Funcionários trans da Netflix marcam greve: entenda!
(Foto: Divulgação)
in ,

Funcionários trans da Netflix marcam greve: entenda!

Especial de stand up com fala transfóbica gera descontentamento interno.

O especial de stand up comedy “The Closer”, de Dave Chappelle, segue causando desconforto – não só no público mas também em funcionários da Netflix. O Los Angeles Times noticiou que funcionários trans marcaram uma greve para o dia 20 de outubro, em protesto contra a decisão do serviço de streaming de levar esse conteúdo ao ar.

Em “The Closer”, Dave Chappelle ridiculariza mulheres trans. Ele diz que a genitália delas “não é bem o que é”. “Gênero é um fato. Todo ser humano neste ambiente, todo ser humano na Terra, teve que passar pelas pernas de uma mulher para estar na Terra. Isso é um fato”, declara o comediante.

CEO da Netflix defende Dave Chappelle após fala transfóbica
(Foto: Divulgação / Netflix)

Leia mais:

Greve em protesto

A convocação para a greve foi feita pela plataforma Slack, onde estão presentes mais de 800 funcionários da Netflix. O texto diz o seguinte:

“Eu encorajo todos os [funcionários] trans e aliados a não trabalharem para a Netflix no dia [20 de outubro]. (…) Conforme discutimos por meio do Slack, e-mail, textos e tudo mais, nossa liderança nos mostrou que eles não defendem os valores pelos quais somos considerados”.

CEO da Netflix apoia Dave Chappelle apesar da transfobia

A decisão vem depois que o CEO da Netflix Ted Sarandos defendeu Dave Chappelle publicamente, praticamente lhe dando carta aberta para fazer o que quiser. Sarandos disse que a Netflix apoia a liberdade criativa do comediante, ainda que isso signifique que “sempre haverá conteúdos que algumas pessoas acharão nocivo”.

“Vários de vocês perguntaram onde traçamos o limite do ódio. Não permitimos títulos da Netflix que tenham como objetivo incitar o ódio ou a violência, e não acreditamos que ‘The Closer’ ultrapasse essa linha. Reconheço, no entanto, que distinguir entre comentário e dano é difícil, especialmente com o stand-up, que existe para ultrapassar limites”, declarou Sarandos.

Funcionários trans da Netflix marcam greve: entenda!
(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

Escrito por Leonardo Torres

Damon Albarn libera mais uma inédita; ouça “The Tower Of Montevideo”

Dobrou o salário! Saiba quanto Maju Coutinho ganhará no “Fantástico”