BLACK IS KING: filme da Beyoncé chega ao Brasil - saiba como assistir
(Foto: Divulgação)
in ,

BLACK IS KING: filme da Beyoncé chega ao Brasil – saiba como assistir

Filme da Beyoncé é inspirado no álbum “The Lion King: The Gift” e na história de “O Rei Leão”.

O filme “BLACK IS KING” da Beyoncé finalmente poderá ser visto legalmente no Brasil. Ele faz parte do catálogo do serviço de streaming Disney+, que estreia à meia-noite no Brasil. A plataforma chega ao país com planos de assinatura por R$ 27,90 mensais.

A Disney+ também fechou uma parceria inédita com o serviço de streaming Globoplay, líder de mercado no Brasil. O “combo” com as duas assinaturas fica por R$ 37,90 ao mês no plano anual.

“BLACK IS KING” está exclusivamente na Disney+ desde seu lançamento em julho. Fãs brasileiros acabaram aderindo à pirataria na estreia, baixando o filme ilegalmente, pela impossibilidade de vê-lo no Brasil nos serviços de streaming em atividade.

BLACK IS KING: filme da Beyoncé chega ao Brasil - saiba como assistir
(Foto: Divulgação)

Do que se trata o “BLACK IS KING”?

O filme da Beyoncé é inspirado na história de “O Rei Leão” e no trabalho dela no álbum “The Lion King: The Gift”, lançado no ano passado. O longa-metragem tem direção geral da popstar, mas ela trabalhou com diretores de diversos países. Tudo ocorreu em sigilo absoluto. Muitos dos atores e dançarinos envolvidos não tinham noção da amplitude do projeto: achavam que se tratava apenas de um clipe, já que as equipes e gravações eram isoladas, com cada time tendo noção apenas de um fragmento do todo.

O projeto levou um ano para ficar pronto e contou com filmagens em diversas partes do mundo, como Joanesburgo, Gana, Londres, Bélgica e Grand Canyon, nos Estados Unidos. Beyoncé contou que, apesar disso, tudo começou a ser feito no quintal da casa dela.

Ela destaca que o filme envolve música, moda, dança e belezas naturais. Nomes como Naomi Campbell, Lupita Nyong’o, JAY-Z, Kelly Rowland e Yemi Alade participam. Sua filha Blue Ivy e sua mãe Tina Knowles também aparecerão – como já aconteceu em outros projetos audiovisuais da popstar.

“Foi verdadeiramente uma jornada trazer esse filme à vida. Minha esperança, com esse filme, é que ele mude a percepção global da palavra ‘preto’”, diz Beyoncé.

Escrito por Leonardo Torres

Com ingressos esgotados, Luan começa a colher frutos de carreira solo

Como Luísa Sonza se tornou 2ª cantora mais ouvida no Spotify?

Como Luísa Sonza se tornou 2ª cantora mais ouvida no Spotify?