in ,

J Balvin e seu cachorrinho fofo encontram o amor de forma inusitada no clipe “Azul”

J Balvin segue com o projeto de lançar clipes para seu álbum “Colores”, onde cada música tem o nome de uma cor. Nesta quarta-feira (10) foi a vez de “Azul”.

No vídeo, todo feito em animação, há dois personagens que representam ele próprio e seu cachorrinho de verdade (foto). Com isso, a história consiste no rapaz que está muito triste e consegue encontrar o amor. No entanto, surpreendentemente, esse amor é uma boneca, não é real. Será que o final é triste ou feliz?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Album Colores hoy a la 6pm Colombia ❤️🧡💛💚💙🤎🤍🖤💜#colores #amarillo 🌍🌏🌎🌍🌏🌎🌏🌏🌍

Uma publicação compartilhada por J Balvin (@jbalvin) em

Assista:

Letra traduzida

Ela gosta de sair e virar a noite
Beber e ficar louca
E quando o dia termina
Não sei se voltarei a vê-la

Eu não trouxe protetor solar
Para um calor tão quente assim

E esse corpinho que você tem
O biquíni fica tão pequenininho em você
Essa branquinha toma Sol
E no mesmo instante fica morena

Uma bebida na mão, bem bêbada
Todo mundo sabe que sua vida é extrema
Ele diz que não, mas eu sei
Que o meu flow corre por suas veias

E esse corpinho que você tem
O biquíni fica tão pequenininho em você
Essa branquinha toma Sol
E no mesmo instante fica morena

Uma bebida na mão, bem bêbada
Todo mundo sabe que sua vida é extrema
Ele diz que não, mas eu sei
Que o meu flow corre por suas veias

Vamos lá

Gata, sacode a areia
Com uma bunda dessas, fico triste por você não me dar bola, ei (não me dar bola)
Ela colocou uma das minhas correntes
Ela nunca para, está sempre com o copo cheio

Ela chegou, cumprimentou e entrou na onda
Tragou duas vezes e cuspiu quando o Sky lhe passou o cigarro
Cheguei junto, ela rebolou, nunca me disse não
Ela se exibiu, abusou, e nem precisou de esforço

Eu não trouxe protetor solar
Para um calor tão quente assim

E esse corpinho que você tem
O biquíni fica tão pequenininho em você
Essa branquinha toma Sol
E no mesmo instante fica morena

Uma bebida na mão, bem bêbada
Todo mundo sabe que sua vida é extrema
Ele diz que não, mas eu sei
Que o meu flow corre por suas veias (ooh)

A maré sobe com o seu corpo (a maré)
Fico bobo quando você usa biquíni
Estilo Daddy Yankee, você arrasa
Como diria Maluma, faz a temperatura subir

Faz calor, faz calor
O suor escorre pelo seu corpo
Bebe cachaça e mistura com rum
Se não tem biquíni, vai de sutiã e calcinha

Quando a vi, disse para ela: Como foi? (Como foi?)
Eu a peguei na parte debaixo do iate (eu a peguei)
Ela está louca e experimenta de tudo

E esse corpinho que você tem
O biquíni fica tão pequenininho em você
Essa branquinha toma Sol
E no mesmo instante fica morena

Uma bebida na mão, bem bêbada
Todo mundo sabe que sua vida é extrema
Ele diz que não, mas eu sei
Que o meu flow corre por suas veias

E esse corpinho que você tem
O biquíni fica tão pequenininho em você
Essa branquinha toma Sol
E no mesmo instante fica morena

Uma bebida na mão, bem bêbada
Todo mundo sabe que sua vida é extrema
Ele diz que não, mas eu sei
Que o meu flow corre por suas veias

Outros Clipes

Na era “Colores”, J Balvin já lançou clipes para “Rojo”, “Blanco”, “Amarillo”, “Gris”, “Verde”, “Rosa” e agora, “Azul”. Desde então, ele havia entregado superproduções, com vídeos gravados antes da pandemia do coronavírus. Com “Azul”, ele teve que dar um jeito com a animação.

Escrito por Caian Nunes

Confira o teaser do sexto episódio do “Storytelling POPline” do MC Zaac

Maiores DJs brasileiros, Alok e Vintage Culture vão lançar música juntos