Foto: Leia, primeira idol brasileira de kpop. (Divulgação).
in

Black Swan: Primeira idol brasileira debuta em novo grupo de kpop

A curitibana Leia de 19 anos integra o Black Swan, que lança hoje o single “Tonight”.

Já temos uma idol brasileira de kpop para chamar de nossa! Leia, curitibana de 19 anos, debutou hoje no grupo Black Swan da empresa DR Music. Depois de meses de espera, por conta da pandemia do COVID-19, o quinteto finalmente apresentou o seu primeiro single e MV “Tonight”.

O nome de Leia é na verdade Larissa Ayumi e ela tem ascendência japonesa por parte de pai. A cantora entrou para o mundo do entretenimento da Coreia do Sul através de audição realizada pela empresa coreana Pledis Entertainment, responsável por grupos como Seventeen e After School, realizada em sua cidade natal, em 2013.

Foto: Reprodução do Youtube / “Tonight” MV.

Leia foi a terceira integrante apresentada do Black Swan em julho deste ano. Além dela, o grupo ainda conta com Youngheun, Hyeme, Judy e Fatou, que é senegalesa. A brasileira, Youngheun e Hyeme anteriormente faziam parte do grupo RaNia, que também era administrado pela DR Music e passou por diversas mudanças ao longo da carreira.

Tonight

A faixa “Tonight” foi lançada nesta sexta-feira, 16 de outubro, e serve não só como single debut do Black Swan, mas também como title track do primeiro álbum das meninas, “Goodbye RaNia”, que já está disponível nas plataformas de streaming.

O MV, apesar de ser o primeiro, conta com investimento alto e produção de primeira linha. A música também é forte e promete emplacar. Assista:

A música e o MV foram super bem recebidos pelos fãs de kpop, que não pouparam elogios nos comentários da publicação no YouTube. No Twitter, muitos brasileiros também falaram bastante sobre “Tonight” e principalmente sobre o desempenho de Fatou:

 

O atraso no debut

De acordo com o site Soompi, o debut do Black Swan sofreu alguns atrasos por conta da pandemia do novo coronavírus, que afetou todo o mundo e também a própria indústria musical sul-coreana. Anteriormente, Youngheun falou sobre o assunto em entrevista ao canal Channel A:

“Treinamos por um ano e meio, mas depois do surto de COVID-19 o nosso debut foi adiado também e agora tudo que fazemos é treinar.”

Foto: Reprodução do YouTube / “Tonight” MV.

Na mesma época, Hyeme teria comentado que precisava emplacar e fazer sucesso, uma vez que “cantar e dançar é tudo o que ela sabia fazer”. Ainda segundo o Soompi, a brasileira Leia também teria falado sobre o atraso no debut: “Minha família está toda no Brasil e eu quero enviar dinheiro para eles. Esta situação é muito frustrante.”

Yoon Deung Ryoong, o responsável pela empresa que gerencia o Black Swan, a DR Music, chegou a afirmar que “99% das agências pequenas, como a dele, estavam praticamente falidas e enfrentavam um momento difícil para se manterem vivas.” Durantem o período de preparação do debut, Ryong disse que a empresa gasta cerca de 20 a 30 milhões em moeda coreana (equivalente a 17,000 a 25,600 dólares) por mês.

Escrito por Mari Pacheco

Divulgação

Imersão em Music Business: concorra a uma bolsa para o curso do Music Rio Academy; saiba como

Ariana Grande novo álbum

Insider especula quais artistas participarão do novo álbum de Ariana Grande