in ,

Casa Branca divulga vídeo da visita do BTS e encontro com Joe Biden

Membros do grupo K-Pop estiveram na sede do governo norte-americano na última terça-feira (31)

Foto: Kevin Dietsch/Getty Images

O sucesso do BTS é tão amplo que a passagem do grupo K-Pop pela sede do governo norte-americano, na última terça-feira (31), ainda segue repercutindo na mídia internacional. Tanto que, nesta sábado (4), foi compartilhado um oficial na conta do YouTube da Casa Branca, trazendo um pouco dos bastidores da conversara dos cantores com o presidente dos EUA, Joe Biden.

Foto: Kevin Dietsch/Getty Images

Leia mais:

No diálogo, RM, Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook debateram sobre o combate aos crimes de ódio contra asiáticos no país, bem como a importância de medidas que valorizem a inclusão e a diversidade na sociedade. “Olá, nós somos BTS!”, disse o grupo na apresentação do vídeo.

Na sequência, RM divaga sobre o porquê da visita à Washington. “Hoje nós estamos aqui para falar com o presidente Biden sobre combate aos crimes de ódio contra asiáticos, inclusão asiática e diversidade”, conta, enquanto Suga afirmou que o BTS sente a “necessidade de se expressar” para “promover a conscientização” sobre essas questões.

“Enquanto artistas sul-coreanos e pessoas que testemunharam a quebra de barreiras linguísticas e culturais ao viajar para o exterior e viram [nossa música] alcançar tantas pessoas ao redor do mundo em turnê, nós queríamos falar sobre o poder da diversidade. Nós esperamos que haverá muito mais casos positivos de que as diferenças unem uns aos outros”.

Em um outro momento curioso, o presidente Joe Biden logo deu play na música “Dynamite”, um dos maiores sucessos da carreira do BTS, para a surpresa dos artistas sul-coreanos. “Pensei em fazê-los sentir-se em casa”, disparou o presidente americano, arrancando risadas dos membros.

Líder do grupo, RM comentou que eles se sentem “muito felizes em ajudar a causar um impacto positivo”. “E sentimos a grande responsabilidade que isso traz ao mesmo tempo”, afirmou.

“Quando nós soubemos que a Casa Branca e o presidente Biden nos convidou por causa do Stop Asian Hate [Parem com o Ódio a Asiáticos] e do combate aos crimes de ódio contra asiáticos, nós ficamos tipo: “É isso. Por que não? Nós temos que ir, temos que ir para [Washington] DC. Nós temos que vê-lo”. Obrigado por reconhecer todos os esforços. E nós verdadeiramente sentimos que nosso tempo rendeu resultados”.

Foto: Kevin Dietsch/Getty Images

Escrito por Leonardo Rocha

Crianças redefinem as “batalhas” no “The Voice Kids” com clima de cumplicidade

Rico Melquiades anuncia candidatura às eleições e faz promessas; confira