Foto: Divulgação
in ,

Príncipe William revela como Taylor Swift o convenceu a cantar com ela e Jon Bon Jovi

“Eu me levantei como um cachorrinho e disse: ‘Sim, ok, parece uma ótima ideia. Eu irei te seguir’”

O Príncipe William finalmente revelou os bastidores de sua famosa performance de “Livin ‘on a Prayer” com Taylor Swift e Jon Bon Jovi feita em 2013, no evento de caridade “Winter Whites Gala”, no Kensington Palace, em Londres.

No especial de Natal da série Time to Walk” da Apple Fitness+, o duque de Cambridge detalha os acontecimentos da noite: “Então, cerca de – deve ser quase 10 anos atrás agora – eu não posso acreditar que estou realmente contando essa história. Fui a um evento de gala de arrecadação de fundos para o Centrepoint, uma instituição de caridade para jovens sem-teto da qual gosto muito e apoio há muitos anos”, começou William. “É uma arrecadação de fundos anual, e eu apareço e Jon Bon Jovi e Taylor Swift estão no evento, o que quase me derrubou também”.

Foto: Divulgação

“Quando me sentei para assistir Jon Bon Jovi fazer sua performance, pensei: ‘É isso. Meu trabalho está feito. Vou jantar em um minuto e talvez possa bater um papo com algumas pessoas e, você sabe, estou um pouco de folga agora. Mal pensei no que iria acontecer a seguir”.

“Estou sentado ao lado de Taylor Swift. Ela está à minha esquerda. E depois que Jon fez sua primeira música, houve uma pausa e ela se virou para mim. Ela põe a mão no meu braço, me olha nos olhos e diz: ‘Vamos, William. Vamos cantar”, explicou o duque.

“Até hoje, ainda não sei o que deu em mim. Honestamente, mesmo agora estou me encolhendo com o que aconteceu em seguida, e não entendo por que cedi. Mas, francamente, se Taylor Swift olhar nos seus olhos, tocar seu braço e disser: ‘Venha comigo …’ Eu me levantei como um cachorrinho e disse: ‘Sim, ok, parece uma ótima ideia. Eu irei te seguir'”, confessou William.

Leia mais: 

“Eu subi no palco em transe, e então meio que meio da música ‘Livin’ On a Prayer’ de Jon Bon Jovi, eu acordei e pensei comigo mesmo: ‘Estou de pé no palco cantando ‘Livin ‘On a Prayer’ quando nem mesmo sei as palavras?'”.

William acrescentou: “Mas os rapazes e moças do Centrepoint estavam lá, todos amando e torcendo. Então pensei: ‘Bem, se eles estão gostando, então a noite é para eles. Então dane-se. Não posso ser o idiota que vai estragar tudo'”.

Foto: Divulgação

“E então eu tento desesperadamente lembrar algumas das palavras e canto o mais forte que posso. Debaixo da minha gravata preta, havia muito suor acontecendo” brincou William. “Eu me senti como um cisne, tentando me manter composto por fora, mas por dentro, as perninhas estão remando rápido”.

Apesar de todos os seus anos de experiência na frente de multidões e no palco, William admite que não estava preparado para cantar em público.

“Agora, muitas pessoas podem pensar que estou confortável no palco. Quando faço discursos e coisas assim, já fiz tantos agora, eles não são um problema, mas eu não estava pronto para cantar. Às vezes, quando você é tirado de sua zona de conforto, você tem que seguir em frente”.

Ele finalizou: “E acho que chegamos ao estágio nesta vida em que microgerenciamos a nós mesmos. Nós realmente nos preocupamos: como nos vemos nas redes sociais? Quem disse o que sobre mim? O que eu estou vestindo? Há tantas pressões, mas acho que fazer papel de bobo está bem”.

Confira o vídeo da apresentação:

Escrito por Luíza Tozzato

Variety Hitmakers: Saiba tudo sobre a premiação

Numanice: Ludmilla faz show em São Paulo com participação de Jão, Luísa Sonza e Gloria Groove