30: Adele é aclamada pelo crítica especializada com novo álbum
Foto: The Face Magazine
in ,

30: Adele é aclamada pelo crítica especializada com novo álbum

“É seu álbum mais poderoso até então”, afirma a Rolling Stone.

Chegou o dia tão esperado! O “30“, novo álbum da Adele, está entre nós! E parece que não decepcionou… Pelo menos se for defender da crítica especializada. Os críticos musicais de importantes veículos de mídia estão soltando fortes elogios ao projeto.

O site Metacritic é muito famoso por fazer uma média das principais críticas e dar uma nota geral. Por enquanto, esta é sua melhor nota da carreira da Adele. Um 89. Anteriormente, a maior média tinha sido de 76 com o disco “21“.

30: Adele é aclamada pelo crítica especializada com novo álbum
Foto: Divulgação

Leia Mais:

Veja abaixo alguns trechos de tanta aclamação! Algumas poucas críticas negativas também foram registradas.

Rolling Stone

Adele nunca pareceu mais feroz do que no ’30’ – mais viva para seus próprios sentimentos, mais capaz de transformar tudo em canções no tom de sua própria vida. É seu álbum mais difícil e poderoso até então. […] Ela viaja em sua própria via dolorosa, trilhando um caminho traiçoeiro de sofrimento, maternidade, desespero embriagado e solidão.

Adele busca o amor em todas as suas várias formas, desde os desejos carnais de “Oh My God” e “Can I Get It” até as dores maternas de “My Little Love”. Mas ela atinge novos pontos altos em “To Be Loved”, apenas uma exibição vocal de fogos de artifício, com um piano como guia. Adele desmorona e admite, como se estivesse sob pressão: “Que fique claro que chorei por você.” ´[…] É um momento estimulante – como o resto do álbum, é o som de uma mulher que passou por uma crise terrível sem perder sua alma, sua paixão ou seu senso de humor. E com mais de 30 anos, você pode ouvir sua sensação de triunfo por ter superado tudo isso.

The Telegraph (UK)

Este é certamente seu álbum mais forte, um trabalho de catarse, terapia e socorro. Ele faz o que a música pop é mais importante: reunir emoções, concentrá-las e despejá-las em canções que todos podem cantar, mas poucos podem cantar tão bem quanto Adele.

Consequence

Para Adele, 30 é um avanço emocional – um corpo de trabalho refrescantemente sincero que é revelador. Embora o álbum seja sobre divórcio, as 12 músicas do álbum vão mais fundo como nunca antes.

No 30, Adele lamenta a vida que ela teve e conheceu, mas abre o coração e a mente da cantora de uma forma notável que nunca foi vista em seu trabalho antes. O que ela perdeu não se compara ao que ela ganhou – e isso é um novo começo e um som ainda mais novo.

Clash Music

‘30’ é uma obra de triunfo pessoal e artístico, mas não é isento de falhas. Apesar de toda a sua amplitude estilística e desvio ousado, ele perdura no pop californiano, enquanto alguns novos elementos – o country de Max Martin marcam – não combinam com a paleta geral. Mas isso é insignificante em comparação com o auge das conquistas de Adele – o equilíbrio aqui é perfeito, combinando o que os fãs querem (o glorioso single principal ‘Easy On Me’) com novas ideias ousadas. Um álbum com profundidade novelística, quando ‘30’ vira mais uma vez para sua conclusão enraizada em Londres, Adele parece atingir um novo nível em sua carreira estratosférica.

DIY Magazine

O verdadeiro golpe de mestre de ’30’ vem com a forma como essas letras – a dor, a autoflagelação (às vezes cruel, muitas vezes zombeteira), a esperança, a aceitação – são habilmente combinadas musicalmente.

New Musical Express (NME)

Embora este seja seu álbum mais criativo até agora, as letras ficam em um território mais seguro. [..] Esse nível devastador de honestidade significa que, apesar de seus momentos mais experimentais, ’30’ ainda acaba se sentindo como a marca registrada de Adele, à sua maneira, na maioria das vezes. E depois de acusações justas de jogar pelo seguro musicalmente no passado, é revigorante ver o titã pop trilhando territórios mais corajosos – mesmo que a taxa de acerto não seja de 100%.

Escrito por Caian Nunes

WEKs, aka Daniel Weksler, lança o single “Pérola” em parceria com Tássia Reis

Kristen Stewart sobre Oscar: "não dou a mínima"

Kristen Stewart sobre Oscar: “não dou a mínima”