Álbuns regravados Taylor Swift
Foto: Frederick M. Brown/Getty Images
in ,

Taylor Swift pode ser indicada ao Grammy com os álbuns regravados?

Cantora é uma das favoritas no Grammy.

Taylor Swift começou a era das regravações! Os trabalhos começaram com o lançamento de “Love Story” e do álbum “Fearless“, marcado para 9 de abril. Ela fará isso com seus primeiros cinco álbuns e os lançamentos devem acontecer gradativamente. O objetivo é retomar os direitos das suas próprias músicas, que ficaram com sua antiga gravadora. A Billboard, então, levantou uma questão. Essas regravações podem ser indicadas ao Grammy? Afinal, os mesmos álbuns em suas versões originais foram indicados e até ganharam!

Nova versão do "Fearless", de Taylor Swift
Foto: Reprodução / Instagram

Pode ou não pode?

A Billboard fez uma análise sobre a situação falando com um porta-vez da Recording Academy, responsável pela premiação.

“As atuais diretrizes de elegibilidade permitiriam que as novas performances e álbuns fossem elegíveis se tivessem sido gravados nos últimos cinco anos. No entanto, nenhuma das canções mais antigas seria elegível para prêmios de composição”.

Portanto, a resposta seria “não”. Mas tem um detalhe. O álbum virá com seis faixas inéditas que foram descartadas na época e só agora verão a luz do dia. Essas, sim, podem ser indicadas.

Há precedentes de indicações ao Grammy de músicas na mesma situação. Frank Sinatra é um exemplo, já que ele ganhou o Grammy com o álbum “A Man and His Music“, que consistia em regravações. Ele tinha o mesmo problema de ter trocado de gravadora e resolveu gravar tudo de novo. Além disso, ele regravou três canções especificamente para o projeto: “I’ll Never Smile Again“, “Come Fly With Me” e “Love and Marriage“.

Nat King Cole também foi nomeado ao Grammy com uma compilação, a “The Nat King Cole Story” em 1961. Ele regravou as músicas não por questões de gravadora, mas sim para se adequar à nova tecnologia de som stereo que surgiu na época.

Em edições mais rentes do Grammy, no entanto, esse tipo de álbum não tem sido indicado. O que é certo é que ela está indicada com o “folklore” e tem tudo para ser lembrada pelo “evermore“, seu disco mais recente.

Escrito por Caian Nunes

Apresentado por Fabiane Pereira, programa FARO chega à rádio Nova Brasil FM

BLACKPINK

LILI’s FILM: Lisa, do BLACKPINK, arrasa em novo vídeo de coreografia ao som de Destiny Rogers