Justin Kalifowitz, CEO da Downtown Music Holdings
Foto: Justin Kalifowitz, CEO da Downtown Music Holdings /Divulgação
in

Downtown vende catálogo para Concord e lança novos negócios

Lançamento da “Downtown Music Services” apoia novo foco comercial e alinha Downtown Music Publishing® à DashGo℠

A Downtown Music Holdings (Downtown℠) anunciou hoje (26) que irá focar exclusivamente no setor de rápido crescimento de serviços musicais. Para dar apoio ao crescimento extraordinário do segmento de música independente e aos artistas e empresas que usam suas plataformas e serviços, a empresa está realinhando seu portfólio de distribuição, gerenciamento de direitos autorais e divisões promocionais. A iniciativa é uma continuidade da revisão estratégica de seus negócios iniciada no quarto trimestre de 2020.

A primeira fase do processo une a Downtown Music Publishing® com as capacidades de distribuição e marketing da DashGo℠ para criar a Downtown Music Services, uma nova unidade de negócios. Isso acontece na esteira do anúncio feito também hoje de que a empresa vendeu seu icônico catálogo de 145 mil direitos autorais para o Concord Music Group.

Downtown vende catálogo musical para o Concord Music Group
Foto: Downtown vende catálogo musical para o Concord Music Group/Divulgação

Através de suas várias marcas, a Downtown hoje gerencia mais de 23 milhões de ativos musicais para mais de 1 milhão de artistas e 2.500 clientes corporativos, o que a torna a maior provedora de serviços online para a industrial mundial da música. No total, a Downtown prevê receita de mais de US $600 milhões com seu negócio de serviços musicais em 2021.

“Nossa reavaliação estratégica confirmou uma oportunidade clara no mercado para uma provedora de serviços verdadeiramente neutra capaz de atender as novas necessidades dos artistas e seus parceiros. Isso fica ainda mais evidente com o forte desempenho e escala das plataformas de serviços da Downtown e das tendências globais que estão impulsionado o crescimento da indústria da música,” disse o fundador e CEO da Downtown Justin Kalifowitz.

“A ideia de servir os artistas tem sido fundamental para o espírito de Downtown desde a nossa fundação em 2007. Vender nossa propriedade intelectual nos permite avançar como líder mundial em serviços para a música, capacitar uma classe criativa global em rápida expansão e, em última análise, é a melhor maneira de ajudar a concretizar nossa visão de uma indústria musical mais justa.”

 

Downtown Music Services = Downtown Music Publishing + Dash Go

 

A recém criada Downtown Music Services vai unir os serviços de duas divisões da Downtown, a Downtown Music Publishing e a DashGo. Aproveitando a tecnologia de todo o grupo, as ofertas da nova empresa vão incluir distribuição, gerenciamento de direitos autorais, marketing criativo e ferramentas financeiras para compositores e artistas. Com o apoio de uma dedicada equipe global, artistas terão condições de gerenciar com eficácia suas obras, mantendo a propriedade e controle delas.

A Downtown Music Services será liderada por Mike Smith, o respeitado veterano da indústria que assumiu o cargo de presidente global da divisão de publicação de música da Downtown em 2020. O fundador e CEO da DashGo, Ben Patterson, será o Diretor de Operações da nova empresa e continuará responsável pela distribuição, marketing e promoção.

“O que me impulsiona é capacitar artistas e compositores para assumir o controle de seu destino. Com o estabelecimento desta nova unidade de negócios, a Downtown está permitindo que os artistas sigam donos de suas obras ao mesmo tempo em que têm acesso, recursos e suporte de uma empresa musical global. Ben e eu estamos entusiasmados com a oferta verdadeiramente única que combina nossos serviços, conhecimento e experiência”, disse Smith.

“Oferecer aos nossos artistas e gravadoras acesso ao marketing criativo global, gerenciamento de direitos autorais e serviços de sincronização da Downtown, além de nossos serviços distribuição, promoção e financiamento de alta qualidade, cria um lar único para artistas modernos e suas equipes. Continuar a alavancar a tecnologia da Downtown, combinada com nosso modelo de negócios exclusivo, proporcionará uma vantagem significativa para todos os nossos clientes nos próximos anos”, acrescentou Patterson.

Downtown: estratégia exclusiva em serviços de música

 

A decisão de Downtown de se concentrar exclusivamente em serviços de música para criadores e empresas em todos os estágios segue vários investimentos significativos no setor de serviços para criadores e gravadoras. Nos últimos anos, a Downtown adquiriu a CD Baby, AdRev, DashGo, Soundrop (primeiro trimestre de 2019); FUGA (primeiro trimestre de 2020); Simbals (segundo trimestre de 2020) e Found.ee (primeiro trimestre de 2021).

No ano passado, a empresa também estabeleceu a Downtown Neighbouring Rights, uma unidade de negócios independente dedicada especificamente a royalties de performances públicas que representa clientes como o espólio de Ella Fitzgerald e Justin Bieber. Além disso, sua plataforma de administração de publicação musical, a Songtrust expandiu sua coleção de direitos autorais para 145 países e agora representa mais de 3 milhões de músicas e mais de 350.000 compositores.

A rápida adoção de serviços de streaming em todo o mundo, combinada com tecnologia, ferramentas e serviços mais acessíveis e baratos, está transformando a indústria musical global de maneira profunda. Além de permitir que criadores de todos os tipos abordem suas carreiras de uma forma mais empreendedora, essas plataformas e serviços estão ajudando a re-imaginar o que realmente significa ser um artista “independente”.

Na cerimônia dos prêmios GRAMMY® de 2021, realizada em março, 52% de todos os vencedores eram artistas independentes. Artistas independentes agora representam 31% do total de streamings no Spotify, de acordo com o MIDiA Research, e, com base em uma análise conduzida pelo ex-economista-chefe do Spotify, Will Page, publicada recentemente no jornal Financial Times, os artistas independentes lançaram grandes gravadoras em 2020 em uma proporção de 8 para 1. À medida que a adoção do streaming continua, também aumenta o volume e a variedade de músicas criadas, com mais de 70 milhões de músicas abrangendo milhares de gêneros e 36 idiomas agora disponíveis.

Escrito por Láisa Naiane

Vereadora critica beijo de Gil e Fiuk e é acusada de homofobia

Quem é Gabriela Rocha, que tem o maior canal gospel do Youtube?