Foto: Divulgação
in

BMG compra direitos autorais de banda dos anos 70 que viralizou no TikTok em 2020

A BMG, de propriedade da Bertelsmann, divulgou que adquiriu os direitos autorais de Mick Fleetwood em mais de 300 gravações, incluindo os maiores sucessos da banda lendária Fleetwood Mac, sucesso de 1977, a exemplo de “Dreams”. Sucesso viral global do TikTok em 2020, a música gerou mais de 3,2 bilhões de visualizações globalmente durante um período de oito semanas no segundo semestre de 2020, a colocando no topo da lista dos conteúdos mais virais da plataforma no ano passado.

A faixa clássica explodiu com um vídeo em que um homem aparece andando de skate, tomando uma garrafa de cranberry e dublando a música. O perfil de Nathan Apodaca acumulou 12.3 milhões de curtidas nesse vídeo e ficou em segundo lugar do TOP 10 dos vídeos mais virais do TikTok.

O vídeo gerou um “Dreams Challenge” em que pessoas de todo o mundo apareciam fazendo sua própria versão do vídeo em plataformas. Na época em que foi divulgado o vídeo a canção se tornou um case de sucesso, alcançando o primeiro lugar no iTunes, subiu para 6 na parada americana do Spotify e voltou a entrar no Billboard Hot 100.

Ouça Dreams:

Sobre a aquisição

Depois de passar o longo período sem apresentar novas aquisições (desde 2015), a nova compra da BMG inclui outros sucessos do Fleetwood Mac cobertos pelo acordo estão gravações como “The Chain”, “Go Your Own Way“ e “Landslide”.

“Mick Fleetwood é o alicerce de uma das maiores bandas do rock, ele tem um talento único para reunir músicos de todos os gêneros – e é claro que ele é um dos maiores bateristas do rock. BMG está orgulhosa de representar seu maior trabalho e animada com o lançamento de Mick Fleetwood & Friends”, contou o CEO da BMG, Hartwig Masuch.

Porém, vale ressaltar que, os direitos dos álbuns clássicos da banda como “Rumors” e “Tango In The Night” seguem sendo de propriedade da Warner Music Group. No entanto, significa que, a partir de agora, sempre que certos discos do Fleetwood Mac ganharem dinheiro, o BMG ganhará dinheiro. Ou seja, a aquisição da BMG inclui a participação de Mick Fleetwood em todas as obras gravadas do Fleetwood Mac, exceto seus dois primeiros álbuns.)

A notícia segue uma tendência de vendas dentro das fileiras do Fleetwood Mac: em dezembro, Stevie Nicks vendeu uma participação de 80% em seus direitos de publicação na Primary Wave por cerca de US $ 80 milhões, enquanto no início deste mês, Lindsey Buckingham vendeu 100% de sua música direitos ao Hipgnosis Songs Fund por uma taxa não divulgada.

Em tempo…

No Brasil, a BMG representa os direitos autorais de catálogos como Workshow e compositores como Tropkillaz, Felipe Araújo, Paula Mattos, Haikass, entre outros. Na parte da gravadora, a empresa sediada em São Paulo, representa Fresno, Ego Kill Talent, Sepultura, Zeeba e Titãs.

Escrito por Rafa Ventura

Gusttavo Lima busca reconciliação com Andressa Suita: “Mulher que mais amo”

Criolo realiza primeiro show em realidade estendida (XR) do Brasil na Twitch