in ,

Tiago Iorc alega sabotagem e prejuízo ao não liberar música para ANAVITÓRIA

Trio trabalhou em parceria na composição de música e, agora, Tiago não quer liberar direitos autorais (Foto: Getty Images)

Depois de ser acusado por Ana Caetano, do duo ANAVITÓRIA, de impedir a regravação da música “Trevo (Tu)”, Tiago Iorc se manifestou sobre o caso. O cantor e compositor disse que a proibição se deve ao fato de que ele vem sendo vítima de sabotagem pelo escritório que gerencia a carreira das artistas e, por isso, está buscando seus direitos.

Neste sábado (13), Iorc publicou um vídeo no iGTV para esclarecer a história que, na sua visão, deveria ser um assunto privado.

“Eu me sinto extremamente desconfortável e até sem jeito de ter que me manifestar publicamente em realação a isso, principalmente nesse momento tão delicado que a gente está vivendo”, explicou o cantor.

Para ele, Ana Cateano teve uma “atitude impensada” ao tornar esse assunto público até porque, diz, elas não saberiam “da missa a metade”.

“Meninas, Ana, eu entendo seu sentimento e provavelmente eu me sentiria da mesma forma com isso que tá acontecendo, mas isso se eu não soubesse o que está de fato está acontecendo por trás de tudo isso”, diz ele. E continuou:

“o escritório que gerencia a carreira de vocês e que até pouco tempo era o mesmo que o meu, ele vem, repetidamente, sabotando meu trabalho, agindo de má fé, para me prejudcar realmente e me causando danos, inclusive finaneiros”, afirma.

Iorc justificou, ainda, que, em relação à liberação da música, as cantoras podem ficar tranquilas, pois ele não tem o intuito de prejudicar a dupla.

“Eu só estou revendo o meu direito e muita coisa precisa ser esclarecida em relação ao escritório de vocês, antes que isso possa existir”, completou.

Veja o desabafo de Tiago Iorc

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por TIAGO IORC (@tiagoiorc) em

Apelo ao vivo

Na noite desta sexta-feira (12) aconteceu uma nova live da dupla ANAVITÓRIA em comemoração ao dia dos namorados. Elas cantaram boa parte do repertório, mas o destaque da noite foi o desabafo de Ana Caetano, antes de cantar “Trevo”.

A música foi o primeiro sucesso da dupla por todo o Brasil, em 2016, e foi lançada em parceria com Tiago Iorc, que também colaborou na composição.

Na época, os três eram empresariados por Felipe Simas. Agora, o cantor rompeu relações com o empresário e o caso foi parar na Justiça.

ANAVITÓRIA tem o intuito de fazer uma regravação da música, mas o cantor não permite.

Na live desta sexta-feira (12), Ana Caetano quase chorou fazendo um apelo pela liberação da música, mesmo sem citar nomes.

“A música que a gente vai cantar agora é muito especial para nossa carreira. Eu escrevi ela em 2015 e convidei um amigo para escrever comigo. Esse amigo escreveu, me deu um refrão lindo, que a gente ama muito e vocês conhecem bem. Essa música chegou para vocês de um jeito muito massa. Foi um momento muito lindo em nossa carreira e poderoso, porque abriu muitas portas”, começou ela.

E continuou:

“Enfim, nessa semana a gente recebeu uma notícia estranha e triste de que esse autor está impedindo de regravar a nossa música. Eu só queria falar que o meu entendimento de arte é muito para as pessoas. No momento que ela passa por mim e vai pro mundo, ela não é mais minha, ela é do mundo. Me dói muito isso acontecer […] Eu espero que essa música nunca seja interrompida, eu espero que essa pessoa receba essa mensagem, porque é com todo o meu coração e todo meu amor”.

Depois do apelo da cantora, fãs fizeram até mesmo um abaixo-assinado pedindo que o cantor liberasse a música.

Escrito por Victor Arris

Taylor Swift pede que autoridades do Tennessee removam estátuas em homenagem a pessoas com histórico racista

Vocalista e guitarrista da banda Raimundos fazem as pazes depois de 19 anos brigados