Maestro João Carlos Martins lança novo programa gratuito de ensino musical virtual
Foto: Maestro João Carlos Martins/Ale Catan
in

Maestro João Carlos Martins lança programa gratuito de ensino musical virtual

O projeto Orquestrando o Brasil oferece uma plataforma digital gratuita para disseminação de conteúdo educativo, capacitando regentes e músicos

O projeto Orquestrando o Brasil desenvolveu 60 videoaulas, ministradas pelos professores das principais orquestras brasileiras, para atender a um grande número de músicos que não têm acesso a uma formação adequada. O conteúdo é dedicado aos instrumentos das famílias de cordas, madeiras, metais e percussão, além de canto coral e iniciação musical, com a flauta doce. Professores de orquestras como a Bachiana Filarmônica, Osesp, Sinfônica do Theatro Municipal, Orquestra da USP, entre outras, participarão.

As aulas estão disponíveis na plataforma digital do projeto semanalmente e podem ser acessadas de forma online e gratuita, clicando aqui. A iniciativa é idealizada e acompanhada de perto pelo maestro João Carlos Martins e realizado com apoio da Fundação Banco do Brasil, BB Gestão de Recursos – BBDTVM, FIESP e SESI/SP.

O Programa de Capacitação de Instrumentistas de Orquestras e Bandas, do projeto Orquestrando o Brasil, tem como objetivo elevar a qualidade musical dos profissionais de bandas e orquestras de todo o país, principalmente em locais de difícil acesso às escolas de música e conservatórios.

Maestro João Carlos Martins lança novo programa gratuito de ensino musical virtual
Foto: Maestro João Carlos Martins lança novo programa gratuito de ensino musical virtual/Divulgação

Pelo Brasil afora, músicos de variadas formações mantêm viva a cultura musical das orquestras, bandas e conjuntos em várias regiões de vulnerabilidade social. Mesmo sem acesso às escolas de música ou ao ensino tradicional, a maioria desses profissionais aprendem e descobrem o mundo da música na sua comunidade.

“Com esses cursos, o Orquestrando o Brasil dá início a um grande projeto de formação cultural e musical que pretende atingir milhares de instrumentistas de todo o Brasil”, diz José Roberto Walker, diretor executivo do projeto.

Para o presidente da Fundação Banco do Brasil, Asclepius Soares – Pepe, a iniciativa, além de oferecer capacitação para os músicos, gera impacto social positivo às famílias e às comunidades, amplificando o acesso a música instrumental e erudita. “É uma forma de sensibilizar, deixar um legado para o futuro, e contribuir com a transformação social por meio da educação musical”, afirma Pepe.

Marcelo Pacheco, diretor de Gestão de Ativos da BB DTVM, afirma que a gestora tem o compromisso de promover as boas práticas ambiental, social e de governança (ASG). “Apoiar projetos como o Orquestrando o Brasil é uma ação alinhada a este compromisso e que permite que cada vez mais crianças e adolescentes tenham suas vidas transformadas e realizem seus sonhos”, diz.

Orquestrando o Brasil

Idealizado e acompanhado de perto pelo maestro João Carlos Martins e realizado com apoio da Fundação Banco do Brasil, BB Gestão de Recursos – BBDTVM, FIESP e SESI/SP, o Orquestrando o Brasil oferece uma plataforma digital gratuita para disseminação de conteúdo educativo, capacitando regentes e músicos, além de ser uma ferramenta para a troca de conhecimento e experiências.

Criado em 2018, o projeto atendeu mais 600 orquestras e bandas, um universo que representa mais de vinte e oito mil músicos, com grupos musicais de 180 municípios espalhados pelos estados de Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Sobre a Fundação Banco do Brasil

Em 35 anos de atuação, a Fundação Banco do Brasil apoia projetos nas áreas de educação e meio ambiente, promovendo a inclusão socioprodutiva e valorizando as Tecnologias Sociais. A Fundação BB fomenta e multiplica soluções para a transformação socioambiental do país por meio das melhores práticas de governança e integridade e da mobilização de recursos de novas parcerias com investidores sociais. Nos últimos 10 anos, foram destinados mais de R$ 2,8 bilhões em recursos, aplicados em 6,1 mil projetos sociais, com a participação de 3,6 milhões de pessoas em 2 mil municípios brasileiros.

Escrito por Láisa Naiane

Spotify e Kakao entram em acordo sobre músicas de K-Pop

“No Limite”: André Marques será o apresentador da edição