Foto: Divulgação
in

Facebook adere ao áudio e anuncia novas experiências sociais

De salas de audio ao vivo, como Clubhouse, a estúdio de criação e podcasts

O Facebook tem visto o aumento contínuo do áudio em suas plataformas – de chamadas de voz a mensagens de áudio no Whatsapp e Messenger. Especialmente durante a pandemia, o áudio serviu como uma maneira conveniente de se sentir próximo dos outros sem a pressão de ligar o vídeo. Com isso, a plataforma resolveu investir em tornar as mensagens de áudio mais fáceis de gravar e divertidas criando espaços para salas de áudio ao vivo, criação e divulgação de podcasts e mais.

A novidade inclui a capacidade de as pessoas enviarem clipes de sons conhecidos a seus amigos, que variam desde efeitos sonoros como grilos cantando a citações de músicas populares. Além de investir mais em experiências sociais como descobrir novas vozes ou trocar ideias na velocidade do som.

A plataforma investiu em todo o espectro de tecnologias de áudio para melhorar a qualidade de áudio, legendas, traduções de fala e audição sobre-humana. “Nosso objetivo é tornar a presença de áudio fácil, natural e envolvente para que você possa experimentar a presença social de forma mais completa”, revela a empresa.

“No momento, ainda é muito difícil para a maioria das pessoas fazer isso. As melhores ferramentas de criação de áudio são destinadas aos profissionais. Ainda é muito difícil descobrir e compartilhar conteúdo de áudio incrível e é muito complicado reunir o grupo certo de pessoas para ter uma conversa sobre seu assunto favorito no momento certo”, revela Fidji Simo, head do aplicativo do Facebook.

Um estúdio de som portátil

A primeira coisa que a empresa de Zuckerberg está construindo é um conjunto de novos recursos de criação de áudio. Assim como fizeram com fotos e vídeos, eles querem que todos tenham ferramentas poderosas o suficiente para os profissionais, mas intuitivas e divertidas – como um estúdio de som portátil. “Temos investido há muito tempo em tecnologias de áudio – como reconhecimento de voz (Speech-to-Text) ou metamorfose de voz – e iremos disponibilizá-las em uma ferramenta de criação de áudio dentro do aplicativo do Facebook”, revelam.

Por meio de avanços em inteligência artificial, a rede social pretende tornar a qualidade de áudio “incrivelmente satisfatória” – mesmo que você grave em uma esquina movimentada, por exemplo. Também será possível escolher uma música de fundo para dar o tom da sua história no “Catálogo de Sons do Facebook”. E com a capacidade de mixar faixas de áudio, uma coleção crescente de efeitos sonoros, efeitos de voz e filtros, isso deve ser muito divertido também.

Soundbites: um novo formato social de áudio

Essas ferramentas de criação de áudio permitirão que o usuário crie Soundbites – formatos curtos, clipes de áudio criativos para capturar pequenas histórias, piadas, momentos de inspiração, poemas e muitas outras coisas. “Começaremos a testar o Soundbites nos próximos meses com um pequeno número de criadores e refinaremos o produto com suas contribuições antes de disponibilizá-lo a todos”.

Foto: Divulgação/Facebook

Para começar, eles estão colaborando com criadores para experimentar diferentes conceitos. Imagine o comediante Drew Lynch, compartilhando seus comentários e críticas gastronômicas no ASMR; Lolo Spencer, uma defensora da acessibilidade, recitando afirmações diárias e suas citações aspiracionais favoritas; Tobe Nwigwe, um visionário e empresário que poderia compartilhar suas “conversas com Tobe” sobre paternidade e ser da primeira geração de nigerianos americanos; Molly Burke, uma palestrante motivacional cega, gravando histórias empoderadoras sobre superação de adversidades; e Josh Sundquist, um autor e comediante, usando efeitos de voz para ampliar suas personificações e contar histórias.

Os podcasts estão chegando ao Facebook

Mais de 170 milhões de pessoas já estão conectadas a centenas de milhares de Páginas de podcasts no Facebook, e mais de 35 milhões de pessoas são membros de Grupos de fãs de podcasts, mas até agora era preciso sair do aplicativo do Facebook para ouvir os episódios.

Nos próximos meses, você poderá ouvir podcasts diretamente no aplicativo do Facebook, enquanto usa o aplicativo ou com ele em segundo plano. E porque ainda é difícil descobrir podcasts que você goste, a plataforma irá ajudá-los a encontrar com base nos seus interesses, a comentar sobre eles e recomendá-los a seus amigos. Assim como, os criadores de podcast serão capazes de alcançar e se conectar com novos ouvintes – tudo diretamente no aplicativo do Facebook.

Salas de Áudio ao Vivo no Facebook e Messenger

Inspirada no boom do Clubhouse, o Facebook também vai começar a testar as Salas de Áudio ao Vivo e espera disponibilizá-las para todos no aplicativo do Facebook em breve. “Acreditamos que o áudio seja uma maneira perfeita para as comunidades se envolverem em torno de assuntos de seu interesse. Vamos testar as Salas de Áudio ao Vivo, disponibilizando-as para 1,8 bilhão de pessoas que usam Grupos todos os meses e as dezenas de milhões de comunidades ativas no Facebook”.

Foto: Divulgação/Facebook

Como parte do lançamento inicial, e porque sabem que as comunidades não são criadas apenas em Grupos, as Salas de Áudio ao Vivo também serão indicadas para que figuras públicas possam conversar entre elas, com especialistas e os fãs. “Além disso, também planejamos levar às Salas de Áudio ao Vivo para o Messenger nos próximos meses, para que você também possa se divertir facilmente com seus amigos”.

Oportunidades de monetização

A única maneira de tudo isso funcionar a longo prazo é se os criadores puderem ganhar dinheiro com seus esforços. Portanto, no lançamento, já apresenta várias maneiras para os criadores de áudio desenvolverem seus negócios enquanto seguem sua paixão. Quando as Salas de Áudio ao Vivo forem lançadas, os fãs poderão apoiar seus criadores e figuras públicas favoritas por meio de “Estrelas“, ou doar para causas com as quais eles se importam.

“Logo após o lançamento, também ofereceremos outros modelos de monetização, como a possibilidade de cobrar pelo acesso a uma Sala de Áudio ao Vivo por meio de uma única compra ou assinatura. Finalmente, para dar início ao Soundbites, estamos anunciando um Fundo para Criadores de Áudio para apoiar criadores de áudio emergentes e obter feedback antecipado sobre a nova experiência do produto”, conta.

Vimos repetidamente quanta energia criativa é liberada quando você constrói ferramentas poderosas de criação e edição, as torna gratuitas e fáceis de usar – com as proteções de segurança e privacidade adequadas – e as coloca no mundo. “Ao trazer a magia para novos formatos de áudio, estamos oferecendo às pessoas uma nova maneira de dizer mais do que sempre quiseram dizer, o tempo todo”, finaliza Fidji Simo.

Escrito por Rafa Ventura

Lizzo sem roupa

Lizzo posta foto nua e sem retoques por causa nobre

BTS libera fotos conceituais da live “Map of the Soul ON:E”