Steve Cooper | Foto: Divulgação
in

Receita digital da Warner Music cresce 20% em 2021

O relatório, divulgado nesta terça-feira (4), traz resultados do 1º trimestre deste ano

A Warner Music Group (WMG) anunciou, nesta terça-feira (4), seus resultados fiscais do primeiro trimestre de 2021. O relatório Q1 revelou que as receitas de músicas gravadas – incluindo streaming, vendas digitais e físicas e receita auxiliar – subiram acima de um bilhão de dólares, um aumento de 16,8% (ou 12,9% em moeda constante) e que, dentro deste número, US$ 722 milhões foram do streaming – um aumento de 23,2% A / A (ou 20,3% em moeda constante) em comparação com o calendário Q1 2020.

Segundo o relatório, os aumentos da receita no trimestre foram impulsionados pelo crescimento robusto da receita digital na Recorded Music e Music Publishing. Além de um forte desempenho da receita física e um aumento na receita de sincronização, que foram parcialmente compensados ​​por um declínio na receita de licenciamento e desempenho de receita mecânica.

Warner revelou também que este aumento na receita de streaming reflete parcialmente “o crescimento acelerado da receita em plataformas emergentes de streaming, como Facebook, TikTok e Peloton”.

Steve Cooper, CEO, Warner Music Group, revelou que “após um primeiro trimestre forte, estou feliz em informar que nosso ímpeto continuou no segundo trimestre e que nossos negócios estão mais fortes do que nunca. Apesar da pandemia em curso, geramos um crescimento de receita de dois dígitos tanto na Recorded Music quanto na Music Publishing”.

“Nosso sucesso foi impulsionado por novos lançamentos no topo das paradas de nossos incríveis artistas e compositores, bem como pela execução ousada e criativa de nossos operadores de classe mundial. Estamos entusiasmados com o resto do ano. , pois temos uma fantástica lista de novas músicas provenientes de superstars estabelecidos e talentos emergentes”, completa o CEO.

Receita física

A receita física também cresceu na WMG, aumentando 25,5% (ou 19,2% em moeda constante) principalmente devido ao crescimento da demanda por produtos de vinil, bem como ao sucesso de novos lançamentos, incluindo The Yellow Monkey, no Japão, Neil Young e Fleetwood Mac.

Por outro lado, receita de licenciamento diminuiu principalmente devido às menores taxas de transmissão resultantes do COVID-19, parcialmente compensadas por uma maior atividade de sincronização. Os principais vendedores incluem Dua Lipa, Michael Bublé, Ed Sheeran, Ava Max e The Yellow Monkey.

Receita da Editora

A operação de publicação de música da WMG, a Warner Chappell Music, aumentou suas receitas e gerou US$ 192 milhões no calendário Q1 2021 – um aumento de 15,7% A/A (ou 11,6% em moeda constante).

O melhor desempenho para Chappell no trimestre foram suas receitas digitais, que aumentaram US$ 30 milhões em relação ao mesmo período de 2020. A receita geral do Warner Music Group – em música gravada, publicação de música e muito mais – atingiu US$ 1,250 bilhão no trimestre.

Escrito por Rafa Ventura

Saiba como participar da homenagem a Paulo Gustavo nesta quarta

Produtor de “Dilúvio”, de Karol Conká, comenta sonoridade ‘emo’