DivulgaçãoGabriel Quintão / The Music Journal
"A cultura tem um papel fundamental na construção de um mundo mais bonito, cada vez mais plural, inclusivo e sustentável", explica Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding da Natura.
in

Natura Musical anuncia investimento de R$ 8,5 milhões ao mercado cultural

DivulgaçãoGabriel Quintão / The Music Journal

A Natura Musical, plataforma de cultura da Natura, anunciou nesta semana (17) a ampliação de atuação no ecossistema da música em parceria com secretarias estaduais de cultura.

Com foco em inclusão, diversidade e impacto cultural, social e econômico positivo, o programa disponibilizará R$ 8,5 milhões de reais para iniciativas de economia criativa, frutos da combinação de recursos próprios da marca com investimentos via leis de incentivo estaduais.

Para a revisão e criação de categorias, formatos de projetos e critérios que guiarão o Edital Natura Musical 2020, a plataforma trabalhou em conjunto com um time de profissionais do mercado da economia criativa. As diretrizes consideram novas perspectivas sobre impacto e recuperação do ecossistema da música, critérios de inclusão, representatividade e acesso, além de relevância, inovação e novas linguagens e tecnologias.

Participaram do processo profissionais de diferentes formações e trajetórias, como a pernambucana Ana Garcia, idealizadora do festival No Ar Coquetel Molotov, Lu Araújo, CEO da Lume Arte e idealizadora do MIMO Festival, Adriana Barbosa, empresária, idealizadora da Feira Preta e CEO da PretaHub, entre outras.

“A cultura tem um papel fundamental na construção de um mundo mais bonito, cada vez mais plural, inclusivo e sustentável”, explica Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding da Natura. “Em momentos de crise, a cultura é decisiva para enfrentar o caos, reconstruir o tecido social e ajudar a projetar o futuro. Entendemos que o papel de uma plataforma longeva como Natura Musical é reforçar o seu compromisso com a cultura, continuar fomentando a produção artística e valorizar o impacto positivo que esse mercado produz na nossa sociedade”, diz.

Outra novidade é uma parceria desenvolvida entre Natura Musical e os fundos de cultura estaduais de Minas Gerais, da Bahia e do Rio Grande do Sul, que possibilita a doação de verbas incentivadas para ações de formação, capacitação e impacto cultural nas comunidades que estão inseridas. O investimento, gerido pelas Secretárias de Cultura dos estados, será direcionado a projetos e iniciativas de âmbito regional, que muitas vezes encontram dificuldades de receber os benefícios provenientes das leis de incentivo.

 

 

O Edital Natura Musical receberá inscrições de projetos em âmbito nacional e terá seleções regionais na Bahia, com a Lei Faz Cultura; em Minas Gerais, com Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais; no Pará, com a Lei Semear; e no Rio Grande do Sul, com a LIC. Ao todo, o Edital Natura Musical distribuirá R$ 8,5 milhões de reais, sendo R$ 1,5 milhão para a projetos de todo o Brasil; R$ 1 milhão para Minas Gerais; R$ 1 milhão para a Bahia; R$ 1 milhão para o Pará ; R$ 1 milhão para o Rio Grande do Sul. As doações aos fundos de cultura têm valor total de R$ 3 milhões, repartidos igualmente entre Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul.

Em 2020, o programa Natura Musical completa 15 anos de atuação com foco em impacto positivo no setor cultural. No total, já foram investidos R$ 159 milhões no patrocínio de 467 projetos, impactando diretamente 1,8 milhão de pessoas.

“Acreditamos que quando temos a ambição de tornar o mundo mais bonito, é necessário ter em perspectiva que esse é um processo de médio e longo prazo. Então, ao olhar a trajetória do Natura Musical, sabemos que estamos no caminho correto em busca de uma mudança efetiva”, finaliza Fernanda Paiva.

Desde seu lançamento, em 2005, o Natura Musical investiu cerca de R$ 159 milhões no patrocínio de 467 projetos – entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais, documentários e projetos de fomento à cena. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2019, o edital do programa selecionou 41 projetos em todo o Brasil. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais.

Escrito por Redação POPLine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Elana Dara lança o projeto "Locked Sessions" no YouTube. Foto: Divulgação

Elana Dara lança o projeto “Locked Sessions” no YouTube

Trey Songz rebate acusação de assédio sexual

Trey Songz rebate acusação de assédio sexual