Fenômeno mundial
Foto: Hong Jang Hyun for Rolling Stone
in ,

BTS na Rolling Stone: A esperança de acabar com xenofobia

BTS partiu da Coreia do Sul para ser fenômeno mundial.

RM, Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook estão na capa da Rolling Stone, a revista de cultura musical mais importante do mundo. Vocês já conhecem esses nomes, não é mesmo? Trata-se do BTS, fenômeno mundial que veio do K-Pop para conquistar o mundo. É justamente esse sucesso que a entrevista destaca. eles são nomeados a “maior banda do mundo”, o que nem dá para ser questionado.

Essa é a capa:

RM, Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook
Foto: Hong Jang Hyun for Rolling Stone

O grupo conquistou definitivamente os Estados Unidos quando colocou o hit “Dynamyte” em #1 na parada Billboard Hot 100. Se no passado era utopia pensar em estar de igual para igual com os artistas ocidentais, hoje é uma realidade. Isso é mais importante do que o sucesso comercial, contribuindo também para o fim da xenofobia.

Agora, é claro, não há utopia”, diz RM. “Há um lado da luz; sempre haverá um lado escuro. A forma como pensamos é que tudo o que fazemos, e nossa própria existência, está contribuindo para a esperança de deixar essa xenofobia, essas coisas negativas, para trás. É nossa esperança, também, que as pessoas em minoria retirem alguma energia e força de nossa existência. Sim, há xenofobia, mas também há muitas pessoas que nos aceitam muito… O fato de termos conquistado o sucesso nos Estados Unidos é muito significativo por si só.

RM, Jin, Suga, J-Hope, Jimin, V e Jungkook
Foto: Hong Jang Hyun for Rolling Stone

BTS valoriza a cultura oriental

Diferente de grupos de outros países, o BTS tem uma questão: o serviço militar obrigatório na Coreia do Sul até o 28º aniversário. Eles fazem questão de cumprir essa obrigação, apesar de ter sido oferecida a suspensão.

“Um artista da cultura pop que foi recomendado pelo Ministro da Cultura, Esportes e Turismo para melhorar muito a imagem da Coreia dentro a nação e em todo o mundo” poderia seria capaz de esperar até os 30 anos para servir. Essa foi a justificativa para a dispensa de Jin, por exemplo.

Acho que o país meio que me disse:‘ Você está fazendo isso bem e vamos lhe dar um pouco mais de tempo’”, diz Jin. O serviço militar, acrescenta, “é um dever importante para o nosso país. Portanto, sinto que tentarei trabalhar o máximo que puder e fazer o máximo que puder até ser chamado.

A revista exalta o BTS como uma das melhores coisas da cultura mundial. Agora, eles vão continuar com o legado. O próximo passo está chegando! O single “Butter” sai no dia 21 de maio.

Escrito por Caian Nunes

Little Mix muita emoção

Little Mix: Documentário de Leigh-Anne exalta Brasil

Psicanalista explica porque os fãs interferem na vida dos famosos