YouTube anuncia inscrições para Fundo Vozes Negras 2022
Foto: YouTube Black, Vozes Negras/Divulgação
in

YouTube anuncia inscrições para Fundo Vozes Negras 2022

As incrições para a nova turma do Fundo Vozes Negras de 2022 abrem no dia 21 de junho de 2021

Com o objetivo de promover perspectivas mais autênticas e diversas, celebrando a cultura negra, o YouTube anuncia a abertura das inscrições para a nova turma do #Fundo Vozes Negras de 2022 nesta segunda-feira, dia 21 de junho. A iniciativa será ampliada para criar novas oportunidades e que também refletem sobre o progresso feito pelo projeto até agora. Saiba como se inscrever clicando aqui.

Além de criadores e artistas, o YouTube expandiu a elegibilidade para compositores e produtores musicais. Pela primeira vez, a plataforma abriu as inscrições para residentes no Canadá, além do Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, e África Subsaariana. As bolsas também estão disponíveis para artistas, compositores e produtores na Austrália.

Entre os criadores e artistas que fazem parte da primeira turma global, 35 deles são brasileiros. Nomes da música como Péricles, Rael, Urias e Mc Carol, estão entre os selecionados que participam do programa e receberam um financiamento para investir na melhoria dos conteúdos e estrutura dos seus canais.

Criadores selecionados YouTube Black Vozes Negras 2021
Foto: YouTube Black Vozes Negras 2021/Divulgação

As conquistas da turma de 2021

Em apenas sete meses, os criadores e artistas da na turma de 2021 conseguiram aumentar seu impacto e fortalecer seus canais por causa do trabalho árduo que estão realizando, do apoio que receberam e das comunidades dinâmicas que continuam a construir. Alguns dos destaques incluem:

  • Cada um dos beneficiários obteve apoio de um gerente de parcerias do YouTube. Esses especialistas ajudam criadores a  otimizar e expandir seus canais. A plataforma viu resultados ótimos desse trabalho, como o canal Dois Por Cento TV, que bateu o recorde de 9.5 milhões de visualizações no Shorts.
  • Mais de 130 criadores e artistas beneficiados pelo Fundo, assim como suas equipes, participaram de nossas primeiras três semanas da Incubadora de Criadores Vozes Negras do YouTube. Nos eventos, palestrantes convidados cobriram diversos temas, desde pré-produção, iluminação e narrativa digital até monetização alternativa, coaching de mídia e bem-estar. Essas sessões foram conduzidas por especialistas da indústria, incluindo Dyana Williams Moira Griffin, Alan Soares, Ícaro Silva, Devi Brown, Jamila Jordan Theus, Sarah Janiszewski, Tommy Oliver, Little Dot Studios, Money Africa, She Leads Africa, Dane Baptiste e Jamal Edwards MBE, entre muitos outros.
YouTube anuncia inscrições para Fundo Vozes Negras 2022
Foto: Criadores brasileiros reunidos durante a Incubadora de Criadores Vozes Negras do YouTube, realizada virtualmente em 12 de fevereiro de 2021. Na imagem (da esquerda para direita e de cima para baixo): Gabriel Caldas (time do YouTube), Rafaela Lima (Mais Ciências – Profa Rafaela Lima), Thelma Assis (Thelminha), Ligia Lima (time do YouTube), Camila Nunes (Camila Nunes), PH Côrtes (PhCôrtes), Amanda Mendes (Tô de crespa), Maristela Rosa (Papo de Preta), Samuel Gomes (Guardei no armario), Monique dos Santos (Neggata), Leandro Vicente (Levvitalk), Jacy Carvalho (Jacy), Leo Cardoso (dia studio), Débora Luz (Débora Luz), Xan Ravelli (Soul Vaidosa), Tassio Santos (Herdeira da Beleza)/Divulgação

Os criadores também usaram seus subsídios de várias maneiras. Por exemplo:

– Tassio (BR), dono do canal Herdeira da Beleza, conseguiu contratar uma equipe e se dedicar ao lançamento de um podcast chamado Sentidos da Beleza, primeiro podcast do Brasil sobre maquiagem para pessoas com deficiência visual;

– Como resultado do Fundo, a Zeelicious Foods (Nigéria) iniciou duas novas séries de conteúdo, “Dining Etiquette” e “Bachelor Recipes Series”, que foram um sucesso de audiência;

– Terrell (EUA) usou sua bolsa para atualizar seu espaço de filmagem e lançar um novo programa de culinária e comédia chamado T and Coco;

– A Tiffany do TiffanyRotheWorkouts (EUA) comprou todos os novos equipamentos de produção e contratou um editor. Isso a ajudou a melhorar a qualidade da produção de seus treinos semanais ao vivo, diversificando seu conteúdo e estratégia de monetização;

– Jabrils (EUA) lançou seu projeto dos sonhos graças ao Fundo Vozes Negras – ele está produzindo uma série animada que é inspirada em sua experiência de vida como pessoa negra.

“Temos o compromisso de ser defensores e aliados das diversas comunidades que chamam o YouTube de casa e continuamos expandindo nossos esforços para apoiar outras comunidades marginalizadas e pouco representadas. Teremos muito mais a compartilhar sobre essas iniciativas nos próximos meses. É uma responsabilidade que abraçamos e também uma oportunidade incrível de fazer a diferença e deixar um impacto positivo duradouro. Estamos prontos para o desafio e esperamos promover a equidade e a inclusão a longo prazo”, diz o YouTube.

As inscrições para a turma de 2022 do Fundo Vozes Negras do YouTube serão abertas na segunda-feira, dia 21 de junho. Se você se identifica como um criador de conteúdo, artista ou compositor/produtor negro que busca ter mais voz no YouTube e causar impacto, clique aqui para realizar sua inscrição.

Escrito por Láisa Naiane

Live arraiá Juliette

Juliette ensaia com Wesley Safadão, Rodolffo e Alceu Valença

Entidades LGBTI+ querem retratação pública de padre que atacou repórter