Connect with us

#Colunistas

Coluna da Karen Pedroso: Os mitos e verdades do mercado de shows internacionais no Brasil!

Os mitos e verdades que muitas pessoas acreditam mas que são questionáveis e podem ser vistos de outra perspectiva.

Published

on

MITOS DO SHOWBIZZ

 Sou Karen Pedroso e trabalho há 12 anos na Move Concerts, maior produtora independente de shows da América Latina. Tive a honra de estar envolvida na realização de grandes shows no Brasil, como Beyoncé, Ed Sheeran, Katy Perry, Iron Maiden, entre muitos outros.

Com muito prazer escrevo esse texto. Minha idéia, tendo um espaço de comunicação aqui é contar um pouco de minhas experiências e principalmente escutar… as dúvidas, comentários e perguntas.

O mundo da música e dos shows ao vivo é mágico. A sensação que esses momentos proporcionam são únicos e inesquecíveis. Áreas do cérebro entram em ação, enchendo o corpo de emoções e sensações, entre elas o oxitocina, que é o hormônio da conexão e felicidade. Estudos demonstram que é 2.8 vezes mais emocionante ouvir música ao vivo que escutar algo gravado! Mais do que a teoria, isso tudo é experienciado por todos nós!!! Vocês sabem bem…! Ao mesmo tempo a indústria é extremamente complexa e enfrenta constantes adversidades.

Meu primeiro tema é aprofundar um pouco sobre o que considero mitos do showbizz. Os mitos e verdades que muitas pessoas acreditam mas que são questionáveis e podem ser vistos de outra perspectiva.

1. ‘’O valor do ingresso para esse show é tãaooo caro que essa produtora deve estar ganhando MUITO dinheiro’’

Xingamentos em redes sociais e até mesmo ameaças de boicote ao show já aconteceram nesse universo porque ‘’o preço dos ingressos está caro!’’

Porém, você sabe quais são os custos para a produção de um show? Você sabia que em grande parte dos modelos de negócio, o artista é sócio do show? Existem muitos custos, que envolvem cachê do artista em moeda estrangeira, aluguel do estádio, produção geral, equipe, impostos, etc que fazem com que o ingresso custe aquele determinado valor. Além disso o Brasil apresenta um dos custos mais caros do mundo para realização de shows.

2.  ‘’Ela trabalha com shows e conhece todos os artistas’’

Na maioria das vezes, não existe tempo ou espaço para uma aproximação da equipe local com o artista estrangeiro de ‘’grande porte’’. Existe uma grande rede de pessoas ‘’blindando’’ o artista e cada um extremamente profissional no desempenho de suas funções.

3. ‘’As músicas desse artista estão em número 1 nas paradas, esse show vai vender muito’’

Pode acontecer do artista ter muitos hits tocando, milhões de visualizações e downloads. E mesmo assim não vender ingressos para o show.

Não existe matemática nesse caso.

Pode existir o artista fantástico, no momento errado.

Pode existir o artista de 1 hit, no momento certo.

Pode acontecer do show estar lotado e a produtora perder dinheiro. 

4) ‘’Poxa não custa nada me dar um ingresso. Uma pessoa a mais não faz diferença.

Custa. Custa sim. Existe o pagamento de alguns impostos mesmo sendo cortesia. Se o show tem demanda, deixamos de vender o ingresso, ou seja, perde-se essa possível receita. Meu médico me cobra a consulta mas ele acha que tenho que oferecer a ele ingressos cortesia para tal show realizado pela empresa que eu trabalho.

Por que vocês acham que existe essa cultura enraizada?

Amaria saber a opinião de vocês. Clique aqui e deixe seu comentário no Instagram do POPline! 

Um beijo,

Karen Pedroso

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



POPline Mix




Ranking