(Foto: Reprodução / Instagram @karinhils)
in ,

Karin Hils explica declarações sobre Rouge: “amo elas”

Cantora explicou que gostaria de ter conhecido melhor as integrantes do Rouge fora do ambiente de trabalho.

Karin Hils voltou ao Instagram neste domingo (17/1) para falar da repercussão de suas declarações sobre o Rouge no dia anterior. Muitos fãs ficaram desapontados porque ela disse que não é amiga das outras integrantes e que, quando o grupo se separou, ela teve papel decisivo. “Eu não estava drogada não, igual tem gente falando: que eu estava drogada, que tinha cheirado, que tinha bebido, que estava sob efeito de entorpecentes. Como as pessoas criam coisas pra fazer sentido pra elas!”, declarou.

“Fiquei chocada: tanta coisa de fato séria e importante acontecendo no mundo, no Brasil… Hospital em Manaus sem oxigênio, artistas tendo que se unir para poder ajudar, o que é responsabilidade do governo… Isso sim deveria ser fórum de discussão. Não o fato de eu ser amiga ou não das meninas. Ao mesmo tempo, eu tô entendendo que o Rouge simboliza que as coisas podem dar certo, que seus sonhos podem se tornar realidade, e aí a gente fala de realidade. Realidade… o que muitas das vezes não é aquilo que cada um espera. De fato, não, gente”, começou a cantora.

Karin Hils explica declarações sobre Rouge: "amo elas"
(Foto: Reprodução / Instagram @karinhils)

Na série de stories postados, Karin falou que gostaria de ter tido a oportunidade de conhecer melhor as companheiras de Rouge. Ela as ama, mas a relação sempre foi profissional. “Vocês viram com quem meus laços de amizade eram mais estreitos. Mas eu queria ter tido a oportunidade – e acho que elas vão concordar comigo – da gente se conhecer e curtir mais fora do trabalho. São meninas incríveis. Pode não fazer sentido na cabeça de vocês: eu, de fato, amo elas”, declarou.

Existem dois Rouges, segundo Karin Hils

A cantora explicou que o Rouge mágico que os fãs conhecem e guardam no coração não representa a realidade dos bastidores. Muitas pessoas adoeceram para que tudo fosse (o mais próximo de) perfeito aos olhos dos fãs. “O sistema Rouge, na verdade, adoece. Existem dois Rouges: o Rouge que vocês guardam no coração de vocês e que eu respeito muito, porque sei que fez parte da infância de vocês, da descoberta de vocês, que motivou vocês a acreditar que podiam correr atrás dos sonhos. Mas, sim, gente, existe outro lado, como em qualquer lugar, situação, família”, frisou.

(Foto: Divulgação)

Segundo ela, todas as integrantes sempre passaram “muito pano” sobre os bastidores. Ela acredita que era o papel delas como artistas: levar alegria, não conflitos, para o público. E isso ajudou a criar uma ilusão nos fãs – na época crianças e adolescentes, hoje adultos.

“Quando a gente estava no palco, era realmente mágica e verdadeira aquela sintonia. Mas tinham certas coisas que realmente não dialogavam comigo e não faziam o mínimo sentido naquela altura do campeonato. Foram muitos meses de terapia. Não sei se só eu fiz. Mas me arrisco a dizer que não era só a gente. Era a produção também. Tenho certeza que para muitos deles deve ter havido o sentimento de gratidão, igual houve para mim sempre, mas de muito aprendizado e de traumas. Tem produção que não quer mais trabalhar com o Rouge. A verdade é essa. É uma relação de amor e ódio o tempo todo. Rolavam umas tretas, mas quando subia no palco estava tudo lindo e maravilhoso. Aí as pessoas falavam ‘vocês são foda, pqp’. Não foi fácil pra ninguém. Não é fácil”, desabafou.

Declarações que respingam nas outras integrantes do Rouge

Ela lamenta que a repercussão de sua fala no fim de semana, porque sabe que isso reverbera na vida das outras cantoras do Rouge. “Eu falo um negócio aqui e vão atrás da outra. Sempre esse laço, essa associação, essa comparação. Vamos crescer, bicho. Vamos crescer juntos. São 20 anos, puta merda. Vou fazer 42. A gente vai fazer 50 anos com gente comparando a gente, nosso trabalho”, pontuou.

“Eu balancei a arvorezinha. Vai ficar quem tiver que ficar. Que fiquem os verdadeiros. Que fiquem os que compartilham dessa ideia. É o que faz sentido pra mim, mesmo. Obrigada pelo carinho de todos sempre, quem está comigo sempre, meus fãs, os novos fãs. Tamo junto. Vamos mudar o foco. Tem coisas realmente importantes acontecendo nesse país”, falou.

Rouge
Foto: Divulgação

Escrito por Leonardo Torres

Gusttavo Lima negocia compra de ilha em Angra dos Reis, diz colunista

Ações do Spotify caem após analistas lançarem dúvidas sobre investimento em podcasts