banner com link para rádio globo
Foto: Globo
in ,

The Voice+: 2º dia de Tira-Teima tem 3 cantores salvos pelo “Peguei”

Os competidores trouxeram intepretações de músicas de Gonzaguinha, Djavan, Tom Jobim, Elis Regina e Zeca Pagodinho.

Neste domingo (06), foi ao ar o sexto episódio do “The Voice +”. No segundo dia de “Tira-Teima”, os jurados Carlinhos BrownFafá de BelémLudmilla e Toni Garrido escolheram quem continua e quem sai nesta fase do programa. Os competidores emocionaram os técnicos com intepretações de Gonzaguinha, Djavan, Tom Jobim, Elis Regina e Zeca Pagodinho.

Foto: Globo

LEIA MAIS:

Após as apresentações, o técnico de cada time teve de salvar dois competidores de suas equipes. Quem não foi escolhido, ainda teve a chance de continuar na competição com o “Peguei”, que dá a oportunidade de outro técnico ter o talento em questão em seu time.

Antes do episódio começar, o apresentador André Marques informou que alguns competidores tiveram que deixar o reality, devido ao protocolos contra a pandemia do novo coronavírus: “Para que a gente continue seguindo à risca todos os protocolos de saúde, algumas vozes escaladas para hoje não poderão se apresentar.

“Do Time Ludmilla: Vando Lipert. Do Time Brown: Cris Nunes. Do Time Fafá: Osny Melo. Infelizmente eles terão de deixar a competição, mas tá tudo bem com os três e a gente manda um grande beijo da família The Voice para eles”, disse ele.

Time Fafá

O primeiro embate do episódio foi entre os cantores do Time Fafá. A técnica escolheu Cássia Portugal, Clarisse Grova e Marcília de Queiroz Pinheiro para se enfrentarem.

Cássia iniciou as batalhas cantando uma versão de “Último Desejo”, samba-canção de Noel Rosa, ícone do bairro de Vila Isabel, no Rio de Janeiro, onde a competidora nasceu. Em seguida, Clarisse interpretou “Um Móbile no Furacão”, de Paulinho Moska. Já Marcília trouxe um hino de Pixinguinha: “Carinhoso”.

Em sua avaliação final, Fafá elogiou a maneira como Cássia representa as mulheres brasileiras com a sua voz, ela também destacou a atitude de “guerrilheira” de Clarisse e a “resistência doce” de Marcília.

Por fim, a cantora salvou Marcília e Cássia. Mas Clarissa não foi eliminada, Toni Garrido apertou o botão do “Peguei” e puxou a competidora para seu time.

Time Lud

Dilma Oliveira, Elizeth Rosa e Sueli Costa Gomes se enfrentaram pelas vagas no time de Ludmilla. A primeira competidora cantou o clássico “O Morro Não Tem Vez”, composta por Tom Jobim e Vinicius de Moraes, e emocionou a cantora. Já Elizabeth apostou na canção “Tristeza Pé no Chão”, de Clara Nunes. Sueli, que cantou ABBA nas audições às cegas, trouxe uma música brasileira: “Todo Azul do Mar”.

Depois das apresentações, Ludmilla elogiou a apresentação de Dilma por trazer a cultura da favela. Ela também pontuou que Elizabeth teria trazido a força dos desfiles de Carnaval. Além disso, elogiou a “doçura” na voz de Sueli. A cantora decidiu salvar Dilma e Elizabeth. Infelizmente, Sueli deixou o programa.

Time Brown

No Time Brown, o embate desta semana foi entre Avelino Bezerra, Jurandir Vieira e Severo Ramos. Avelino emocionou os jurados com “Lua Branca”, de Chiquinha Gonzaga. O competidor afirmou que ele costumava cantar essa música ao redor da fogueira na infância.

O segundo competidor cantou “Alguém Me Disse”. Já Severo trouxe “Toda a Hora”, escrita por Moacyr Luz e Toninho Geraes e que já foi gravada por Zeca Pagodinho. Tal apresentação foi elogiada pelo técnico pelo “suingue” e “malandragem”.

Brown também destacou a apresentação de Avelino por trazer Chiquinha Gonzaga. Ele ainda disse que a interpretação de Jurandir “representa o que é o canto brasileiro”. Por fim, escolheu Jurandir Vieira e Avelino Bezerra para continuar na competição. Severo Ramos deixou a competição.

Time Toni

Jhusara, Luciene Sampaio, Vera de Maria Maga e Wilma Oliveira se enfrentaram para ver quem continuava no Time Toni. A primeira competidora cantou o clássico “O Que É, O Que É?”, de Gonzaguinha. Já Luciene trouxe uma música que ficou famosa na voz de Elis Regina: “Upa, Neguinho”. Vera encantou a todos com “Foi Deus” e Wilma arrasou no palco com “Serrado”, de Djavan.

Toni Garrido pontuou a entrega de Jhusara à música de Gonzaguinha, ainda disse que interpretação de Luciene foi “magistral”, que Vera trouxe “originalidade”, e falou que Wilma entregou uma “maravilhoso trabalho vocal”.

O técnico decidiu salvar Vera e Jhusara. Mesmo não escolhidas pelo artistas, as outras duas participantes seguiram na disputa graças ao botão de “Peguei”. Luciene foi para o Time Fafá e Wilma para o Time Lud.

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

O que podemos esperar da primeira turnê da Juliette?

ESPM aponta que jovens preferiram Netflix ao Spotify na pandemia

ESPM aponta que jovens preferiram Netflix ao Spotify na pandemia