Foto: @thekidlaroi Instagram
in

The Kid Laroi troca Scooter Braun por empresário de Lil Nas X

Troca aconteceu de forma amigável, garante a Billboard

Atualmente no topo da parada norte-americana com “STAY”, parceria com Justin Bieber, The Kid LAROI decidiu deixar a agência de Scooter Braun, até então, responsável por administrar sua carreira. O cantor australiano decidiu migrar para a Rebel Management, comandada por Adam Leber.

O novo empresário de LAROI é também agente do Lil Nas X e, até mês passado, cuidava da carreira de Miley Cyrus. A cantora rompeu a parceria de nove anos para se juntar à Crush Management, agência de Sia, Lorde e Fall Out Boy.

Miley Cyrus rompe com empresário e se junta ao escritório de Lorde e Sia

sucesso
Foto: Getty Images

De acordo com a Billboard, a separação de LAROI e Scooter Braun foi amigável. O agenciamento durou apenas quatro meses. O polêmico empresário cuida das carreiras de Justin Bieber, Ariana Grande, Demi Lovato.

Leia mais: 

The Kid LAROI feat. BTS?

The Kid Laroi tem 18 anos e está apenas começando sua trajetória na música. Com pouco tempo, ele já conseguiu um #1 na parada Billboard Hot 100, a principal dos Estados Unidos. A música que é hit “Stay, parceria com Justin Bieber. Já imaginou se mais um artista entrasse em um remix dessa faixa? E imagina se fosse o BTS? Ele falou sobre o assunto em recente entrevista.

The Kid Laroi diz que faria remix com BTS de parceria com Justin Bieber
Foto: Divulgação

The Kid Laroi estava respondendo perguntas de fãs e foi questionado da possiblidade: “se o The Kid Laroi e o Justin Bieber fizessem um remix de ‘Stay’ e colocassem Jungkook nisso“, soltou o fã. Parece que ele gostou da ideia!

Eu sou um grande fã do BTS, então isso seria muito louco. Eu digo se eles quiserem, sim. Acho que eu vi um vídeo dele cantando ‘Stay’, o que foi muito legal“, comentou.

Será que a ideia vai para frente? Assista ao vídeo:

 

Escrito por Douglas Françoza

CEO da Netflix revela as séries e filmes mais populares da plataforma

Instagram de Britney Spears publica crítica ao novo documentário do New York Times