARTYNEXTDOOR x BET Awards

Ele ficou irritado ao ser ignorado pela premiação em 2020. “Quando a televisão de entretenimento negro ficou tão complexo e esqueceu que o PartyNextDoor é o artista R&B da nossa geração? Isso é por que eu não quero ser seu amiguinho?”, twittou, falando de si na terceira pessoa.

“É tão desrespeitoso. Cite sons melhores do que ‘The News’. Eu dei às pessoas os maiores sucessos”, completou.

10 artistas internacionais que já criticaram premiações importantes
(Foto: Divulgação)

Escrito por Leonardo Torres

Será? Tadeu Schmidt pode assumir “The Voice Brasil” em 2022

Fundição Progresso reabre com shows de Pitty e Planet Hemp na programação