in

Nicki Minaj se revolta com desempenho do álbum “Queen” e abre fogo contra Travis Scott, Kylie Jenner e Spotify

Domingo quente no Twitter! Nicki Minaj usou a plataforma para desabafar o fato de não ter conseguido o número 1 da Billboard com seu álbum “Queen”. Lançado na semana passada, o novo disco da rapper vai estrear na segunda posição na nova atualização da parada – ela não conseguiu bater Travis Scott e seu “ASTROWORLD”, que seguem no topo da lista pela segunda semana.

Ao saber da notícia, Nicki Minaj correu para o Twitter e não poupou ataques ao rapper e sua namorada Kylie Jenner. Também acusou o Spotify de não promover seu álbum da mesma forma que tem feito com outros artistas do seu patamar. O motivo, segundo ela, seria por causa da estreia de “Queen” antes na Apple Music. Em outro tweet, ela citou que sua gravadora não questionou o posicionamento do Spotify com medo de retaliações à Ariana Grande, que acabou de lançar seu novo álbum.

Em uma sequência de tweets, Nicki abriu o jogo e não escondeu sua insatisfação com as estratégias adotadas pelo rapper Travis Scott. “Eu coloquei meu sangue e lágrimas escrevendo um álbum só para Travis Scott ter Kylie Jenner postando para as pessoas irem à turnê verem ela e a Stormi (filha do casal). Estou rindo muito!”, postou. As próximas publicações na rede de microblog foram ainda mais diretas: “Eu fui olhar os números que os Carters, Kanye, Nas e outros lançamentos conseguiram recentemente. Travis vendeu 200K em sua primeira semana junto com sua coleção de roupas sozinho. Falei com ele ontem à noite e ele disse que está vendendo roupas com música. A Billboard disse que eles vão mudar as regras por causa disso, então isso deve ser mudado agora!”. Minaj acredita que os números expressivos do rapper estão ligados diretamente à venda do álbum associada aos produtos da sua linha de roupas.

A revolta da rapper não parou por aí! Além de retuítar publicações de fãs que concordam com seu posicionamento, ela abriu fogo contra supostas acusações do Spotify. “O Spotify colocou a cara do Drake em todas as playlists, mas me disse que eles teriam que me ensinar uma lição porque eu liberei meu álbum 10 minutos antes no #QueenRadio (projeto em parceria com a Appe Music). Mesmo que eles estejam dando minha música de graça há anos e eu sendo uma das melhores artistas do Spotify de todos os tempos.”, publicou. Ela continuou: “O Spotify teve que me ensinar uma lição, mas recompensou um rapper que teve um programa de rádio da Apple por mais tempo; inadvertidamente ajudando a plataforma da Apple mais. Ah, eu mal posso esperar pelo #QueenRadio na terça-feira.. Eles tiraram minha promoção que haviam prometido para o 1º dia! / Minha música subiu na Apple, então eu toquei. Eu presumi que também já estava no Spotify e Tidal ao mesmo tempo. O Spotify disse que a Apple twittou sugeriando que  #Queen já estava disponível, portanto eles tiveram que me ensinar uma lição. Mas louvado seja a Deus!”.

Em véspera de VMA, Nicki Minaj se envolve em mais uma confusão. Em edições anteriores, ela atacou a premiação por boicotar seu clipe “Anaconda” e fez declarações polêmicas à popularidade de Taylor Swift. Na noite do prêmio, ela acabou abrindo a cerimônia com participação da Taylor. No mesmo palco, ela atacou Miley Cyrus. O que podemos esperar para amanhã? Minaj vai sentar ao lado de Ariana Grande e logo à frente do casal Travis Scott e Kylie Jenner.

 

 

Escrito por Redação POPLine

Lary confirma parceria com Aretuza Lovi: “Vai ficar uma mistura deliciosa demais!”

Com cachê de mais de R$4 milhões, Shania Twain arrasa em Barretos com público de 55 mil