Idealizadores do "Artistas no Club", Mateus Ribeiro e Marília Lopes contam os bastidores dessa iniciativa
Foto: Mateus Ribeiro e Marília Lopes/Divulgação
in

Artistas no Club: Mateus Ribeiro e Marília Lopes criam principal espaço para conexões entre profissionais da cultura no Clubhouse

Iniciativa acumula mais de 50 horas de conteúdos que revelam os bastidores do mercado artístico, com as dificuldades e oportunidades no setor

O ano de 2021 tem revelado o fortalecimento das soluções em áudio e o “boom” do Clubhouse no Brasil não é em vão. Nas últimas semanas, a rede social do momento vem ganhando uma série de salas sobre os mais variados assuntos, e no que diz respeito ao mercado cultural brasileiro, um espaço ganha destaque: Artistas no Club.

Idealizada pelos multi-artistas Mateus Ribeiro e Marília Lopes, a sala que começou de maneira despretensiosa no dia 8 de fevereiro, já acumula mais de 50 horas de conteúdos que revelam os bastidores do mercado artístico, com as dificuldades e oportunidades no setor. Milhares de pessoas já passaram pela sala, incluindo: Padre Fábio de Melo, o empresário Felipe Simas, Braulio Bessa, Kell Smith, Tico Santa Cruz, Zeeba, a cantora Zoo, entre outros.

Ao poucos, a sala que está aberta diariamente das 10h às 13h, tornou-se uma comunidade para: profissionais da cultura que estão entrando no setor, além dos que já estão na estrada e possuem experiências e dúvidas para compartilharem. O espaço é moderado por Mateus Ribeiro e Marília Lopes que exploram sua sintonia em um espaço democrático para o setor cultural.

Artistas no Clubhouse,
Foto: Artistas no Club, sala com participantes no Clubhouse/Divulgação

 

Em conversa com o POPline.Biz é Mundo da Música, Mateus Ribeiro e Marília Lopes contaram os bastidores desse case e os próximos passos para esse projeto, que já demonstrou ter sucesso.

Questionados sobre como surgiu essa amizade, os artistas apontam o ator Bruno Gadiol como a ponte entre os dois, em 2017. “Desde ali me apaixonei verdadeiramente por essa potência que é Mateus! Um artista completamente entregue à sua arte!”, aponta Marília que estreou nos
palcos do The Voice Brasil, em 2017, no time do Lulu Santos. E em 2018, atravessou o Oceano e virouduas cadeiras no The Voice Portugal,ficando no time de Marisa Liz, iniciando assim sua carreira Internacional.

“Eu gostei da Marília de cara. Ela tem uma luz linda e é uma pessoa muito amorosa com todos, além de ser uma artista que realmente corre atrás daquilo que acredita e quer. Pra mim, a Marília não acredita que existam limites pra arte dela, então, me identifiquei de cara, porque é exatamente assim que me também me sinto”, revela Mateus que entrou para a  lista Under 30, da Revista Forbes, na categoria Artes/Entretenimento, como um dos jovens com menos de 30 anos mais promissores do país em 2018.

Antes do “Artistas no Club”, Mateus e Marília tinham trocas pontuais sobre o mercado cultural e o Clubhouse tornou-se um palco para potencializar a sintonia da dupla.

“Nossa sala uniu as forças que no fundo já sabíamos que existia. E tudo flui de forma muito natural, a troca, a entrega, o papo, e consecutivamente o amor (o que torna nossa amizade mais bonita)”, diz Marília.

O “Artistas no Club” tomou uma proporção muito grande e é um dos principais canais da atualidade do aplicativo. Além disso, também tem sido um motivador diário aos artistas que ainda convivem com os desafios do período da pandemia.

“Tem sido muito inspirador e enriquecedor pra todos, acredito eu. Entrei no ClubHouse achando que talvez não iria gostar, já que nunca fui de ouvir muitos podcasts e coisas assim. Mas, quando vi, passei praticamente meu primeiro dia inteiro no aplicativo! Hoje tem me motivado muito, pois eu já acordo na nossa sala, ouvindo muitos artistas que eu admiro e conhecendo outros que passei a admirar. É um aprendizado ouvir tantas realidades e experiências, além de ser lindo conhecer as batalhas de cada um, e ver artistas de tantos lugares e mercados juntos falando a mesma língua, da arte”, celebra Mateus.

Pela dinâmica do conteúdo em áudio e por ser em formato ao vivo, sem gravações, o Clubhouse também dá uma sensação de proximidade aos participantes.

“Acredito que de ambas as partes, estamos vivenciando com muito aprendizado! Como é gostoso falar todos os dias com pessoas tão plurais! Falo com Mateus, que praticar o ato de escutar tem sido meu melhor presente! Nunca imaginaria conhecer tanta gente incrível em menos de 15 dias de existência da nossa sala”, comemora Marília.

Na sala, a dupla incentiva que seja um espaço, sobretudo, para networking e conexões genuínas. Em momentos na sala, os participantes são convidados a seguirem os “speakers”, que são os palestrantes, para sempre receberem notificações sobre outros eventos que acontecem na plataforma.

“Acredito que a conexão é realmente o ponto principal do aplicativo. Estou tendo a chance de ter contato com pessoas que nunca imaginei conhecer de forma tão genuína, em um espaço de tempo muito pequeno. Como tudo acontece por meio da voz, você acaba fazendo amizade com as pessoas. São conversas, então quando ela flui, aquilo acaba sendo levado pra vida real”, diz Mateus.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por MATEUS RIBEIRO (@mateusribeir0)

“Enxergo um novo marco dentro do mercado artístico. Conexões que as vezes demorariam muito a acontecer (e talvez até não acontecessem), estão sendo criadas de forma natural. Fazendo verdadeiras pontes, a ponto de as oportunidades de trabalho começarem a surgir. ClubHouse é uma vitrine, se soubermos tirar bom proveito, não há dúvida alguma de que seremos ouvidos, falando principalmente de nós, artistas”, afirma Marília.

Com o sucesso da sala, os artistas já estão pensando em projetos em conjunto e revelaram ao POPline.Biz é Mundo da Música que muito em breve surgirão novas iniciativas.

“Já o chamo de sócio. Já falamos de composições, já falamos de diversas criações! E um sonho de fã é um dia atuar ao lado desse fenômeno de amigo!”, diz Marilia.

“Estreitamos muito o nosso laço, e agora estamos já alimentando possíveis projetos. Temos muitas coisas em comum, nós dois compomos, cantamos, atuamos, produzimos nossos projetos, somos artistas independentes… e descobrimos que funcionamos bem juntos, então, agora é unir o que fazemos pra criar mais ainda!”

Programação do Artistas no Club

22/02 – Terça-feira: Direitos autorais no mercado musical: Bruna Campos / Cata Capelossi / Pedro Vale / Bruno Caly e outros

23/02 – Quarta-feira: Música no audiovisual | Monica Brandão / Flávio Saturnino / Láisa Naiane e outros

24/02 – Quinta-feira: Fotografia | Cesinha / Stephan Solon / Ernna Cost e outros

25/02 – Sexta-Feira: Dança e movimento | Flávio Verne / Flávia Lima / Luisa Sabino e outros (esperando resposta de Fernanda Fiúza / Jessie)

26/02 – Sábado: Empresariamento na música: Malu Barbosa / Helber Oliveira / Cata Capelossi / Renan Augusto / Kika Simões/ Marcos Bohrer e outros

27/02 – Domingo: Happy Hour.

A programação da sala “Artistas no Club” acontece diariamente, das 10h às 13h, no aplicativo Clubhouse.

Escrito por Láisa Naiane

BBB: Fiuk informa Thais que não a beijará mais e...

BBB: Fiuk informa Thais que não a beijará mais e…

Now United: Diarra Sylla fará referência a Panteras Negras em clipe solo

Now United: Diarra Sylla fará referência a Panteras Negras em clipe solo