"Shining Girls", com Wagner Moura e Elisabeth Moss, ganha data de estreia
(Foto: Divulgação)
in ,

“Shining Girls”, com Wagner Moura e Elisabeth Moss, ganha data de estreia

Wagner Moura e Elisabeth Moss investigam serial killer em nova série.

A série “Shining Girls”, estrelada por Wagner Moura e Elisabeth Moss (de “The Handmaid’s Tale – O Conto da Aia”), vai estrear no dia 29 de abril na Apple TV+. Na série, os dois atores interpretam jornalistas que precisam investigar um serial killer.

Confira a sinopse:

Anos depois de um ataque brutal que a deixou em uma realidade em constante mudança, Kirby Mazrachi descobre que um assassinato recente está ligado ao seu ataque. Ela se une ao repórter veterano Dan Velazques para entender seu presente em constante mudança – e confrontar seu passado.

Leia mais:

A série é baseada no livro “Shining Girls”, da autora sul-africana Lauren Beukes. A obra ganhou vários prêmios e, por isso, ganhará essa adaptação para o audiovisual – com produção executiva de Elisabeth Moss e Leonardo DiCaprio.

Dirigido por Wagner Moura, “Marighella” ganhou elogios fora do Brasil

Impressionante“. “Brutalmente necessário“. Esses foram alguns dos adjetivos utilizados para elogiar o filme “Marighella“, que finalmente estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, dia 04 de novembro. Aclamado pela crítica internacional, o longa é uma cinebiografia de Carlos Marighella, ex-deputado, poeta e guerrilheiro brasileiro que foi assassinado pela ditadura militar em 1969.

Foto: reprodução – Rotten Tomatoes

“À medida que as tragédias aumentam, o filme de Moura torna-se uma elegia – não tanto a Marighella, mas a um idealismo consumido pelos jogos de pirro de regimes sujos.” – Devika Girish, The Nwe York Times

Foto: reprodução – Rotten Tomatoes

“Depois de aceitar sua visão de mundo binária nós-e-eles, Marighella funciona bem como uma estreia emocionante e altamente segura, com um elenco incrível em seu coração.” – Stephen Dalton, Hollywood Reporter

Foto: reprodução – Rotten Tomatoes

“Um regresso aos grandes filmes políticos dos anos 1960, desde “A Batalha de Argel”, de Pontecorvo, a “O estado de sítio” de Costa-Gavras.” – Louis Proyect, Counterpunch.org

Escrito por Leonardo Torres

POPline Charts by STRM: Lipe lidera o Top 30 Pop

O retorno de um eliminado abala o penúltimo episódio do “DFCE Caribe”