in ,

ENTREVISTA: Bruno Martini fala sobre novo single “Youngr” e aponta para o futuro com seu primeiro álbum “ORIGINAL”

Bruno Martini tem história e carreira na música, tem super hit mundial com seu nome nos créditos, tem números que ultrapassam a casa dos milhões nas plataformas digitais, mas ainda assim se faz novidade. O DJ e produtor paulista de 26 anos pode até não ser o rosto mais conhecido do mainstream, mas certamente algumas das produções dele fizeram e ou fazem parte de suas playlists; seja com seu primeiro trabalho na dupla College 11, da Disney, seus grandes sucessos da e-music, “Hear Me Now”, “When The Sun Goes Down” e “Living On The Outside”, ou até mesmo no remix de “Morena”, mais recente single do cantor Vitor Kley. Mesmo com tanta bagagem, Bruno agora aponta para o futuro. Na última semana ele lançou seu novo single, “Youngr”, e em 2019 lançará seu álbum de estreia, “ORIGINAL”, pela Universal Music.

Em uma conversa com o POPline, Bruno falou um pouco mais sobre esta nova fase e como está se preparando para este recomeço. Por ser um artista que tem sua assinatura estampada na música brasileira mais executada no Spotify e ainda ter uma experiência enorme no mercado, não tinha como não questioná-lo sobre os medos pelas comparações e cobranças que possam existir.

“Honestamente, sou apaixonado por música e claro que eu fiquei muito feliz com tudo que aconteceu com ‘Hear Me Now’… Não só ela, mas também ‘Never Let Me Go’, ‘Sun Goes Down’, ‘Sou Teu Fã’, com o Dennis… Claro que fico muito feliz com tudo isso, mas eu sou apaixonado por música então eu faço muito o que meu coração pede e as coisas vão acontecendo. Todo mundo me pergunta ‘poxa, depois de Hear Me Now, você não sente uma cobrança?’ e eu continuo fazendo a mesma coisa que faço há dez, quinze anos, que é ficar dentro do meu estúdio fazendo música, sabe? Cada música é uma música, cada momento é um momento e cada artista é um artista, então isso é muito relativo,” disse Bruno.

Ousado e olhando sempre pra frente. Foi assim que Bruno Martini também conquistou o interesse do renomado produtor musical Timbaland, famoso por seus trabalhos com Justin Timberlake, Beyoncé, Nelly Furtado, Katy Perry, entre outros grandes nomes, e admirado por ele mesmo desde a adolescência. “Eu desde pequeno sou muito fã do Timbaland. Se você olhar meu inbox no Twitter, vai ver que sempre mandei músicas para ele. Sempre assistia aos vídeos dele no YouTube e ficava me perguntando ‘como esse cara faz isso’. Eu ficava abismado e ficava procurando ele e tentando fazer o que ele fazia,” contou.

A encontro entre o brasileiro e o americano enfim aconteceu e foi muito mais além do que Bruno imaginava. “Eu comecei a viajar pelo mundo quando ‘Hear Me Now’ estourou e aí, em uma dessas viagens, comecei a trabalhar com uma galera nos Estados Unidos que fechava meus shows por lá e com isso ele ouviu a minha música ‘Living On The Outside’ e adorou. Foi aí que a equipe dele mandou uma mensagem para a galera que trabalha comigo lá, tipo ‘Quem é esse menino? Quero ouvir mais coisas dele’. Então, eu mandei todas as músicas que eu tava fazendo no estúdio pra ele. Selecionei umas dez e mandei. Ele adorou e pediu pra marcar uma sessão em estúdio para a gente trabalhar em duas ou três músicas. Era para a gente passar três dias em estúdio, mas acabou que ficamos uns dez dias e fizemos um álbum! A gente se deu super bem e desde então a parceria se firmou.”

Dentre as inúmeras colaborações dos dois está “Youngr”, primeiro single de “ORIGINAL”, lançado no último dia 18. “‘Youngr’ é uma música que eu resolvi lançar logo por conta da fase que estou passando. Eu a escrevi junto com um amigo meu, que é o cara que canta na música, o Shaun Jacobs. Fizemos ela lá em Los Angeles junto com o Timbaland. Eu conheci o Shaun na praia e logo ele me mostrou a ideia de ‘Youngr’ no violão. Terminamos de escrever a música e depois de uma hora e meia eu já estava em estúdio, liguei pra ele e chamei ele pra gravar. Ele gravou a voz, eu produzi com o Timbaland lá e depois trouxe pro Brasil e terminei de produzir aqui. Depois voltei pra lá e finalizamos! Essa é ‘Youngr’, uma música que tentei passar que devemos lidar com a juventude não como um período da vida, mas sim como o fato de ser jovem! Você pode ser jovem com 50, 100, 200 anos de idade! Esse sentimento do jovem é o que eu quis passar com a música.”

Se a colaboração com Timbaland já não fosse especial o bastante, “Youngr” foi finalizada dentro do estúdio Westlake, na Califórnia, mesmo lugar onde Michael Jackson trouxe ao mundo “Thriller”, um dos álbuns mais importantes da história. “Estar lá e ver uma foto do Michael no mesmo ambiente em que você está é incrível. Não só o Michael, mas outros grandes artistas também. Vi fotos de grandes artistas que passaram por lá. É incrível, uma energia realmente diferente.”

Sabendo da importância dos videoclipes para o desempenho das músicas no mercado do pop, Bruno também apostou em um vídeo para “Youngr”, que já ultrapassa a marca de 2 milhões de visualizações no YouTube. A faixa ganhou um clipe protagonizado pelo próprio Bruno e pelo seu amigo, Fiuk.

“Eu sempre fui muito amigo do Fe, o Fiuk, e ele sempre correu de DRIFT e a gente sempre foi apaixonado por carros… Ele tem um evento, que chama DRIFT Meet e ele me convidou pra ir lá. Um dia eu fui, ele me levou pra dar uma volta e eu fiquei apaixonado naquela adrenalina, aquela sensação de liberdade de quando você está dentro do carro e eu pensei ‘é isso’! É sobre isso que falo na música, sobre ser jovem e ter essa sensação de liberdade, arriscar mais. […] Escrevi o roteiro desse vídeo junto com o Fe e o diretor Bruno Couto. Isso de ter uma história para contar me motiva muito mais. Passar uma mensagem é muito melhor do que simplesmente jogar as coisas, fazer de qualquer forma. […] Mas, o que eu quero fazer é o seguinte: a história não tá contada nesse clipe. Ela vai continuar na próxima música, que também faz parte do meu álbum ORIGINAL.”

“Youngr” é apenas uma das faixas que compõem o primeiro álbum de Bruno Martini, que o POPline teve a oportunidade de ouvir alguns trechos e faixas ainda inéditas. Sobre a escolha das músicas para este disco, que será seu “cartão de visitas”, o artista explicou: “Eu sou muito coração, então quando eu escuto uma coisa e me arrepia, isso já diz tudo. Por exemplo, até hoje escuto ‘Hear Me Now’ e fico arrepiado e sei que fiz o certo, sabe? Eu tomo muito cuidado com tudo que eu lanço, porque uma vez lançado, aquilo vai ficar lá eternamente. Quando as coisas me tocam de verdade, eu quero lançá-las. Então é simples, eu escuto e penso ‘eu acho que é isso’ e aposto. Prefiro muito mais fazer uma coisa verdadeira e que é minha do que ficar pensando se a música vai bombar ou não, isso não importa. Gosto de lançar o que sou de verdade, o que eu gosto de ouvir e fazer.”

Em “ORIGINAL”, além da parceria com Shaun Jacobs, Bruno também contará com a participação de outros cantores, porém preferiu não confirmar nomes e deixar as colaborações em segredo: “tenho parcerias, mas não quero adiantar nada (risos) Tem coisas que virão e será tudo surpresa!”. Quando falamos de parcerias que gostaria de ter em seu currículo, ele foi mais certeiro: “as coisas têm que acontecer naturalmente, mas por exemplo eu adoraria fazer alguma coisa com a IZA. Acho ela incrível!”.

Na festa de aniversário de 12 anos do POPline, Bruno Martini se apresentou e recebeu no palco os amigos Fiuk, Zeeba, Vitor Kley e Isadora. “A festa do POPline foi incrível. Foi muito legal poder reunir essa galera, estar todo mundo junto! Depois saímos de lá e fomos pro meu estúdio, fizemos um som! Todo mundo tocando guitarra… A galera do Melim também foi!”. Será que vem uma parceria com o Melim? Bruno também não confirmou, mas se mostrou animado com o momento atual da música brasileira onde tantos artistas têm se destacado e o próprio brasileiro tem valorizado o produto nacional:

“Isso já vem acontecendo há algum tempo na música pop do Brasil e também na música eletrônica. Por exemplo, a música que fiz com o Dennis, ‘Sou Teu Fã’, qual foi a última vez que você ouviu uma música eletrônica cantada em português? Há dez anos era um crime você fazer isso! As pessoas julgavam muito! Hoje não! Hoje as pessoas pedem por isso e é muito legal de ver a valorização que os artistas têm aqui no Brasil. É claro que eu viajo muito e faço música pra outros artistas também, mas todo tempo que tenho quero estar aqui. Quero lançar músicas em português, como ‘Sou Teu Fã’ e ‘Morena’. Eu sempre procuro fazer coisas voltadas pro Brasil.”

Com a mente e o trabalho concentrado por aqui, mais do que nunca, Bruno Martini se materializa como um artista brasileiro a ser observado com mais cuidado e principalmente consumido. “ORIGINAL” estará disponível no primeiro semestre de 2019.

Escrito por Mari Pacheco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Zara Larsson responde pessoas que falam que ela está flopando

Treta com o clipe de “Woman Like Me”? Fãs do Little Mix reclamam de redução das visualizações e Nicki Minaj curte comentário