Foto: Lucas Nogueira
in ,

Xamã explica desentendido após postagem polêmica: “é uma música”

“Quem fala mal de mim quer ser eu ou quer me dar”, citou Xamã.

No domingo (30 de novembro) Xamã deu o que falar com uma simples postagem no Twitter. “Quem fala mal de mim quer ser eu ou quer me dar“, escreveu ele. Isso causou certo desentendido, com pessoas achando a afirmação um tanto quanto arrogante. Ele até bateu boca com alguns internautas, os mesmos que estavam o atacando.

No entanto, ele esclarece ao Portal POPline: “eu não tô a fim de criar uma imagem assim“. Seu objetivo com o tweet, na verdade, foi fazer uma referência à uma música de 2019, “Central do Brasil“, parte do disco “O Iluminado“.

Quem fala mal de mim quer ser eu ou quer me dar
Foto: Reprodução Instagram @euxama

De fato, a música contem esses versos que, dentro do contexto, faz mais sentido. Quem é fã do Xamã, realmente, sabia do que se tratava. Relembre a faixa:

Leia a Letra de “Central do Brasil”:

Amor
Te vejo 4: 20 lá em casa
Nós que bota ritmo e embrasa
Vou devorar você, devorar você
Sou alguém que quase sempre se atrasa
Mas que não te troca por nada
Sou seu marrom glacê, seu maior prazer

Vi a minha vida decolar
De 875, Realengo, Tanque, Jacarepaguá
O trem das onze cansei de rimar
Fui quase sempre tão sozinho
Sempre tão assim, meu bem
Vamo vencer um do lá si já
Quero amor pra quem me ame
E mais amor pra quem for me odiar
Quero um amor sabor maracujá
Um jazz, um blues, um rock sim
Aroma rosa espinho

Amor
Me arranha e dá aquela sentada
Toda posturada e malvada
Sou seu marrom glacê, seu maior prazer
Mô, eu sei que nós não vale nada
Nosso love song é piada
Quero namorar você
Quero marolar você

Quero ver o lar de lá, de lá
Tomar café olhando o mar
Subir num pé de manga
Fazer um verso doce de sabor pitanga

Somos filósofos de bar
Em qualquer parte do Rio de Janeiro você pode me encontrar
Quem não conhece, já ouviu falar
Baguá Rec, Xamãzin, ouviu?
Xamãzin, meu bem
Tá bom, mas quero melhorar
Num gosto de sapato, mas nasci pra trabalhar
Quem fala mal de mim
Ou quer ser eu, ou quer me dar
Meu verso fica bom assim
Desculpa, eu sou assim

Amor
Te vejo 4: 20 lá em casa
Nós que bota ritmo e embrasa
Vou devorar você, devorar você
Sou alguém que quase sempre se atrasa
Mas que não te troca por nada
Sou seu marrom glacê, eu sou seu maior prazer

Tomar café olhando o mar
Subir num pé de manga
Fazer um verso doce de sabor pitanga

LEIA MAIS

>> “Câncer”: Com dueto, Luísa Sonza vai abrir as portas do mainstream para Xamã?
>> Xamã confirma Gloria Groove em novo álbum e anuncia data de lançamento com Luisa Sonza

Escrito por Caian Nunes

Snoop Dogg fuma um cigarro de maconha a cada 12 minutos?

Divulgação/Bebeto Daroz

Sony Music Brasil lança jogo com ilustração exclusiva para divulgar novo álbum do AC/DC