Foto: @luisasonza/Instagram // @jairbolsonaro (Twitter)
in ,

Luísa Sonza reage aos ataques de Bolsonaro à Ivete e cultura

O presidente Jair Bolsonaro atacou a cantora Ivete Sangalo ao conversar com a imprensa no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo – onde acaba de receber alta médica após ser internado por uma obstrução intestinal. O político acusou artistas de se beneficiarem indevidamente da Lei Rouanet (de incentivo a cultura).

Leia mais: 

Nos comentários da publicação do POPline, a cantora Luísa Sonza manifestou sua indignação com a fala de Bolsonaro e, em caixa alta, escreveu:

“Eu queria muito conversar normal e rebater ele com argumentos, mas eu sinto tanta raiva que só tenho vontade de xingar essa desgraça”

Em outro comentário, ela continuou: “Vai a merda, vai a merda”.

Foto: captura/POPline

Ataque à Ivete

(Foto: TV Brasil)

Em entrevista coletiva, Bolsonaro cutucou a cantora, dizendo que ela foi afetada financeiramente depois que seu governo diminuiu as verbas destinadas a artistas por meio da lei Rouanet. Na ocasião, ele também citou o ator José de Abreu, que também é um grande opositor.

“Estamos mexendo na Lei Rouanet. Quando entrei no governo, o limite para artistas era de R$ 10 milhões por ano. Eu passei imediatamente para R$ 1 milhão. Conversando com o Mario Frias agora e vamos passar, nos próximos dias, para R$ 500 mil. Queremos atender aquele artista que está começando a carreira, e não figurões ou figuronas como a querida Ivete Sangalo”, disparou o chefe do Executivo federal.

Ela [Ivete Sangalo] está chateada, o Zé de Abreu está chateado porque acabou aquela teta gorda deles de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet e defender o presidente de plantão. Não quero que me defendam, quero que falem a verdade ao meu respeito. Fizemos muita coisa”, completou Bolsonaro.

Na última semana, Ivete se manifestou contra Jair Bolsonaro durante um show em Natal, no Rio Grande do Norte. A artista incentivou o público que gritava “Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*”.

A Lei Rouanet faz parte do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac). Para estar apto a receber recursos por meio desse mecanismo, um artista, produtor cultural ou instituição pode submeter uma ideia para análise da Secretaria Especial da Cultura. Caso seja aprovado, o projeto poderá tentar captar recursos junto a apoiadores, que podem ser empresas ou pessoas físicas.

Escrito por Douglas Françoza

Bruno & Marrone revelam futuro da dupla após boatos de separação

Now United: Noah Urrea testa positivo para Covid-19