Grupo LIGHTSUM revela suas inspirações no K-Pop
(Foto: Divulgação)
in ,

Grupo LIGHTSUM revela suas inspirações no K-Pop

TWICE, BoA e BTS são citados.

LIGHTSUM, o novo girlgroup da Cube Entertainment, falou sobre suas inspirações durante uma entrevista para a revista NME. TWICE, BoA e BTS foram os artistas citados pelas novatas.

Hina contou que TWICE a inspirou a querer ser uma “idol”. Já Juhyeon sempre foi influenciada pela cantora BoA, e a vocalista principal Nayoung ama BTS. Nayoung contou que se tornou trainee depois de conhecer o boygroup.

Grupo LIGHTSUM revela suas inspirações no K-Pop
(Foto: Divulgação)

“Após vê-los realmente sincronizados no palco e sentir que eles realmente trabalhavam duro, eu também quis ser uma idol como o BTS”, contou Nayoung.

A integrante Chowon também falou do BTS na entrevista, quando a NME quis saber quais artistas tiveram um impacto positivo na trajetória delas. “Eu sinto muito conforto e energia com as músicas deles”, disse Chowon, “eu também quero ser uma artista para que muitas pessoas ouçam minhas histórias e sintam conforto”.

Conheça o LIGHTSUM!

O grupo é a nova aposta da CUBE Entertainment. Ele é formado por oito membros: Sangah, Chowon, Nayoung, Hina, Juhyeon, Yujeong, Huiyeon e Jian. Algumas já eram conhecidas do público por terem participado do programa “Produce 48”.

O debut do LIGHTSUM aconteceu nesta semana, com o single “Vanilla”. O clipe já ultrapassou 3,4 milhões de acessos.

Assista:

Co-compositora de “Butter” rasga elogios a RM, do BTS

O BTS é um grupo de membros multitalentosos e isso não é novidade. São cantores, rappers, dançarinos incríveis na frente das câmeras e nos palcos ao redor do mundo, mas também são compositores e produtores de grande talento.

E isso é comprovado pela co-compositora e produtora vocal de “Butter”, atual single do grupo sul-coreano e que está no topo da Billboard Hot 100. Jenna Andrews, em entrevista ao site Genius, destacou o trabalho de RM como produtor executivo da faixa e rasgou elogios ao líder do BTS.

“Realmente RM não recebe crédito suficiente por seu talento de produção executiva de classe mundial. Muitos que não são ARMY tendem a esquecer ou não sabem, que além de ser um artista e performer, ele está nos bastidores dirigindo o som do maior grupo do mundo. Um papel que muitos ganham salários confortáveis para fazer sem o peso de uma agenda artística para seguir. Cada decisão musical que ele faz, a maioria delas provavelmente nós nunca saberemos, impacta a música e a cultura Pop nos níveis mais altos. Sua habilidade de conseguir o melhor de todos os membros do seu grupo em cada música e seu trabalho através das barreiras linguísticas, culturais e todo um furacão de novos colaboradores necessita de um nível sobre-humano de profissionalismo e talento. Ele é muito humilde quando fala de suas contribuições também”, completou.

Escrito por Leonardo Torres

Alok convida personagem virtual da Magalu para clipe; veja

Veja o antes e depois de Juliette após lentes de contato dental