Foto: Reprodução/Instagram
in

Ana Clara mostra que o samba também é lugar de aceitação, pluralidade e alegria

A cantora catarinense se prepara para gravar seu primeiro DVD ao vivo

Jovem, mulher, do sul do país e que canta samba. Ana Clara tem muitos “muros” a serem derrubados em defesa de sua arte. É através da música e do amor que expressa em suas canções que ela vai conquistando mais espaço no cenário nacional. Com a aprovação de grandes nomes do samba como Alcione, Péricles e Alexandre Pires, a artista se prepara para o maior desafio da carreira: gravar seu DVD com o repertório do novo EP “Fã Declarada” e mostrar que o samba também é lugar de aceitação, pluralidade e alegria.

Foto: Reprodução/Instagram

De Joinville para o Brasil

Aos 26 anos, Ana Clara se dedica profissionalmente à música há 13. A proximidade com o samba veio por influência do pai, que segundo ela “era um cara boêmio e amante de samba”. Mesmo tendo nascido na região sul do país, abraçou o gênero popularmente conhecido no Rio de Janeiro e São Paulo e, desde então, buscou aprimorar-se através de aulas de violino, piano e, mais recentemente, violão.

Em 2015 lançou “Aos Quatro Cantos”, seu primeiro disco, que já trazia um dueto com Péricles, um dos grandes artistas de samba. No ano seguinte lançou o segundo trabalho “Abençoada”, que já veio com mais participações de peso: Ludmilla, Alexandre Pires e Ferrugem.

Mas somente em 2019 saiu o primeiro trabalho por uma grande gravadora. “A Gente Sempre Ganha” traz Ana Clara dividindo os vocais com ninguém menos que Alcione na releitura do clássico “Não Deixe o Samba Morrer”. O grupo Atitude 67 também participa do álbum na faixa “Página Marcada”.

Outra grande regravação na voz de Ana Clara é o sucesso “Verdade”, imortalizada na voz de Zeca Pagodinho. A artista também regravou a canção “Coração Feliz”, da madrinha do samba Beth Carvalho, que foi incluída na trilha na novela “Bom Sucesso” (TV Globo).

Nesses últimos anos, Ana Clara colaborou com muitos artistas de samba e de outros gêneros. Participou de projetos como “Eu, Você e o Samba”, com Martinho da Vila, Péricles, Teresa Cristina, Xande de Pilares e Zeca Pagodinho, e “Elas em Evidências” de Chitãozinho e Xororó, bem como abriu a turnê “Gigantes do Samba” com Alexandre Pires, Luiz Carlos (Raça Negra) e Belo.

“Fã Declarada”: novo EP traz videoclipe que celebra a diversidade dos relacionamentos

Entre abril e junho deste ano, período em que o mundo inteiro adotou o isolamento social, Ana Clara lançou o projeto “Bate-Bola”. Uma sequência de seis das 12 canções inéditas que estarão em seu repertório, em formato voz e violão, para que as letras ganhassem o devido destaque.

Em agosto foi a vez do EP “Fã Declarada” chegar com cinco dessas canções (“Se é Saudade ou Amor”, “Para com Isso”, “Quando fiz Amor com Você”, “Sem Você Não Dá” e “Um Amor pra Durar”) completamente repaginadas e com arranjos mais completos. Além dessas faixas, a inédita que batiza o trabalho ganhou videoclipe com linda mensagem.

O samba é associado à malandragem, mas também é um campo fértil sobre o amor. Por isso, Ana Clara contou com a participação de casais, de todos os estilos, cores e gêneros, para celebrar todas as possibilidades deste sentimento único.

“O EP em si ficou maravilhoso, estou muito feliz com o resultado e ansiosa para saber o que as pessoas vão achar, mas em paz e muito satisfeita com esse trabalho”, conta Ana Clara.

Foto: Reprodução/Instagram

DVD à vista!

O EP “Fã Declarada” é uma espécie de esquenta para a gravação de um DVD ao vivo, que terá imagens ao pôr-do-sol e cores vibrantes. Um cenário solar como a música de Ana Clara.

“A primeira coisa que me vem na cabeça quando penso nesse trabalho é que as pessoas vão conhecer uma nova Ana Clara. Desde que eu estava na estúdio gravando eu senti que esse trabalho seria um divisor de águas na minha vida, na minha carreira”, aposta a cantora.

O show teria sido gravado no primeiro semestre, caso o mundo não fosse pego de surpresa com a pandemia. Contudo, a paralisação do projeto não significou uma pausa por conta de Ana Clara. Foi até positivo para que ganhasse mais tempo para compor um repertório inédito e ainda maior.

“Eu me identifiquei muito desde o início, a escolha das músicas, querendo ao máximo trazer a Ana Clara mesmo para a vida das pessoas, para elas conhecerem de fato o que eu curto, acho que me entreguei de uma forma diferente e está muito lindo”, disse Ana Clara sobre o EP que servirá de roteiro para o DVD.

Escrito por Daiv Santos

POPline Entrevista: MC Loma chega à maioridade e projeta o futuro

Carro de Som em A Fazenda

A Fazenda 12: Carro de som manda MC Mirella se afastar de Biel