Netflix anuncia lançamentos de março (tem "Bridgerton" e "O Projeto Adam"!)
(Foto: Netflix)
in ,

Segunda temporada de “Bridgerton” quebra recorde semanal na Netflix

Temporada é agora a mais assistida em 7 dias na plataforma, para uma série em inglês.

A segunda temporada da série “Bridgerton” estreou na Netflix no dia 25 de março e já garantiu novos recordes para a produção de Shonda Rhimes, tornando-se a série em inglês mais assistida em 7 dias na plataforma.

Já vimos! 100 curiosidades da 2ª temporada de "Bridgerton" (com spoilers!)
(Foto: Netflix)

Leia mais:

De acordo com a Netflix, a segunda temporada de “Bridgerton” acumulou um total de 251.7 milhões horas assistidas no período de 28 de março a 3 de abril. A segunda leva de episódios da série obteve, só em seu fim de semana de estreia, 193 milhões de horas assistidas.

Com o número da última semana, a segunda temporada de “Bridgerton” se torna a série em inglês mais vista no período de 7 dias na Netflix, superando os 196 milhões de horas de “Inventando Anna”, conquistado em fevereiro deste ano.

Top 10 semanal Netflix Bridgerton
Foto: Netflix

Apesar do sucesso, a segunda temporada de “Bridgerton” ainda fica atrás de “Round 6” (“Squid Game” em inglês) como a série mais assistida da história da Netflix, seja em inglês ou em outra língua. A produção sul-coreana ficou com esse título quando conquistou 571.8 milhões de horas assistidas na semana do dia 27 de setembro.

Protagonista de “Bridgerton” se sentiu pressionado a esconder que é gay

(Foto: Netflix)

O ator Jonathan Bailey, protagonista da iminente 2ª temporada de “Bridgerton”, nem sempre foi tão bem resolvido quanto hoje em dia. Ele contou que já se sentiu pressionado a esconder que era gay para não prejudicar sua carreira. Jonathan desabafou em uma entrevista nova.

Ele disse que um amigo dele, também ator e também gay, passou por uma intimidação durante um teste de elenco e isso afetou bastante Jonathan no início da carreira. “Falaram para ele: ‘há duas coisas que não queremos saber: se você é alcoólatra ou se é gay’. Basta que uma dessas pessoas nessa posição de poder diga isso, e isso se espalha. Então, sim, é claro que eu pensei isso”, contou à revista GQ britânica.

“É claro que eu achava que para ser feliz eu precisava ser hétero”, diz Jonathan Bailey.

Escrito por Kavad Medeiros

Fabiane Pereira estreia novo programa na rádio Novabrasil

BBB22: No Raio-X, Arthur revela planos quando voltar para casa