in

Jogo virando: Dr. Luke dá mais um passo rumo à vitória contra Kesha na Justiça

Quando Kesha entrou com uma ação na Justiça em 2014 contra o produtor e empresário Dr. Luke, alegando abuso sexual como justificativa para quebra de contrato, ela contou com grande apoio do público e simpatia da mídia como um todo. Na Justiça, contudo, a história é bem diferente. Dr. Luke vem tendo uma vitória atrás da outra e ganhou uma boa vantagem no processo de difamação que move contra a popstar. De acordo com o site The Hollywood Reporter, a juíza da Corte Suprema de Nova York, Jennifer Schecter, autorizou uma expansão agressiva da ação movida contra Kesha. O advogado de Luke agora quer responsabilizá-la por tudo que foi dito contra o produtor na mídia em decorrência da acusação dela.

“Kesha corre o risco de se tornar a primeira celebridade da nova era de esclarecimento sobre más condutas sexuais a ser julgada por ir longe demais em suas alegações”, explica o site, “a decisão da juíza é notável em vários aspectos e pode funcionar como um aviso para escritórios de advocacia lidando com clientes importantes”. Em outras palavras: na falta de provas, a suposta vítima vira algoz por destruir a imagem pública de uma pessoa, atrapalhando sua rotina e seus negócios.

Dr. Luke apresentou evidências de que o processo movido por Kesha foi arquitetado para ter o máximo de exposição. Ele conseguiu mostrar e-mails trocados em maio de 2012 pelo empresário dela, Ken Levitan, e o executivo da indústria Irving Azoff. Eles falam claramente “vamos arruinar Dr. Luke”. O empresário de Kesha, no entanto, planeja quando: “precisamos ter o álbum finalizado e fechado. Há grandes hits nele. Vamos arruiná-lo depois que ele entregar o disco”. Kesha lançou o disco “Warrior” com Dr.Luke em dezembro de 201 e colocou “Die Young” em 2º lugar na Billboard Hot 100.

Escrito por Leonardo Torres

Dennis DJ celebra 1º lugar no Spotify Brasil e grava clipe com Matheus e Kauan em NY; veja os bastidores

Troye Sivan pinta quadros inspirados em “Bloom” – veja!