Divulgação
in

Artistas reclamam de atraso no pagamento de prêmios pela BeApp; empresa se posiciona

Divulgação

A BeApp, plataforma exclusiva de live streaming que está operando no Brasil desde julho, promoveu no mês de setembro uma programação com prêmios diários dentro do app.

De acordo com a companhia, mais de R$ 60 mil reais seriam distribuídos para os artistas que entrassem no ranking e também, os que fossem escolhidos pela curadoria interna, chamados de “Rising Stars da semana”, saiba mais clicando aqui.

Um grupo de artistas entrou em contato o Mundo da Música alegando que a plataforma não efetuou os pagamentos aos artistas vencedores, até então, contabilizando dois meses de atrasos.

O Mundo da Música, portanto, solicitou o posicionamento da companhia, que representada pelo CEO Ray Smith, enviou o comunicado abaixo:

“Em menos de 4 meses, o BeApp pagou mais de R$ 1.024.120 reais ($ 200.000USD) a artistas brasileiros, apoiando a comunidade de artistas brasileiros aspirantes mais do que qualquer outra plataforma na história recente.

Desde o lançamento, há alguns meses, estamos ajudando a revolucionar a indústria da música, fornecendo a cada artista acesso a milhões de fãs globais e oferecendo aos artistas grandes e pequenas oportunidades de ganhar dinheiro com suas apresentações.

Entendemos que os tempos são difíceis para os artistas brasileiros e em todo o mundo, por isso temos proporcionado fontes de renda significativas para todos os tipos de artistas brasileiros, grandes e pequenos.

Temos um conjunto de regras para os nossos concursos e condições de pagamento que visam criar um cenário justo e competitivo para todos os artistas intérpretes, permitindo que aqueles que cumprem as regras ganhem. Continuaremos a promover e fornecer suporte para todos os artistas conforme expandimos nossa oferta de conteúdo para novos gêneros de conteúdo.

Valorizamos cada artista que transmitiu conosco nos últimos meses e que continuará a construir uma forte comunidade de artistas dentro de nossa plataforma. 95% dos artistas que venceram pelas regras já foram pagos. Os artistas restantes que ainda não receberam seu prêmio em dinheiro por questões burocráticas, receberão até o final do ano”.

Desde a segunda semana de julho, o aplicativo norte-americano está oficialmente operando no Brasil, com o objetivo de criar uma comunidade orgânica e engajada. No primeiro mês de atuação no Brasil, artistas como Emicida, Luísa Sonza, Vitão, Tulipa Ruiz, Gui Boratto e milhares de artistas emergentes se apresentaram no BeApp.

Escrito por Redação POPLine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os primeiros semifinalistas do “The Voice Brasil”

Demi Lovato: pontos altos e baixos do comeback em 2020

Demi Lovato: pontos altos e baixos do comeback em 2020