Partido de Donald Trump estaria apoiando candidatura de Kanye West, diz The New York Times
Partido de Donald Trump estaria apoiando candidatura de Kanye West, diz The New York Times
in ,

Kanye West nega que está sendo pago para atrapalhar rival de Donald Trump nas eleições

Kanye West falou novamente sobre as acusações de que estaria sendo pago para concorrer à Presidência dos Estados Unidos com o objetivo de atrapalhar o candidato democrata e rival de Donald Trump, Joe Biden.

Partido de Donald Trump estaria apoiando candidatura de Kanye West, diz The New York Times. Foto: Divulgação
Partido de Donald Trump estaria apoiando candidatura de Kanye West, mas cantor nega (Foto: Divulgação)

Em entrevista ao podcast Cannon’s Class, de Nick Cannon, o rapper descartou tal possibilidade e disse que ele tem mais dinheiro do que o atual presidente americano.

LEIA MAIS

Após pedir desculpas a Kim Kardashian, Kanye West visita hospital nos Estados Unidos
Eleições 2020: Kanye West perde o prazo para participar de votação na Carolina do Sul
Kanye West pede desculpas à Kim Kardashian por discutir publicamente assuntos particulares

“Cara, ninguém pode me pagar. Eu tenho mais dinheiro do que Trump”, afirmou em teaser divulgado nas redes sociais.

O rapper também acrescentou que: “Não estou concorrendo à presidência. Eu estou caminhando”

A entrevista completa vai ao ar nesta-feira (1º). Cannon viajou para o rancho de West, em Wyoming, para falar sobre sua vida, carreira e, claro, sua candidatura a um cargo eletivo.

Veja as publicações!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uhoh! @KanyeWest Class is in Session! The most open interview with my Brother. Stay tuned for the entire #CannonsClass @cannonsclasstv next week!

Uma publicação compartilhada por NICK CANNON (@nickcannon) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

The Genius that is @KanyeWest Tomorrow exclusively on my podcast @CannonsClassTV #CannonsClass

Uma publicação compartilhada por NICK CANNON (@nickcannon) em

Kanye West diz que sua candidatura foi um pedido de Deus

Kanye West afirmou à revista Forbes que sua candidatura à presidência dos Estados Unidos foi um pedido de Deus. O rapper assegurou que Deus “lhe deu a clareza e indicou que era a hora”.

Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images

À publicação, West disse que acredita que é Deus quem “nomeia” o presidente e que isso pode acontecer com ele desta vez ou na próxima eleição em 2024.

“Vamos ver se a nomeação é em 2020 ou em 2024, porque Deus nomeia o presidente. Se eu vencer em 2020, então será a nomeação de Deus. Se eu vencer em 2024, então essa será a nomeação de Deus.”, justificou.

Ainda durante a entrevista, o rapper falou sobre o atual presidente Donald Trump“Ele parece uma grande bagunça para mim, mas Trump é o presidente mais próximo que tivemos em anos de permitir que Deus ainda faça parte da conversa”, afirma.

“É o país de Deus, estamos fazendo tudo a serviço de Deus, ninguém mais (…) Estou a serviço de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo, e coloco tudo o que tenho em jogo para servir a Deus. Restabeleça no estado de Deus, no país de Deus, o temor e o amor de Deus em todas as escolas e organizações e você esfriará o medo e o amor por tudo o mais”, completou.

Kanye West tem dificuldade para alavancar candidatura

Kanye West está tendo dificuldades para reunir o número de assinaturas suficientes e sustentar sua candidatura à Presidência nos Estados Unidos. O secretário de Estado da Virgínia Ocidental, Mac Warner, disse que o rapper não conseguiu entregar a quantidade de nomes necessária para participar do pleito no Estado e corre o risco de ficar fora da disputa por lá.

Segundo Warner, o rapper americano ainda precisa de 7.144 assinaturas de eleitores registrados na Virgínia Ocidental para que seu nome seja incluído na cédula de votação do Estado.

Ainda de acordo com o secretário, West enviou 15 mil assinaturas para formalizar a candidatura, porém, destas, 13.865 eram legíveis, mas apenas 6.383 foram confirmadas como de eleitores registrados na Virgínia Ocidental.

A lei estadual exige que o secretário de Estado certifique a votação até terça-feira (25). Com isso, o artista tem poucos dias para conseguir juntar as assinaturas necessárias.

West ficou fora da disputa em Wisconsin

As autoridades eleitorais de Wisconsin decidiram, na quinta-feira (20), manter o nome de Kanye West fora das cédulas do Estado porque dua documentação e assinaturas foram entregues momentos depois do prazo.

Até o momento, West se qualificou em Arkansas, Colorado, Oklahoma e Utah.

O rapper anunciou sua candidatura presidencial em julho. Desde então, tem recolhido assinaturas para entrar nas urnas em vários estados.

Vice do chapa de Kanye é “coachig de vida bíblica”

No começo da semana, o site TMZ revelou que Kanye West escolheu Michelle Tidball, que já se definiu como “coaching da vida bíblica”, para ser sua vice-presidente.

Vice da chapa de West já se definiu como coaching bíblica (Fotos: Divulgação)

Além de coaching da vida bíblica, em sua biografia, Tidball diz que anteriormente “trabalhou como terapeuta de saúde mental por dez anos”. Ela também já falou, em uma das suas conferências bíblicas, que “não assiste ao noticiário”.

Rapper aumenta equipe e investe na campanha

Kanye West está investindo para consolidar sua candidatura à presidência dos Estados Unidos. Ainda de acordo com o TMZ, ele estaria fortalecendo sua equipe e trazendo pessoas com cohecimento político para fazer parte da campanha.

O cantor está recrutando consultores políticos e pessoas experientes na área para ajudá-lo a chegar às urnas em mais estados.

O principal objetivo do rapper no momento é coletar assinaturas válidas suficientes para torná-lo um candidato elegível nos estados restantes, já que perdeu o prazo em alguns locais, como a Carolina do Norte.

Voluntários para ajudar na divulgação da campanha também farão parte do time.

Escrito por Victor Arris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Little Mix lança versão acústica de seu atual single, a música “Holiday”

Com “Dynamite” do BTS no topo, agora são 43 músicas que estrearam direto no 1º lugar da Billboard Hot 100