Foto: Nicolle Comis
in ,

Luan Santana canta pelo pantanal no clipe de “Um Grito Entre as Cinzas”

Sempre atento as causas sociais, Luan Santana acaba de lançar, no dia do pantanal, o clipe da canção “Um grito entre as cinzas”, um tributo ao Pantanal, local que sofre com a maior queimada de sua história.

Além de apreciarem o novo projeto audiovisual do sertanejo, os fãs também poderão se informar no site da NatGeo, que contará com uma página dedicada ao tema, contendo informações sobre o pantanal e formas de ajudá-lo.

“Um Grito Entre as Cinzas”

Foto: reprodução/ @luansantana

A música foi composta em parceria com Matheus Marcolino especialmente para ser tema do movimento “O Pantanal Chama”, idealizado pelo cantor e realizado pela LS Music, Ideas Produções Artísticas e SOS Pantanal.

O clipe, que chega no dia do pantanal, tem a assinatura de Bruno Fioravanti e produção de Gabriel Lolli. Toda a renda arrecadada será destinada aos projetos “O Pantanal Chama” e Instituto SOS Pantanal, que atua na conservação e defesa do bioma.

Live

Natural de Campo Grande, o cantor que chamar a atenção para os problemas ambientais pelos quais a sua região está passando neste momento. Pensando em ajudar os animais e a comunidade ribeirinha que sobrevive da fauna e flora local, o sertanejo está preparando uma live especial no dia 22 de novembro, das 17h às 21h.

Nesta quarta-feira (11/11), Luan viajou até Corumbá, para definir os detalhes da produção e conhecer os estragos causados pelas queimadas no Bioma. A estrutura da transmissão ao vivo contará com um palco projetado em cima de uma piscina e deverá contar com uma tecnologia de ponta.

“Vamos andar 12 horas rio ‘a cima’ até o local. Sem internet, com um sistema inédito para conseguir transmitir do meio do Rio Paraguai não apenas uma live histórica, mas uma forma de transformar o canto num grito para engrossar este pedido de socorro entre as cinzas”, revelou Luan.

Confira a letra do lançamento de Luan Santana:

UM GRITO ENTRE AS CINZAS

Eu nasci lá onde o sol se esconde
Onde o mal não beira nem de longe
Como se o mato fosse impermeável
E cada folha verde fosse um Deus

Eu tenho sangue nativo
Lendas e mitos pra contar
Eu canto é um grito entre as cinzas
Do que um dia foi meu lar

Queria ser chuva
Mas estou em chamas
Não tem flor no meu quintal
Deus salve o Pantanal

Queria ser chuva
Mas estou em chamas
Não tem flor no meu quintal
Deus salve o Pantanal

Deus salve o Pantanal

Eu nasci lá onde o sol se esconde
Onde o mal não beira nem de longe
Como se o mato fosse impermeável
E cada folha verde fosse um Deus

Eu tenho sangue nativo
Lendas e mitos pra contar
Eu canto é um grito entre as cinzas
Do que um dia foi meu lar

Queria ser chuva
Mas estou em chamas
Não tem flor no meu quintal
Deus salve o Pantanal

Queria ser chuva
Mas estou em chamas
Não tem flor no meu quintal
Deus salve o Pantanal

Deus salve o Pantanal
Deus salve o Pantanal

Escrito por Douglas Françoza

Que Hit É Esse, POPline? Menos É Mais fala sobre o estrondoso sucesso de medley com mais 250 milhões de views

Xamã confirma Gloria Groove em novo álbum e anuncia data de lançamento com Luisa Sonza