Foto: Divulgação
in ,

“Fiquei com edema nas cordas vocais”, revela Dinho Ouro Preto após Coronavírus

Dinho Ouro Preto, foi o convidado da cantora Zélia Duncan em uma live e falou como está a vida após contrair o Coronavírus. Aos 56 anos, ele explicou que parou com vícios e tem praticado atividade física com mais regularidade. “O rock’n’roll ajuda a dar vigor e deixei meus excessos para trás. Não bebo, nem fumo mais. Gosto de correr. Fui tentar correr depois da Covid e, nossa, foi difícil. Faço sessões de fonoaudiologia. Fiquei com edema nas cordas vocais”, explicou o artista.

Internauta relembra quando Dinho Ouro Preto teve dengue, gripe suína e traumatismo craniano

Foto: Reprodução/Instagram

Dinho Ouro Preto falou dos sintomas do Coronavírus em suas redes sociais e descreveu que sentia dor no corpo, febre moderada, náusea e frio. Rapidamente, muitos seguidores mandaram desejos de recuperação ao vocalista do Capital Inicial. Mas um internauta em especial relembrou momentos de saúde “complicados” vividos por Dinho.

Em setembro de 2009, Dinho contraiu gripe suína (H1N1). Dois meses depois, uma queda durante um show do Capital Inicial provocou traumatismo craniano no cantor. Em 2016, o cantor ficou internado por conta da dengue. E agora, o novo coronavírus. As respostas ao post são hilárias. Houve até quem o comparasse com os “imortais” Keith Richards e Ozzy Osbourne:

Aproveitamos para desejar ao Dinho Ouro Preto (e todos aqueles que estão sofrendo com esta pandemia) uma franca recuperação!

Escrito por Helena Marques

Lady Gaga supera Ed Sheeran no ranking de artistas com maior número de ouvintes mensais no Spotify

Record oferece cachê de R$ 70 mil para Jojo Todynho participar de “A Fazenda”, diz colunista