Marcelo Tas e Paulo Cesar de Araújo | Foto: Divulgação
in

Em entrevista, Paulo Cesar de Araújo diz que Roberto Carlos “vê o mundo pela TV”

Marcelo Tas entrevistou o historiador baiano Paulo Cesar de Araújo, que relançou, em 2021, “Roberto Carlos Outra Vez – volume 1”, no #Provoca

Marcelo Tas recebeu o historiador baiano Paulo Cesar de Araújo, que relançou, em 2021, “Roberto Carlos Outra Vez – volume 1”, no #Provoca. Durante o programa, ele falou sobre censura, a ação cível e criminal que sofreu, música brega, MPB, sobre Roberto Carlos vê o mundo pela TV e a respeito de um pacote de maconha que recebeu de Tim Maia. A entrevista vai ao ar nesta terça-feira (8/2), na TV Cultura, a partir das 22h.

Leia mais:

Tas começa a edição lembrando da censura e perseguição que Paulo Cesar de Araújo sofreu, em 2007, logo após lançar a biografia do Rei. “Roberto Carlos não é apenas um cantor. Ele é uma instituição nacional (…) Ele não pediu só a proibição do livro. Ele pediu 500 mil por dia e a minha prisão por um tempo superior a dois anos (…) ele tem uma visão patrimonialista da história. Acredita que assim como ele tem um automóvel, um imóvel, ele tem a história dele”, diz Araújo no programa.

“O Roberto Carlos é um homem que assiste televisão. Ele vê o mundo pela televisão. Ele assiste novela, Fantástico, Jornal Nacional”, afirma o historiador, que comentar que Roberto Carlos provavelmente nunca leu uma biografia de ninguém.

Marcelo Tas e Paulo Cesar de Araújo | Foto: Divulgação

Em 2015, o Supremo Tribunal Federal liberou a publicação de biografias sem necessidade de autorização dos biografados ou dos herdeiros. Tas questiona se existiu alguma mágoa ao reescrever o livro Roberto Carlos Outra Vez — volume 1, da editoria Record.

“Eu sou um pesquisador, historiador. Um profissional da memória. Roberto Carlos é meu objeto de estudo. Não tenho mágoa, raiva desse objeto de estudo (…) isso para mim é a coisa mais definida e definidora (…) então se ele brigou comigo, ficou com raiva de mim, isso é problema dele”, diz.

No programa, Araújo ainda conta que ligava para o Tim Maia várias vezes pedindo para ele encontrar com um grupo de estudantes da PUC. “O cara fura com a TV Globo e ia ser pontual com um grupo de estudantes? (…) até que um dia fomos recebidos e foi maravilhoso (…) e numa dessas visitas, ele falou que não podia nos receber, mas desceu um rapaz e disse: “olha, enquanto vocês esperam, o Tim mandou esse pacote de maconha para se divertirem”. Demos aquela gargalhada, isso é Tim Maia. É um anfitrião muito generoso”.

Escrito por Rafa Ventura

Lina e Maria falam sobre jogo de Douglas: “acho que ficou meio feio”

Vem aí? Camila Cabello compartilha vídeo em ensaio com trecho de música nova