Juliette fala sobre 'Solar': "o propósito maior é quando eu consigo transmitir minha mensagem"
Foto: Igor Melo|Divulgação
in ,

Juliette fala sobre ‘Solar’: “o propósito maior é quando eu consigo transmitir minha mensagem”

A cantora falou sobre nova música em entrevista ao Portal POPline.

Juliette dá um passo importante na sua carreira com o lançamento de “Solar, que foi liberada ao público na noite de quinta-feira (02 de maio). Além de ser mais um reforço para a consolidação de sua carreira musical, também representa a estreia da artista como compositora.

Para falar sobre isso, Juliette conversou com o Portal POPline pouco antes do lançamento da faixa, dando sua visão sobre a canção que se sente feliz em colocar no mundo.

Foto: Igor Melo

Lei Mais:

Juliette como compositora

A música foi feita a partir de um texto que ela escreveu em 2010, quando nem pensava em uma carreira de cantora. Na época, sua família sofria o forte luto pela perda da Julienne, irmã da cantora, que morreu aos 17 anos por causa de um AVC. O momento de escuridão parecia inacabável, mas Juliette conseguiu deixar a luz entrar, assim como diz a letra da música.

Eu sempre gostei de escrever, eu tinha parado por um tempo, mas eu sempre gostei desse universo“, disse ela.

A artista relembra o contexto do que estava sentindo: “Esse eu escrevi num sentimento de luto e um tanto de perplexidade por tudo o que tinha acontecido na minha vida, um sentimento de interrogação e ausência de luz. Depois, nesse mesmo texto eu escrevi ‘deixa o sol entrar, a gente precisa ter a luz de volta’. Eu fazia uma analogia com a minha família, que tinha perdido o brilho depois que tinha acontecido“, explicou.

Juliette fala sobre 'Solar': "o propósito maior é quando eu consigo transmitir minha mensagem"
Foto: Igor Melo @igoormelo

Se reconectando com a Juliette antes da fama

Esse texto ressurgiu na vida da Juliette quando ela saiu do reality show Big Brother Brasil 21 como vitoriosa. Ali, então, ela sentiu uma necessidade de se reconectar com ela mesma antes da fama. Uma boa forma foi reler esses tipos de textos que ela costumava criar.

Quando eu saí do programa, eu fui revisitar minha vida, para me reconectar com quem eu sou. Quando eu vi esse texto e mostrei para meus amigos, eles se emocionaram e disseram que deveria ser uma música“, lembra ela.

Para Juliette, seu grande objetivo é mostrar sua verdade e ter uma mensagem importante. “Esse processo de escrever me dá muito prazer, porque eu consigo imprimir na música muito do que eu sou e do que eu penso“, diz.

“Isso por si só já é um presente e um prazer muito grande. Independente da música ser um grande sucesso, o propósito maior é atingindo quando eu consigo sentir felicidade e transmitir minha mensagem”, conclui.

Portanto, dá para esperar mais de Juliette como compositora? Ela confirma que sim: “escrever é o que eu quero, eu gosto“.

Escute “Solar”:

Ausência de luz e fios de esperança

Aos desavisados, “Solar” pode dar uma impressão que é totalmente “good vibes”, mas na verdade ela tem um lado da escuridão que vai evoluindo para a luz. Essa é a essência da canção.

“É em um tom de esperança, de otimismo. Eu pensava que não estava tão bom, que eu estava sofrendo, minha família também, mas que a gente não podia deixar isso acontecer”, reflete.

Juliette deixa explícito que considera “Solar” uma música feliz.  Além disso, ela passa a ser porta-voz de inspiração para muita gente que também passa por momentos difíceis e querem superar. “A própria pandemia, a gente perdeu tanta gente, mas o sol voltou a brilhar“, compara ela.

“Eu acredito que essa música pode ganhar inúmeros significados. É sobre todo mundo, todo mundo passa por isso”, diz.

A parte visual foi ideia da Juliette

Junto com a música, foi lançado um vídeo vertical (próprios para aparelhos de celular) para a música, um visualizer. A ideia é mesmo mostrar essa transição do escuro até chegar à luz e a ideia foi toda da própria Juliette.

Como uma curiosidade, ela contou ao Portal POPline que sua própria mãe foi a “cobaia” para montar o roteiro.

“Foi muito engraçado, eu peguei mainha e coloquei para gravar, como se ela fosse a atriz. Aí mandei para a galera que trabalha comigo. O resultado é bem bonitinho”, conta.

Fique ligado no Portal POPline, já que em breve você terá mais um pouco desta entrevista incrível que tivemos com Juliette, dessa vez falando sobre a carreira de um modo geral.

Escrito por Caian Nunes

Franquia de games “Homem-Aranha” já vendeu mais de 33 milhões de cópias

"Ms. Marvel": Iman Vellani aposta em mais que 616 universos no MCU

“Ms. Marvel”: Iman Vellani aposta em mais que 616 universos no MCU