banner com link para rádio globo
Foto: @katyperry (Instagram)
in ,

Katy Perry provoca ao cantar “Dark Horse”: “tenha certeza antes de me levar ao tribunal”

Cantora venceu processo em que era acusada de plágio

Katy Perry venceu um processo em que era acusada de plágio por Marcus Gray, mais conhecido como Flame. O rapper alegava que a cantora havia retirado uma chave “ostinato” – uma curta série de notas repetidas ao longo de uma música – de sua “Joyful Noise” e a usou com destaque de “Dark Horse”, parceria com Juicy J

Leia mais: 

Foto: @katyperry (Instagram)

Nesta sexta-feira (11), durante uma de suas apresentações em Las Vegas, Perry fez uma pequena provocação antes de cantar a música que foi objeto do processo. “Então tenha certeza… antes de me levar ao tribunal, porque eu sou um escorpião, vadia!”, disse a artista.

O processo

Está é a segunda vez que Perry é absolvida das acusações. A ação corria desde 2014 e o veredito oficial surge a música não infringe nenhuma lei de direitos autorais. Segundo a Billboard e a Variety, a Justiça definiu que as semelhanças entre “Dark Horse” e a faixa “Joyful Noise”, de Flame, se encontram através de “elementos musicais de domínio público”.

Por uma votação de 3 a 0, Perry saiu vitoriosa no processo. “A parte de ‘Joyful Noise’ que se sobrepõe ao de ‘Dark Horse’ consiste em um arranjo convencional de blocos de construção musicais”, informou o tribunal, de acordo com a Billborad.

Katy Perry. Foto: Reprodução de vídeo

Permitir direitos autorais sobre este material equivaleria essencialmente a permitir um monopólio impróprio sobre sequências de altura de duas notas ou até mesmo a própria escala menor”, destacou o texto final.

Gray acusou Perry de plágio em julho de 2014, alegando que ela havia retirado uma chave “ostinato” – uma curta série de notas repetidas ao longo de uma música – de sua “Joyful Noise” e a usou com destaque de “Dark Horse”. A ação se estendeu até meados de 2019, quando o júri de Los Angeles considerou a cantora responsável pela infração, Na ocasião, ela foi condenada a com uma sentença de multa em torno dos 2.8 milhões de dólares a Flame.

Em março de 2020, Katy recorreu e acabou isenta da multa com o veredito em seu favor, provando que “Drak Horse” não é um plágio de “Joyful Noise”. Segundo a juíza Christina A. Snyder, na época, pequena sequência da combinação de notas não configura cópia.

“É indiscutível, neste caso, mesmo vendo as evidências em uma luz mais favorável ao reclamante, que os elementos chave do ostinato de oito notas em ‘Joyful Noyse’, não é uma combinação única ou rara, mesmo em sua entrega como um ostinato. Composições anteriores, incluindo trabalhos prévios feito por ambas as partes, assim como o que todos concordam que é um ostinato separado que não infringe lei em ‘Dark Horse’, todos contêm elementos similares”.

3 bilhões
Foto: Divulgação

Leia Mais:

Pertencente ao álbum “Prism”, de 2013, “Dark Horse”, se tornou um dos maiores sucessos da carreira de Katy Perry, passando 57 semanas na Billboard Hot 100, incluindo quatro semanas na primeira colocação da parada norte-americana no início de 2014.

Escrito por Douglas Françoza

Duda Beat se transforma em “Eduarda Batidas” no divertido clipe de “Dar uma Deitchada”

Após BBB22, Brunna diz que não será mais bailarina de Ludmilla