in

Nicki Minaj revela ser vítima de difamação armada por empresário renomado

Depois de adiar as datas de sua turnê com Future, a rapper Nicki Minaj usou seu programa de rádio na Apple Music para acusar o empresário Irving Azoff de fazer uma campanha contra ela na imprensa. Ela lhe concedeu o título de “Cocksucer of the Day” – algo como “filho da pu** do dia”. “Esse homem supostamente lançou uma campanha de difamação contra minha turnê… Ele supostamente entrou em contato com pessoas na mídia para dizer coisas negativas sobre minha turnê. Que Deus esteja com você, Irving. É repugnante o que essas pessoas tem sistematicamente tentado fazer”, disparou a estrela, que está promovendo o álbum “Queen atualmente”. Ela disse, aliás, que o clipe de “Barbie Dreams” será icônico e terá direção de Hype Williams. Mas… voltando à treta.

Quem é Irving Azoff, afinal? Ele é um executivo americano com 50 anos de carreira na indústria musical. Também é CEO de dois selos musicais, MCA e Giant, e diretor da maior empresa de entretenimento ao vivo do mundo, a Live Nation. Ele supervisionou a fusão da Live Nation com a Ticketmaster. Ele atualmente está envolvido com cinco empresas, representando em diferentes níveis artistas como Bon Jovi, Bruce Springsteen, Bruno Mars, Harry Styles, Christina Aguilera e… Travis Scott, rapper nº1 na Billboard 200 que Nicki tem criticado há dias por vender seu álbum junto com roupas e maquiagens. Em 2012, Irving Azoff chegou a ser eleito pela Billboard a pessoa mais poderosa da indústria musical. Sua influência é enorme.

A “NICKIHNDRXX Tour”, que Nicki e Future farão juntos, é uma realização da Live Nation, inclusive. Nicki pediu para remanejar as datas porque estava sem tempo para ensaiar. Alguns veículos americanos, contudo, falaram em “cancelamento” da turnê, o que a deixou muito indignada. Para Nicki, esse é mais um indício da campanha de difamação contra ela. “Eu não cancelei nada”, explicou no Instagram, “eu inverti a ordem das etapas de shows nos Estados Unidos e na Europa. (..) Estamos todos crescidos, certo? Todos nós podemos fazer matemática, certo? Ou será que eles fingem não ter um senso básico para poderem embarcar no trem dos haters da Nicki Minaj? (…) Os fãs europeus recebem as mesmas datas exatas que sempre tiveram. Fãs australianos também. Cancelou o que? Onde? A narrativa que eles estão tentando criar é repugnante”.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ariana Grande conserta brincadeira que fez com Travis Scott

Ariana Grande alcança meio bilhão de acessos em “No Tears Left To Cry”