UP
Foto: Divulgação
in ,

Cardi B fala sobre a nova música “Up”: “sinto que tem que ser super perfeita”

Rapper prepara novo álbum.

Cardi B lançou nesta sexta-feira (05) seu novo single “UP” e já está em primeiro lugar no iTunes USA e com mais de 3 milhões de visualizações no YouTube. As comparações com seu hit anterior, “WAP“, são inevitáveis. Em entrevista à Apple Music, ela refletiu sobre as particularidades de cada uma.

A rapper admite que ficou nervosa com o lançamento. “Estou bem, mas estou muito nervosa. Oh meu Deus. Esta semana foi realmente… Não uma semana ruim, mas uma semana ruim para meus nervos. Eu tenho acordado cedo. Não tenho conseguido comer, tenho estado tipo… Bem, não sei. Eu sinto que sou muito criticada e examinado, então isso é o bastante. Eu sempre sinto que tenho que ser super, super, super perfeita. Eu sou Libra, então a opinião de todos sempre contam para mim“, disse ela.

Cardi B música nova
Foto: Atlantic Records

WAP vs. UP

Cardi B, então, fez um paralelo entre “WAP” e “UP“. Segundo ela, as temáticas são diferentes de propósito.

Minha última música foi muito sexual, muito explícita, então eu sempre quero que minhas próximas músicas sejam diferentes da anterior. Se o tópico de uma das minhas músicas é dinheiro, o outro tópico, quero que seja sobre outra coisa. Quando comecei a fazer rap, quando lancei música pela primeira vez, como minha mixtape, era tudo… Pode parecer loucura, mas me inspirei muito na música de Drill Chicago. Eu era jovem e gostava disso e de tudo, então minha mixtape era muito sobre violência de gângsteres. Se estivesse lá, então estava preso. É aí que eu queria chegar com este álbum“, explicou.

Ela liga para os haters?

Cardi B já disse anteriormente que, por ser libriana, se importa com a opinião de todos. Mas como ela lida com os haters?

Ultimamente, todo ódio que recebo nas redes sociais, eu escrevo. Eu escrevo isso. Eu só escrevo. Oh, como recentemente, certo? Ontem fiz uma música, certo? A cada seis meses, as pessoas sempre querem debater sobre minha raça, porque as pessoas, elas realmente não entendem as ilhas do Caribe. Eles não entendem a República Dominicana, nada. A cada seis meses. Cada vez que um artista hispânico está em alguma situação de alta pressão, por algum motivo, eles sempre me trazem à tona, certo?“, soltou.

Ela continua: “Eu não quero dar uma dica sobre minhas gravações. Vai para o meu álbum. Eu tenho que explicar minha trajetória a cada seis meses, então eu coloco na minha música. Tipo, minha raça é Bronx e eu não tô nem aí. É com isso que estou misturado. Essa é minha raça. Ultimamente, estive nas redes sociais, e toda merda de ódio, toda merda positiva, eu escrevo e coloco no meu álbum. Isso é o que estou fazendo agora”, explicou.

Sobre o novo álbum

E os planos para o novo álbum, como andam? O último que ela lançou foi o “Invasion of Privacy“, de 2018.

“Eu realmente queria lançar um álbum no ano passado, mas foi como, ‘Eu sinto que não tenho as músicas certas’. Eu gravei muitas músicas. Acho que tenho cerca de 50 músicas gravadas e ainda não estou satisfeita. Se eu não estou satisfeita, eu simplesmente não estou satisfeita, mas eu realmente quero lançar um álbum este ano”, disse ela.

Assista à entrevista em vídeo:

Escrito por Caian Nunes

TV aberta foi responsável por 90% dos tweets sobre conteúdos de vídeo em 2020

Anitta é indicada em sete categorias de prêmio na Itália

Anitta fala sobre lançamento da música “Girl From Rio”