Divulgação/CISAC/ISWC
in

Com maior precisão e velocidade, CISAC moderniza sistema ISWC global

Divulgação/CISAC/ISWC

A Confederação Internacional das Sociedades de Autores (CISAC) anunciou ontem (24) o novo sistema ISWC global que irá melhorar a precisão, velocidade e eficiência do trabalho das Associações de Música e Editoras no rastreamento das obras musicais dos criadores e no pagamento de royalties.

O novo sistema, atualizado pela CISAC pela primeira vez em 15 anos, ajudará as sociedades e editores de música a gerenciar as trilhões de transações de dados geradas pelo crescimento do streaming de música. Os códigos serão atribuídos centralmente, pela CISAC, para evitar duplicações e imprecisões.

A atualização chega em um momento crucial, quando compositores de todo o mundo viram o colapso de suas fontes de renda tradicionais, especialmente shows ao vivo e apresentações públicas.

Após uma “transição” em julho, mais de 100 sociedades de autores já migraram para o novo sistema. O desenvolvimento do sistema, encomendado pela CISAC à Spanish Point Technologies em janeiro de 2018, é apoiado por empresas e organizações da comunidade de gestão coletiva, editoras e serviços digitais. O novo sistema ISWC também será lançado em breve para uso pela comunidade editorial e plataformas de música digital

O presidente do CISAC, Björn Ulvaeus, disse: “A atualização do ISWC não poderia vir em um momento mais oportuno para os compositores, que agora dependem mais do que nunca da renda digital para seu sustento. ISWC é um dos identificadores mais importantes na indústria da música e estou muito satisfeito que a atualização agora esteja concluída e sendo implementada em todo o setor.

Ele rastreará a música melhor e mais rápido ajudando a colocar dinheiro mais rapidamente no bolso dos criadores. A chave agora é garantir que o sistema realmente se torne global – ele precisa ser aplicado universalmente para trazer as recompensas potenciais que oferece a todos os players“.

O Presidente do Conselho da CISAC e CEO da UBC, Marcelo Castello Branco, ressalta: “Uma indústria musical global dinâmica precisa, mais do que nunca, estar constantemente em aprimoramento, adaptando e melhorando as ferramentas de que dispomos para garantir uma remuneração rápida e precisa para criadores e tocadores de música em todo o mundo.

Era imperativo para o CISAC formalizar um ISWC atualizado que respondesse de maneira sólida aos desafios crescentes e incontroláveis ​​de streaming de música que enfrentamos hoje”.

As coleções das sociedades CISAC para música digital aumentaram 27% em 2019 para € 2,1 bilhões e quase triplicaram nos últimos cinco anos, apesar de ainda representar apenas 22% de todas os segmentos de música. Nos últimos 15 anos, mais de 50 milhões de códigos ISWC foram atribuídos a obras musicais.

O novo sistema ISWC traz benefícios importantes para as sociedades e Editoras:

  • Maior precisão

Os códigos serão atribuídos centralmente, pela CISAC, para evitar duplicações e imprecisões. O novo sistema vai acabar com a prática atual de ter códigos ISWC alocados por sociedades individuais, uma prática que leva a muitos desafios de integridade de dados.

A atribuição central garantirá que cada música receberá apenas um código exclusivo.

  • Mais velocidade

O novo sistema reduz drasticamente o tempo necessário para atribuir ISWCs. Ao contrário de hoje, quando a atribuição é frequentemente atrasada pela necessidade de concluir o registro do trabalho, os ISWCs estarão disponíveis quase que instantaneamente.

Os códigos estarão, então, prontos para uso por todos os parceiros da cadeia comercial (editores, sub-editores, serviços digitais) horas após o lançamento do trabalho, de modo que uma música usada no Spotify, Amazon, Apple Music ou outros possam ser monetizados sem demora.

  • Maior eficiência: mais remuneração aos criadores

O novo projeto ISWC tira o atrito do processo de licenciamento digital, reduz custos e agrega mais valor. O sistema de alocação automatizado em pleno funcionamento economizará tempo e recursos das sociedades e devolverá mais remuneração aos criadores que representam.

Para a interface ISWC recém-lançada que permite um uso muito mais flexível e interativo do ISWC por sociedades e editores, consulte o site clicando aqui.

Diferença entre ISRC e ISWC

  • ISRC

ISRC(International Standard Recording Code ou Código de Gravação Padrão Internacional) é um padrão internacional de código para identificar de forma única as gravações. O Produtor Fonográfico é o responsável por gerar e cadastrar o ISRC através do Sistema de ISRC (SISRC), que gera os códigos e é vinculado ao sistema de cada Associação de Música.

O Produtor Fonográfico pode ser uma gravadora ou a pessoa física ou jurídica responsável economicamente pela gravação.

Para quem deseja gerar os códigos de ISRC, primeiramente, é necessário estar filiado na categoria de Produtor Fonográfico para ter o registro de produtor e poder gerar os códigos.

 width=

Foto: Significado do ISRC. Créditos: Mundo da Música

 

  • ISWC

ISWC (International Standard Musical Work Code) é um código identificador exclusivo para obras musicais. É adotado como padrão internacional ISO 15707. Cada obra possuirá um ISWC diferente. Esse código não será alterado de acordo com as múltiplas gravações que podem acontecer da obra, ao contrário de como o ISRC funciona.

Sua principal função está atrelada a identificar obras corretamente dentro de um banco de dados mundial, possibilitando a arrecadação correta sobre o uso da composição pelo mundo, além de ser útil em situações contratuais relativas a edição, licenciamento e cessão de direitos autorais.

O ISWC de uma obra vai ser gerado automaticamente a partir do momento que todos os titulares de uma obra musical estejam filiados em uma Sociedade e possuam o código CAE.

O número CAE/IPI é um número de identificação internacional para compositores e editores que é gerado após a filiação em uma sociedade de direitos autorais.

 width=

Foto: Significado do ISWC. Créditos: Mundo da Música

Escrito por Redação POPLine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Track "Dynamite" do BTS pode gerar mais de US$ 1,4 bilhão para a economia sul-coreana e milhares de novos empregos! Foto: Divulgação

BTS quebra novo recorde com “Dynamite”

Manu Gavassi usou bota de quase R$ 10 mil no MTV MIAW

Manu Gavassi usou bota de quase R$ 10 mil no MTV MIAW