Foto: Marco Lafer & Isabela Vdd
in ,

Tim Bernades lança single “BB (Garupa de moto amarela)”; ouça!

Essa é segunda amostra de seu novo álbum, que está programado para lançamento em 14 de junho

Duas semanas após anunciar o segundo álbum solo, “Mil coisas invisíveis“, com o singleNascer, viver, morrer“, apresentado em 3 de maio, Tim Bernardes acaba de lançar o single “BB (Garupa de moto amarela)”. Essa é segunda amostra de seu novo álbum, que está programado para lançamento em 14 de junho.

Foto: Divulgação

LEIA MAIS: 

Música de autoria do cantor, compositor e multi-instrumentista paulistano, a faixa é caracterizada pelo artista como “uma canção de amor bem direta, simples e leve”. Ouça no player a seguir:

“BB (Garupa de moto amarela)” já está disponível e todas as plataformas digitais, simultaneamente no Brasil – pelo selo Coala Records – e no resto do mundo por meio do selo norte-americano Psychic Hotline.

Como exposto na capa do single “BB (Garupa de moto amarela)”, Tim pilota violões, percussões, samplers e synths na gravação dessa canção conduzida inicialmente pelo violão em arranjo econômico que ganha corpo e intensidade com a entrada dos synths e dos violinos tocados por Felipe Pacheco Ventura e orquestrados pelo próprio Tim Bernardes, produtor musical do álbum “Mil Coisas Invisíveis”.

Fluente canção de amor que totaliza dois minutos e 47 segundos, “BB (Garupa de moto amarela)” mantém alta a expectativa para o sucessor do aclamado álbum “Recomeçar” (2017) na discografia solo de Tim Bernardes.  

Seu último álbum, “Recomeçar”, foi indicado ao Grammy Latino e também responsável por consolidar o nome dele como um dos principais compositores do país, transitando com naturalidade entre as gerações e colaborando com as vozes mais relevantes do música brasileira, como Gal Costa e Maria Bethânia

Escrito por Magda Pinheiro

Sam Asghari diz como ele e Britney Spears estão se recuperando da perda do bebê

Que susto! Joelma sofre queda no palco durante show na Bahia

Joelma diz que recebeu propostas para posar nua: “Deus me livre”