Pai de Britney desviou R$ 2,8 milhões dela para "gastos com mídia"
(Foto: Reprodução / Instagram @britneyspears)
in ,

Pai de Britney Spears contratou empresa para monitorá-la secretamente

O documentário “Controlling Britney Spears” exibiu as provas dessa ação, considerada ilegal.

Mais um documentário sobre a controversa tutela de Britney Spears foi ao ar com mais informações chocantes sobre a vida da cantora. Segundo o “Controlling Britney Spears”, documentário feito pelo The New York Times, o pai da cantora contratou uma empresa de segurança para monitorá-la secretamente.

Leia mais: 

Documentário do New York Times sobre Britney Spears terá parte dois
Foto: Divulgação FX Documentaries / Hulu / The New York Times

A revelação sobre tal ação, que é considerada ilegal e uma invasão de privacidade, foi feita por Alex Vlasov para o documentário, que serve como uma espécie de continuação do polêmico “Framing Britney Spears”.

Por nove anos, Alex foi funcionário da empresa Black Box, contratada pela pai de Britney para fazer sua segurança e gravar secretamente suas conversas, telefonemas e até mensagens de texto.

“Isso realmente me lembrou de alguém que estava em uma prisão e os seguranças foram colocados em uma posição de serem carcereiros”, afirmou Alex Vlasov ao documentário “Controlling Britney Spears”.

As afirmações de Alex foram todas corroboradas por meio de documentos, e-mails, mensagens de texto e gravações de áudio, que mostram, inclusive, interações de Britney com seus filhos e namorado.

Segundo Alex, gravações foram feitas secretamente até do quarto da cantora.

Vale salientar que gravações de voz e monitoramento de mensagens de texto sem o consentimento de ambas as partes é uma violação da lei dos Estados Unidos.

Leia mais:

As declarações dos advogados de Jamie e de Britney

Britney Spears e pai
(Foto: Arquivo Pessoal)

Trabalhando duro para a liberdade de Britney Spears desde que foi contratado, o advogado Mathew Rosengart afirmou ao jornal The New York Times:

“Qualquer interceptação ou monitoramento das comunicações de Britney – especialmente conversas advogado-cliente, que são uma parte importante do sistema judiciário, representaria uma violação vergonhosa da privacidade dela e um exemplo perfeito da privação de suas liberdades civis.

Colocar uma escuta no quarto de Britney seria particularmente indesculpável e vergonhoso e corrobora muito seu depoimento forte e tocante depoimento.”

Em comunicado para o The New York Times, o advogado de Jamie Spears afirmou:

“Todas as ações dele seguiram os parâmetros da autoridade conferida a ele pelo tribunal. As ações dele foram feitas com o conhecimento e aprovação de Britney, o advogado dela, e/ou do tribunal. O histórico de Jamie como tutor – e a aprovação de suas ações pelo tribunal – falam por si só.”

Escrito por Kavad Medeiros

As escolhas de Harry Styles no cinema - e o que elas significam

Novo álbum de Harry Styles pode ser lançado a qualquer momento, diz colunista

Exclusivo: Chevrolet e Melim lançam clipe inédito em Libras