in ,

Entrevistamos a dupla Dolls, as meninas do "Chicletinho"!

Jessy K e Grazy, 20 e 22 anos respectivamente, formam o Dolls. A dupla de irmãs acaba de lançar seu primeiro álbum, que é puxado pela faixa “Chicletinho” – presente na novela Malhação.

Em uma entrevista exclusiva, as meninas contaram tudo pra gente. A relação com Latino, de onde surgiu o nome “Dolls” e até sobre o cover de “Womanizer”, da Britney Spears, que elas fazem no show.

Leia a entrevista na íntegra:

Quando vocês descobriram o dom da música?

Grazy: Quando éramos crianças, nossa mãe já cantava no coral da igreja, além de ser artista plástica. Nosso pai também fez teatro, chegando a se formar em ator, embora tenha seguido a carreira de advogado. Por isso, cantar e dançar em casa e eventos da família sempre foi muito natural para nós. Fazíamos de brincadeira até decidirmos levar a sério. Foi quando passamos a estudar e nos dedicar mais ao canto e à dança.

dollentrevistaA música “Chicletinho” entrou para trilha sonora de Malhação, vocês esperavam? Qual foi a primeira reação de vocês quando ficaram sabendo que a faixa estava escalada para a novelinha da Globo?
Jessy K: Sabíamos que a música entraria no CD de trilha sonora da novela, e isso já nos deixou superfelizes!! De repente começamos a receber mensagens de fãs via MySpace e Orkut dando os parabéns por “Chicletinho” estar na novela. Na hora achamos que eles estavam confundindo nossa música com de alguma outra banda e resolvemos parar um dia pra assistir a Malhação. Quando a música começou a tocar, foi uma felicidade total!! A Grazy começou a chorar, ligamos para todos os amigos e familiares dizendo: coloca na Globo, nossa música ta na Malhação!!

Grazy: Acho que esse foi o dia que a novela teve mais audiência! De tanto que fizemos as pessoas ligarem a TV pra assistir! rs

Quando apresentamos “Chicletinho” no POPLine, vários tópicos em comunidades de artistas internacionais foram criados. Muitos adoraram, e perceberam uma certa sonoridade gringa no som de vocês. Há alguma inspiração estrangeira?
Jessy K: Em termos de produção e inspiração, a gente pesquisou o que está rolando atualmente.

Jessy K e Grazy: E artistas que a gente mais se inspira é Beyonce, Shakira, Britney, Ne-Yo e Pink.

O nome Dolls de onde surgiu? Muitos fãs do grupo norte-americano Pussycat Dolls consideram vocês como a versão brasileira do grupo – talvez pelo fato do nome ser parecido.
Jessy K: Quando decidimos levar a carreira musical a sério, tínhamos 13 e 15 anos, respectivamente. Nessa época, usávamos o nome Grazy & Jessy K mesmo. Quando conhecemos o Latino, o primeiro comentário que ele fez a respeito do nosso trabalho foi sobre o nome. Ele achava que não tinha a ver com nosso som pop, que o nome remetia a uma dupla sertaneja, ou algo assim. A partir de então, vários nomes (alguns bizarros) foram considerados, como Kiwi e Chicabon e Double Sisters… (risos). Um dia, em casa, surgiu o nome Baby e Doll. A coisa foi evoluindo e finalizamos com Dolls. Isso por volta de 2002, antes da banda Pussycat Dolls existir.

Grazy: Eu acho o nome “Dolls” uma escolha muito feliz e de sorte, pois várias bandas, ao longo do tempo, escolheram esse nome e deram certo. É só a gente lembrar de New York Dolls, Goo Goo Dolls e até o próprio Pussycat Dolls.

O primeiro álbum está nas lojas. Quais são os próximos projetos? “Chicletinho” terá vídeoclipe ou vocês já planejam lançar uma nova música de trabalho?
Grazy: Sim, já temos uma nova música pronta pro lançamento. O nome é “Algo Mais” e, diferente dos dois lançamentos anteriores, essa é uma balada e mostra um outro lado do nosso trabalho, pois permite explora mais nosso potencial vocal e mostra um lado mais maduro e romântico da dupla.

Jessy K: Essa música é uma versão de uma faixa da banda mexicana La Quinta Estacion, também chamada “Algo Más”. Gravar a música em português foi uma dica apresentada pela gravadora e, quando conhecemos a banda, achamos a idéia genial. Ficamos fãs da banda.

Grazy: Ah! E essa música deve ser nossa primeira com videoclipe

A cada dia que passa, a popularidade de vocês aumenta por todo o país. Quando teremos a primeira turnê nacional?
Grazy: A gente ainda está moldando o formato do show, por isso a turnê deve estrear mais por volta do segundo sementre.
Por enquanto, a agenda está assim:
Dia 21 de junho, 16h – Estádio Pacaembu
Dia 4 de julho, 20h – Volta Redonda
Dia 26 de julho, 22h – Porto Alegre

Jessy K: Dia 21 faremos uma apresentação no jogo Corinthians e São Paulo, no Pacaembu. Antes do início do jogo, vamos cantar o hino do Corinthians e mais uma música nossa, pra alegrar a galera e dar sorte ao time que já abraçamos como nosso, em SP.

Grazy: Porque no Rio somos flamenguistas!

Cada uma de vocês deve ter um artista que deseja cantar. Então, queremos saber: Jessica e Graziela com quem vocês gostariam de uma parceria algum dia? Vale tudo! Nacional ou internacional, cantor ou ator, político ou atleta!
Jessy K: Eu queria cantar com a Ivete.

Grazy: Eu com Lulu Santos… Mas como somos uma dupla, temos que fazer com os dois (risos). E internacionalmente, podia ser a Britney!

Como foi trabalhar com o Latino? Tem alguma história bacana pra contar pra gente sobre a parceria?
Grazy: Bom, a primeira vez que encontramos o Latino, foi numa festa em que estávamos – isso também foi no início da carreira, assim que decidimos cantar de verdade. Nunca tínhamos conversado ou sido apresentadas a ele antes, mas decidimos, na cara de pau mesmo, nos apresentarmos pra ele, explicamos que estávamos determinadas a formar uma dupla musical e pedimos uma música dele para gravar. Ele disse que mandaria a música, mas a gente não acreditou muito, sabe? Achávamos que ele fosse esquecer logo.

Mas aí no dia seguinte ele já mandou uma música pra nós, chamada “0800”. Essa foi a nossa primeira música de trabalho. A que fazíamos apresentações em escolas, festas e tal. Foi a canção que abriu nossos caminhos artísticos, mas não chegou a estourar.

Anos depois, em 2007, quando tínhamos decidido apostar nossas últimas fichas na carreira artística, um DJ que nos tinha sido apresentado pelo próprio Latino ligou pra ele perguntando por nós e dizendo que queria fazer um trabalho com uma dupla de meninas. No mesmo dia o Latino nos ligou e mandou nos prepararmos para viajar a São Paulo com ele no dia seguinte.

Colocamos as melhores roupas, cabelos produzidos, maquiadas, unhas feitas e fomos. Conversamos com o DJ Cuca, cantamos pra ele e ele adorou! Acertamos as coisas na hora e começamos a trabalhar esse CD. Latino ainda nos deu as duas primeiras músicas de sucesso desse disco: “Infernizar você”, que entrou entre as mais pedidas em rádios do Rio e do Sul quando ainda nem tínhamos gravadora, e “Chicletinho”, que está em Malhação.

Música favorita atualmente?
Jessy K e Grazy: “Love by Grace”, da Lara Fabian, é nossa música eterna, porque nos lembra nossa avó, que já faleceu…
Jessy K: Música atual, é “Womanizer”, da Britney. Inclusive a gente canta essa no show

Filme preferido?
Jessy K: “E se fosse verdade”.
Grazy: “Piratas do Caribe (todos!)”

Artista internacional favorito?
Jessy K: Jim Carrey.
Grazy: Johnny Depp.

Artista nacional favorito?
Jessy K: Tony Ramos!
Grazy: Glória Pires

Artista que não entraria na festa das Dolls?
Grazy & Jessy K: Amy Winehouse, porque ela bateria na gente… risos!!

Dolls na Internet:
Acesse o MySpace
Acesse o canal no YouTube

Escrito por Portal POPLine

29 Comments

Grandes nomes da música estarão no Summertime Ball, nesse domingo

Mais vistos da semana: Madonna, Lady GaGa e Joe Jonas de Beyoncé!