in

Rico Dalasam diz que discos lançados este ano no segmento LGBTQ+ “são todos fracos” e que recusou parcerias com IZA e Anitta

Rico Dalasam usou seu Twitter neste sábado (01/12) para fazer uma crítica ao que tem sido feito culturalmente no meio LGBTQ+, principalmente no meio da música. Além disso, ele questionou a atitude dos jovens gays.

“O jovem gay brasileiro quer que tudo pegue fogo, mas poucos são os incendiários. Buscam referencias televisivas ainda”, escreveu, se referindo ao ativismo. Para ele, a música reflete essa situação. “Os discos lançados esse ano no segmento são todos fracos, cheios de medo, confiados no plano de mídia e nada na arte”, soltou.

Em uma publicação que foi apagada posteriormente, chegou a falar que recusou parcerias com Anitta e IZA. “Eu sei falar com um país e provei, mas na volta eu vou falar com quem tem ouvido de alma tbm! Podia ter respondido o email da Anitta, podia ter entregue a tempo a música que ia trazer alguma relevância ao disco da iza! Mas f**a-se”, desabafou.

Rico Dalasam promete fazer sua parte para mudar esse cenário com um novo álbum. “Meu disco sai o ano que vem! Água nessa grande seca e esgotamento!! Fico muito feliz em ver quebrada queer, cada um ali sou eu em alguma fase, tipo o musical da Elza soares. Muito amor às sequências. Eu não querer gravar junto não diminui o quanto me orgulho sinto cada qual”, completa.

Relembre “Fogo em Mim”, single que Rico Dalasam lançou em 2017:

Escrito por Caian Nunes

Anitta e Greeicy fazem primeira performance ao vivo de “Jacuzzi” direto de festival na Colômbia

Global Citizen Festival: Assista ao vivo ao evento em homenagem a Nelson Mandela