Harry Styles grava clipe na Itália
(Foto: Divulgação)
in ,

Com ‘Fine Line’, Harry Styles lidera ano recorde das vendas de álbuns de vinil nos EUA

Pelo 15º ano consecutivo, as vendas de álbuns de vinil nos EUA aumentaram de acordo com MRC Data

As vendas de álbuns de vinil nos EUA alcançaram um marco excepcional – o maior em 30 anos de acompanhamento – e o álbum do cantor Harry Styles, liderou as vendas, de acordo com MRC Data. O vinil do artista vendeu 232.000 mil cópias durante o ano de acompanhamento que compreende de 3 de janeiro a 31 de dezembro de 2020. Atualmente, os vinis tanto na versão Standard quanto na Exclusiva, estão esgotados no site oficial de Harry.

As vendas de álbuns de vinil totalizaram 27,54 milhões em 2020, um aumento de 46,2% em relação a 2019. O ano de 2020 marcou o 15º ano consecutivo em que as vendas de álbuns de vinil cresceram, e o maior ano para as vendas de álbuns de vinil desde que MRC Data começou a monitorar as vendas em 1991.

As vendas de LP de vinil também viram a sua a melhor semana de vendas da era MRC Data, quando 1,84 milhão de álbuns de vinil foram vendidos na semana que terminou em 24 de dezembro de 2020, saiba mais aqui.

Mesmo com os resultados positivos, as vendas de vinil foram o terceiro formato de álbum mais vendido em 2020, ficando atrás de dois formatos que apresentaram queda: CDs (40,12 milhões, com queda de 26%) e álbuns digitais (34,39 milhões, com queda de 12,5%).

 

Crescimento nas vendas de álbuns físicos em 2020

 

As vendas gerais de álbuns, em todos os formatos – CD, álbum digital, vinil, cassetes, etc – tiveram sua menor queda anual desde 2015. Em 2020, as vendas totais de álbuns caíram apenas 9,2% para 102,4 milhõesa primeira vez em vendas anuais caiu menos de 10% desde 2015, quando o volume caiu apenas 6%, auxiliado pelas enormes vendas do álbum “25” de Adele.

As vendas gerais de álbuns têm caído continuamente desde 2012, à medida que os consumidores recorrem cada vez mais aos serviços de streaming para curtir a música, mas, apresentado uma tendência de retomada no consumo.

Observando das vendas de Vinil, elas representaram mais de um quarto de todas as vendas de álbuns em 2020, incluindo os digitais: 26,9% (27,54 milhões de 102,4 milhões). Notavelmente, as vendas de vinil representaram robustos 40,5% de todos os álbuns físicos vendidos nos EUA em 2020 (27,54 milhões de 68,01 milhões). Ambas as análises representam os recordes da era da MRC Data para a participação do vinil no mercado de vendas de álbuns.

Em 2020, havia um total de 51 álbuns que venderam pelo menos 50.000 cópias em vinil – ante apenas 23 em 2019.

 

Crescimento do e-commerce e novos formatos de vendas

 

Das vendas totais de LPs de vinil de 2020, 11,24 milhões vieram por meio do setor não tradicional do mercado dos EUA, que incluem: varejistas baseados na Internet (Amazon, etc.), pedidos pelo correio e vendas diretas ao consumidor, a partir de um representante de um artista na loja virtual.Esse total de vendas de vinil não tradicional cresceu 52,5% em 2020, ante 7,37 milhões em 2019.

Apesar das complicações do COVID-19 que fizeram com que muitas lojas físicas de discos tivessem que reimaginar como faziam negócios em 2020, o segundo maior vendedor de álbuns de vinil nos EUA foram as lojas físicas independentes, com 10,94 milhões de unidades vendidas representando um aumento de 45,6%, de acordo com a MRC Data. De acordo com a análise, esse número foi provavelmente alcançado por quatro promoções separadas do Record Store Day (RSD) em 2020 em lojas independentes, acumulando três quedas de RSD, junto com RSD Black Friday.

Comerciantes de massa, como Target e Walmart, foram os terceiros maiores vendedores de vinis em 2020, com 3,81 milhões vendidos representando uma alta de 98,5%, aponta o relatório. O grande crescimento dos comerciantes de massa se deve à expansão contínua da Target e do Walmart no mercado de vinil nos últimos anos, com ambos os varejistas dedicando mais espaço nas lojas ao vinil e vendendo suas próprias variantes exclusivas de LPs.

 

Os 10 Álbuns de Vinil mais vendidos de 2020 nos EUA

1. Harry Styles, Fine Line (232,000)
2. Billie Eilish, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (196,000)
3. Queen, Greatest Hits (176,000)
4. The Beatles, Abbey Road (161,000)
5. Soundtrack, Guardians of the Galaxy, Awesome Mix, Vol. 1 (152,000)
6. Bob Marley and The Wailers, Legend: The Best Of… (148,000)
7. Fleetwood Mac, Rumours (138,000)
8. Billie Eilish, Dont Smile at Me (126,000)
9. Michael Jackson, Thriller (125,000)
10. Kendrick Lamar, Good Kid, M.A.A.D City (117,000)

Fonte: Dados MRC, para o período de monitoramento de 3 de janeiro de 2020, até 31 de dezembro de 2020.

 

Escrito por Láisa Naiane

Gusttavo Lima rebate críticas por lançar música aludindo "ida ao buteco" durante a pandemia

Gusttavo Lima rebate críticas por lançar música aludindo “ida ao buteco” durante a pandemia

Saiba quem é Olivia Rodrigo, a dona do single que ocupa o primeiro lugar no Spotify US